Rawalpindi, alegria dos pobres.

Rawalpindi eh uma cidade grudadinha em Islamabad - como Guarulhos, em Sampa. Ou em pior comparacao, como Canoas, em Porto Alegre. Kkkkk! Eh bem feia ate aonde eu vi, mas tem um ar de cidade grande e deve ter suas areas bonitas. Mas, enfim...

Fui ate la com a cunhada para fazer compras. A cunhada, o sobrinho e toda a familhanca num Panda vermelho. Comprei bangles, bijoux, tecido e muito cacareco por muito pouco dinheiro. Gente, pi-rei. Se visitarem Islamabad, estiquem para Rawalpindi para fazer compras. Tem muita coisa cafona, isso eh verdade. Mas justamente por isso eh tao legal...

Mas o causo eh que estavamos tomando um refresco no carro quando um senhor deficiente fisico sentado em seu carrinho vendia suas bugigangas. Um carro cheio de indianos estava ao lado dele e... Pum, o deficiente bateu com a roda no carro e amassou a lataria. Adivinhem se nao houve aquele mosh!

Pois o indiano saiu do carro para ver e o senhor deficiente comecou a xinga-lo por estar "dirigindo na rua", kkkkkk. Vejam so que absurdo. O tiozinho descascou o verbo gostoso e o indiano foi se enchendo de fezes gradualmente ate que... Bum, explodiu em furia sobre o deficiente. Uma cena HORRIVEL mas que seria muito comica se nao fosse tragica.

Bater em um deficiente fisico deve ser um dos pecados mais mortais que existe em toda a humanidade. Mas Deus eh poderoso e colocou um pau (de madeira) no carrinho do tortinho! Kkkkk e ele deu o maior cacete em todo mundo. Quase sai do carro fazendo torcida. "Tortinho, tortinho, tortinho!", kkkkk. Adoreeeeeeei, mais um pouco o tio soltaria um Fatality a la Liu Kang. Morri 3 vezes em Rawalpindi.

Ai voces entendem porque eu ADORO o Paquistao?



Escrito por Turca Sofistinha às 09h37
[ ] [ envie esta mensagem ]


Islamabad

 

 

Cheguei em Islamabad na última sexta-feira. Um respiro urbanizado no caos paquistanês. Posso dizer em plenos pulmões que a capital paquistanesa é uma cidade agradável – especialmente conhecendo o caos Peshawari, a poeira de Lahore e a umidade de Karachi. Pois é uma capital quase cosmopolita com um pequeno punhado de estrangeiros loirinhos que me fazem sentir menos alien.

 

E é aqui que encontrei meia dúzia de restaurantes bonitos e com boa comida. Ares de café. Um restaurante italiano não tão ruim onde, pelo menos, comi uma pasta (superhipercozida, mas ok) com um molhinho pronto Barilla. Nada de especial, mas bah, não tinha curry nem pimentança. E vocês não sabem como o curry vai curtindo o estômago. Até mesmo os potes onde são guardados os temperos: parecem corroídos!

 

Uma coisa que adoro é ver as montanhas ao fundo da cidade. E o cair da tarde com a Mesquita Faisal para completar o cenário. A lua crescente, tão baixa e próxima das casas, completa o clima “oriente”. Eu adoro esta cidade, é completamente habitável e estou que nem gato indo para o banho para retornar a Peshawar. Não que eu esteja de mal da minha querida cidade, mas me erra, poxa! Kkkkkk.



Escrito por Turca Sofistinha às 09h28
[ ] [ envie esta mensagem ]


Preconceito

 

Jantamos em um restaurante libanês (Majlis, cuja dona e brasileira) especialmente reservado para nosso get togheter em Islamabad. Hm, kebabs, hommus, baba ganouje, falafel, tabule, enfim, a comilança tradicional (e sem curry ou pimenta) num ambiente gostoso e bunitcho. Tomei até karkadeh (suco de hibisco).

 

Na mesa ao lado, alguns ingleses ou australianos, sei lá. Aquela gente branca e loira com sotaque over. Do nada a loirinha começa a surtar e o trepê gringo da moça parte para cima de um turcão. Os garços seguraram e o turco, muito putcho, desceu o verbo, bateu no cara e ameaçou três gerações do gringo.

 

Bafão! Eu e meus amigos paramos de comer na hora pra acompanhar o barraco. Lógico, bunita, acha que eu ia perder???

 

- Kari, você fala árabe, né?

- Euh, bem, entendo algumas coisas... Tipo uar-uar-uar casa hala halal hala cachorro wor-wor-wor pitanga... E assim vai.

- Então descubra o que se passa!!!

 

Kkkkkk, tudo que notei é que, pelo sotaque, a turcaiada era libanesa com certeza. Espichei o ouvidão e lo bafón era o seguinte, minhas bees: a loirinha perdeu a carteira. Jura que entrou no restaurante com os documentos e com a papelança toda. E que estava comendo e, de repente, a carteira sumiu. Obviamente, ela olhou pro lado e viu uns turcos e já começou o show. Tava toda bêbada a menina (sim, nesse restaurante você leva seu próprio álcool e consome lá -  e estavam tomando vinho australiano, breguérrimo, meninos eu vi) e o trepê ficou todo putinho e voou sobre o turco para ameaça-lo. Ai Inês era morta e a baixaria correu solta.

 

Beibes... Que delícia de barraco foi aquele. Deu vontade de fazer coro e gritar “turcos, turcos, turcos, pau no cu da loirançada!” mas meu karkadeh não tinha nada de álcool e fiquei quieta – embora meus olhinhos estivessem brilhando, informação confirmada pelo maridón. Ah, gente. Eu sou muito corticeira pra agüentar essa gentalha branca que chega chegando no país pra cair da gandaia e sair com ar de Indiana Jones.

 

Aaaaai daquela loira se mexesse com os turcos escurinhos da minha mesa.

 

Enfim, a baranga foi embora e o caso foi abafado. Eis que a vadia volta trançando as pernas, subindo nos sofás e procurando a carteira dela entre as pessoas sentadas com ares de estar muito putinha com a situação. E gritava chorando que estava sem o passaporte ou qualquer dinheiro. Hahahaha, vá se foder. Surta menoscabando gente com mais melanina e mais metro quadrado de nariz e dá ceninha para que fiquem com pena... Meu cu, urubu!

 

Só virei pro maridón e murmurei: “se essa puta gringa chegar aqui, vou chegar com essa mão de pianista que luta boxe naquele focinho loiro dela até os olhos saltarem e arranco as tripas pra fazer kebab!”. Hump, mas ela nem se atreveu porque foi contida e levada pra fora. Vá fazer a loca da buceta lá fora, vagabunda. A rua é teu lugar, sua imunda. Enfia o passaporte no cu e avooooa de volta pra casa, galinhona.

 

Sorry, leitores. Mas racismo é uma coisa que me deixa doida de ódio. Preferiria não ter entendido o que se passou. Voltei pra casa com um gosto amargo na boca. Aquele ranço de ter o marido olhado dos pés até a cabeça por ter um passaporte paquistanês. E a mágoa de sempre ouvir comentários de gente beócia: “ah, credo, Paquistão, que horror”.

 

Bem, o mundo se divide em pessoas com cérebro e pessoas com melequinha marrom que ocupa a caixa craniana, né... Aliás, como dizia uma saudosa colega dos tempos de colégio... “Caixa Ucraniana”, kkkkkk. Porque todos os bebês, hoje, são produções nacionais de cada país, mas o cabeçón é importado e a Ucrânia é a potência produtora.

 

Ah, saudades do meu Brasil. Ou não.



Escrito por Turca Sofistinha às 09h26
[ ] [ envie esta mensagem ]


Contrabandiu

 

Ihihihihihihi. Eu experimentei vinho chinês no vôo da KLM. Nem se iludam, é uma merda. É tal qual o nosso Miolo Reserva: arrasa-gastrite. Mas bees, vocês não conhecem o WHISKEY CHINÊS. Esse final de semana promete. Consegui uma garrafa no “contrabandiu” e vamos jogar burro e poker. Assim, os que estão em Montecarlo vão morrer de inveja da jogatina de fino trato.

 

Os contrabandistas daqui dão de dez a zero em nossos paraguaios e xinglings do Stand Center: aqui você pode optar por um Merlot ou um Demi-Sec. Caio dura no dia que me perguntarem se prefiro bouquet amadeirado ou cítrico.

 

Mas se acharem que álcool e tóchico é coisa do demo, posso conseguir uma AK-47 ou Kalashnikov. É só pedir, patrão.

 

P.S.: Post carinhosamente dedicado ao meu amigo Giba, agora tão abstêmio.

 

P.S.2: Já que estou postando pós-porre: me senti sorvendo o produto da minha escova progressiva, guess why.

 

Vodka!

 

Se os americanos são uns inúteis, aaah, eu concordo. Mas estando no Paquistão, pelo menos conseguimos Scotch e Stolichnaya. Assim, os tios Sams estão lá no Afeganistão e nós estamos aqui do outro lado do passo Khyber. Entre propinas e “pedágios”, os “tóchicos” importados chegam até a primeira cidade paquistanesa: Peshawar. Por 30 doletas conseguimos uma garrafinha de Stoli que deu pra umas caipirinhas. Mas o limão aqui é muito ácido e fiquei com o maior carão porque a caipiroska ficou uma merda. Kkkk. Acabamos jogando craberry juice pra aliviar e, lógico, uma Cuba Libre sem rum, mas uma Moscou Livre, talvez.

 

Enfim... A bibídia che-gou.



Escrito por Turca Sofistinha às 09h19
[ ] [ envie esta mensagem ]


Vôo Air Blue: Dubai > Peshawar

 

A cena que mais me marcou na viagem foi o meu vôo de Dubai para Peshawar pela companhia aérea Air Blue. Lá fui eu para o terminal 2 (que segundo meu primo, “parece uma rodoviária de terceiro mundo”) e gente, que horrooooooorrrrrr. O terminal 2 do aeroporto de Dubai é o submundo dos aeroportos, de onde partem e chegam os vôos das companhias aéreas mais baratinhas e bisonhas que você já ouviu falar.

 

Vou dar um exemplo: você já ouviu falar em ilha de Kish, no Ira?

 

Fiz o check-in e o moço nem ficou bolado com meus 5 quilos extras (na bagagem, huns, calma) pois a turcaiada carrega verdadeiras montaaaanhas de bagagem. Tudo enfiado em caixas de papelão ou enrolados em lençóis. Muito humilde, eu até ficaria emocionada se não fosse tão má. Kkkkkk.

 

Só falei fino quando o moço da AirBlue viu minha nacionalidade e levou meu passaporte para a salinha. Bah, saí de mim. Levem minha Luis Vuitton (até porque não tenho mesmo, kkk), mas não me tirem o passaporte. E o medo de darem um sumiço no fofo e ficar encalhada em Dubai... Já vislumbrei a cena: sheikhs do mal rindo de mim e enfiando meu documento no picador de papel. Afff, isso não se faz. Sou toda emocional com meu passaporte. Tão verdade que, quando o renovei, a PF queria apreender meu antigo. Abri o bocão e chorei tudo no Shopping Eldorado. Funcionou. O delegado não o confiscou.

 

Mas o passaporte voltou inteiro e com alguns xérox ao lado. Ufa. Voltei a respirar.



Escrito por Turca Sofistinha às 09h15
[ ] [ envie esta mensagem ]


 Feios, Sujos e Malvados.

 

Momentinho pânico: quando estava embarcando acabei percebendo que era a única mulher até então embarcada. Ah minha Nossa Senhora do Chanel Sagrado! Olhei ao redor e só aquela turcaiada de camisão, barbão e carão de mau. Me senti uma figurante em “Feios, Sujos e Malvados” do Scola. Comecei a rir sozinha lembrando do meu primo Ashraf, aquele turco fresco bacarai.

 

E sabem quando o nervoso ta tão forte que o furico contrai tão forte que dá pra cortar um prego? Poisé. Fiquei tão nervosa que tive que me concentrar e cantarolar baixinho fazendo a pieguice interior me livrar dos medos ao se romper em uma babaquice sem tamanho que me fez cagar de rir sozinha:

 

“Dooona, dos teus ideais, não há pedra em teu caminho, não há ondas no teu mar, não há vento ou tempestade que te impeçam de voar, entre a cobra e o passarinho, entre a couve* e o gavião, com teu ódio ou teu carinho nos carregam pela mão, é a moça da cantiga, a mulher da aviação...”

 

* eu seeei que não é entre a “couve e o gavião”, mas é o que entendo quando a música é cantada pelo Sá e pelo Guarabira. Nem vou me dar o trabalho de procurar a letra na internet.

 

Ai gente. Depois me bateu uma culpa. Apesar de broncos, eles todos me trataram como uma princesa. Carregaram minha malança, me cederam lugar no micro-ônibus que nos levava ao avião, cuidaram para que a aeromoça me mudasse para o lugar na saída de emergência para que não fosse importunada. Enfim, sou uma viada ruim. Mas aposto que vocês também se cagariam de medo. E fiquei de cabeca baixa o trajeto todo, kkkkk.

 

Acabei não sendo a única racha do vôo pois logo apareceu uma de burka ao lado do marido. E quando pensei “affff”, surgiu uma paquistanesa dos zoião azul muito bonita e fomos ganhamos upgrade para a classe executiva. Sorry periferiaaaaa! Kkkkk! Lógico que ficamos sheilamigas e trocamos telefone e business cards. Ê raça boa. E vou visita-la em Islamabad, toda phynna.

 

Gostei do vôo da Air Blue. É barato, o avião é sucatão (mas bem melhor que aqueles Fokkers toscos da TAM) mas as aeromoças são queridíssimas e solícitas, a comida a bordo era muito boa, o banheiro bem limpo. Recomendo aos pobres do meu Brasil e do meu Paquistao, pois as tarifas sao beeeeem competitivas.



Escrito por Turca Sofistinha às 09h14
[ ] [ envie esta mensagem ]


Live from Peshawar, Kari Buairide

 

Muito calor e muita testosterona na cidade mais macha do Paquistão. Cheguei na última sexta, sob um calor de rachar o coco. Dessa vez já cheguei a caráter com o kit Catherine Deneuve do deserto: kamiz, dupatta e muita viadagem. Estou mais uma vez aqui com minha malinha vermelha, laptop, celulares e câmeras.

 

Peshawar for Dummies

 

Peshawar é a capital da Província Noroeste do Paquistão. Está na boca do Passo Khyber que liga o Paquistão ao Afeganistão pela Grand Trunk Road. Está rodeada de áreas tribais e apinhada de homens em vestes tradicionais, alguns Talibans aqui e muitas burkas acolá. Não é o melhor lugar para passear de calça jeans e blusinha baby look, não é uma cidade cosmopolita ou mulheres-independentes-que-viajam-sozinhas-friendly. É muita testosterona, muita barba e conservadorismo.

 

E você me perguntaria “aaaah Kari, é perigosão então né”. E eu respondo: é. Pra caralho. Kkkkkk. Mas prefiro esse guaio ao Rio de Janeiro. Pois aqui eu sei onde está o perigo, onde não devo ir. Já no Rio ou mesmo em Sampa, você nunca sabe quando será abordado. Sei que essa resposta já virou um lugar comum para aqueles que vivem em Israel, para aqueles que viajam para a Índia... Mas é verdade.

 

Peshawar, 40 graus

 

O calor é dos infernos. Mas se você vem de São Paulo em março ou abril, nem sentirá tanto. O calor daqui é seco e não aquele calorzão úmido que gruda na pele, derrete a maquiagem e baixa a pressão. Não que eu curta uma temperatura alta com esta minha cútis helvética (herança da família de babai), mas vá, nem é tão ruim assim. Até porque estou digitanto estas linhas em meu quartinho refrigerado com caminha de casal e chocolatinho Lindt na cabeceira. Ah, vida de madame, benditas férias.

 

Bronski Beat

 

Essa é para as bees da minha vida: estava aqui pirando com “Smalltown Boy” no laptop quando o maridón e o amigo (ambos baita machos) começaram a pirar comigo. Ai bunitans, o mundo é gay, eu sei. Ainda bem que turbinei o HD da máquina com Pet Shop Boys e outros xuxexos para fechar a porta e me jogar.

 

Vontade de vestir a meia arrastão, o botão de vinil e fazer a Priscila caseira na laje para esses turcos.



Escrito por Turca Sofistinha às 09h11
[ ] [ envie esta mensagem ]


DUBAI

Visto, weehee

 

Depois de um vôo longo da KLM, cheguei em Dubai e, para minha surpresa, nada de visto. Nada de escritório da KLM, nada de porra nenhuma. Precisava tirar o visto de trânsito e fui informada pelo departamento de imigração e pela própria companhia aérea que, quando chegasse em Dubai, a única coisa que deveria fazer seria ir ao escritório da KLM na área de trânsito que eles se encarregariam do meu visto.

 

Meu cu, não preciso dizer que isso não aconteceu, né. Rodei aquele aeroporto cafona atrás do escritório do caralho da companhia aérea holandesa e só achei um balcãozinho de mierda. E, é lógico, eles não emitiriam meu visto. Nossa, que nervo. Nunca tive problemas com essas cousas, meu passaporte é todo carimbado e já tirei vistos bem difícieis... Porra, seria cagada logo aqui por um bando de turco, meu cu, urubu!

 

Olha, andei uns dois quilômetros naquela bosta de aeroporto, juro por Deus. No final um turcão garboso abre o sorrisón e me diz que há uma operadora de turismo que poderia me ajudar. Lógico que ele ganhou um troco com isso, mas até aí pagaria até uma noite no Burj Al Arab pra me livrar desse pavor.

 

Fui até o balcão do Marhaba Services para providenciar um visto de trânsito e tive que desembolsar dinheirínio para o hotel, lógico. Ficaria na casa do meu primo Ashraf, mas precisei pagar hotel senão não teria visto. Eh... Taí a lição. Pelo menos tomei um banho demorado no Vendome Plaza (ou Muquifo's Inn) e saciei as necessidades – porque ninguém merece fazer número dois em residências alheias, isso me deixa tão bolada que fico acumulando bosta por dias e empedra todo meu intestino. Aí tenho que tomar fibra, acho desconfortável.

 

Vendome Plaza

 

Hahahahahaha. Depois do Hotel Caribe em Lima (o pior hotel em que fiquei), o Vendome Plaza concorre bem a uma vaga de um dos hotéis mais horrorosos do mundo. Sabem aqueles quadros de buteco que mostram chimpanzés jogando cartas com roupas de mafiosos, prostitutas e outras figuras da náite??? O ambiente era igualzinho, com uma discoteca de phynno trato e muitos quadros retratando paisagens e cachoeiras, todos metalizados. Homens morenos cheios de ouro e mullets. Magia e sedução, kkkk.

 

Mas poxa vida, eu ganhei um refresco na entrada. E a verdade seja dita: o staff era muito simpático, a cama era confortável (embora não tenha dormido nada) e o banheiro era decente na medida do possível. Embora eu nao soubesse da procedencia daquele cabelinho curto e crespo na pia - e prefiro nem saber. Oh bendito beneficio da duvida!



Escrito por Turca Sofistinha às 11h45
[ ] [ envie esta mensagem ]


Sightseeing

Encontrei meu primo Ashraf lá na recepção e lá fomos nós passear. Êêê!!! Então fomos às compras (morri na Medina pois comprei cosméticos do John Frieda por menos de 10 doletas no total) e rodamos os malls da vida procurando o corpo da Pentax K100 que quero comprar. Arre paciência, primo Ash. Shukran por tudo. Fomos ao Mall of Emirates, City Mall, Salam Mall, Mall disso e daquilo e, o mais legal de todos: Ibn Battuta Mall – que me perdoem pelo trocadilho ´batuta´, mas esse é o xópis mais legal de todos pois além de ser enoooorme tem toda uma decoração temática meio feira das nações by Disney World... Depois eu subo as fotos pro meu flickr!

 

E, lógico, paulistana não é paulistana genuína se não visita shopping centre quando viaja.

 

Bem, além dos shoppings e das compras Dubai não tem lá muita opção de diversão. Você pode ficar observando como são bonitos os ricos e pagar de pobre em Montecarlo tirando fotos ao lado dos carrões. Você pode ir a praia – lembrando que quanto mais próximo ao Burj Al Arab, mais chiquê, você pode tirar uma foto com o Burj Al Arab ao fundo que nem eu fiz ao lado do primo Ashraf, você pode, também... Hmmmm...

 

 

Kari e primo Ashraf muito ricos com o Burj al Arab no fundo - no circulo vremeio.

 

Enfim. Se você espera uma Beirute com upgrade que transborda cultura, I’m so sorry mas você terá que esperar um pouco e ir pra Beirute quando a mesma estiver toda recomposta (obrigada, sionismo).

 

Cenário

 

A impressão que tive é que a cidade é um grande cenário. Em parte, sua artificialidade é bem genuína pois foi um oásis realmente construído no deserto. Logo, quando visitar Dubai, não se pergunte onde está o deserto – pois você estará sobre ele e poderá ver isso muito bem quando o avião estiver pousando.

 

Muito rica ao telefone, num restaurante ah! libanes em Dubai...

Nativos

 

São os que você menos verá nas ruas. A cidade está cheia de jovens europeus esbanjando dinheiro, indianos e paquistaneses bem excluídos fazendo o trabalho pesado, árabes de diversas nações se jogando na putaria e, lógico, um brasileiro aqui e ali.

 

Brasileños

 

Detesto encontrar brasileiros quando estou fora, mas no EAU é divertido. Porque ninguém se diverte por aqui do jeito que nós, do Brasil, nos divertimos. É tanto comentário “inguinoranti”, tanto preconceito e observações jocosamente politicamente incorretas que eu me cago de rir. Ò povinho tosco. Ó terrinha minha. Adouuuro.

 

Miami

 

Fiquei apenas um dia em Dubai ao lado do meu queridíssimo primo Ashraf, o melhor cicerone do mundo. Para quem curte Miami, se joguem na pequena Flórida do Oriente Médio. Compras e ostentação em nível profissional.

 

Agora, se você procura uma capital árabe charmosa que transborda cultura e história além da carinha bonita... Refaça seu roteiro e visite Beirute.

 

Eh bem maior que Bauru, com perdao ao trocadalho...



Escrito por Turca Sofistinha às 11h39
[ ] [ envie esta mensagem ]


kkkkk

Olha o recado que recebi da minha mae:

Tenho usado o seu carro pq o meu tá na manutenção. O cara do estacionamento da PUC viu o Darth (tenho um Darth Vader pendurado no retrovisor, presente da Ceps) e perguntou o que era aquilo. Eu falei queera o Exu TRanca Rua. Ele quase não sentou no carro. Acho que ficou medo do pistolão vermelho!!!!



Escrito por Turca Sofistinha às 11h32
[ ] [ envie esta mensagem ]


Sim, gente. Estou bem. Na casa da cunhada, em Islamabad. Cunhada que não merece a primeira sílaba deste qualificador nada carinhoso, pois ela é tudo de bom - como já diria a Palmirinha (mãe, não fode, vai dizer que a véia ainda não morreu). Mil posts para postar, mas preciso adicionar fotinhos. E são 3 da manhã aqui na terra do Musharraf. Fica pra amanhã.

Não aguento mais essa pimentança, tive duas caganeiras master blaster arrasa quarteirão. Essa pimenta é foda, parece que come as tripas. Pelo menos emagreci. Hohohoho. Amo vocês.



Escrito por Turca Sofistinha às 17h36
[ ] [ envie esta mensagem ]


Já se foi o disco voador.

Venho por meio deste blog lamentar a morte de nosso querido beberrão Boris Yeltsin. Soube da notícia hoje, quando estava na Embaixada do Brasil, aqui em Islamabad. Em homenagem a esse russo chistoso, vou tomar aquela vodka sapeca que comprei no contrabandiu de Peshawar.

E não é chinesa, não. Nem feita com mijo de preso. É Stoli.  :*



Escrito por Turca Sofistinha às 17h30
[ ] [ envie esta mensagem ]


To em Peshawar, to bunitam, to com saudades. So pra dizer que estou bem. Mas o Paquistao nao ta. O paisinho pobrematico.

 



Escrito por Turca Sofistinha às 13h14
[ ] [ envie esta mensagem ]


---------- Forwarded message ----------
From: Karina Buairide <khurrina@gmail.com>
Date: 12/04/2007 17:27
Subject: cheguei genteee... em AMSTERDAM, que buesta
To: Kari Kari <khurrina@gmail.com>

Caros,
 
Che-gay. So para deixa-los tranquilos pois avisaria que daria um sinal de vida assim que chegasse. O voo da KLM foi decente, a companhia eh boa mas ainda prefiro a Air France porque as bichas francesas sao mais bunitanssss. Mas foi joia, a comida de bordo ficou a desejar mas deram sorvetinho pa noisi e eu si fiquei alegre pois a hipoglicemia tava mordendo.
 
Sem falar de um grupo de chineses que fazia e acontecia: cuspia, catarrava, escarrava e gargarejava com o subproduto do sublime ato. Ai gente... Chineses sao meu carma, je sais. Uns cospem, outros tem teta.
 
E o gordinho edipo de meia idade viajando com a mamae? O viado nao me baixa a poltrona com tudo quando estava bebendo agua? Me molhou inteira aquele presuntinho com capao de gordura. Verme peconhento.
 
Entao, fiquei de ir pra Amsterdam fazer coisas imorais, indecentes e ilegais. Mas me deu uma puta preguica. Acho Amsterdam uma cidade meio assim o, ja vi o que tinha que ver e nao quero fumar nem conhecer prostitutas. Fico com o imoral, indecente e ilegal da zona de transito: os precos aqui sao caresimos... 9 euros por uma hora de net para escrever que I miss you cada um de vocezes, que esta tudo bem ate agora e que tenho muito nojo de chines catarrento.
 
Embarco as 19h35 pra Dubai e matei bem o tempo: cheguei as 10, sao 15h... Ja fiz xixi (nem fodendo vou fazer coco aqui, muito nojo), ja tomei agua, ja fiz amizade com um musico iraniano (pois me perdi e sentei no embarque da Iran Air para tranferir cacarecos da bolsa pra mala de mao) que nem era louco como os gardenais que atraio em viagem. Ao contrario, ficamos batendo papo e um moleque portugues sentou conosco: nascido em mocambique, de familia indiana (tao bunitchinho). 3 turcos numa mesa so, dava um acordo de projeto atomico.
 
como eles ja embarcaram, vim pra internet encher vossas caixas de email. :D :D :D
 
Holandes eh uma lingua muito feia e sorry, nada me da vontade de gastar 6 mangos de locker + transporte pro centro pra comprar semente de maconha pra enviar por correio. KKkkkkkk eu so ia pra downtown por isso. Fazer um "Weeds" caseiro.
 
Gente, a comida do aviao deu o maior bolao no meu estomago e finalmente usei o saquinho de "gumito". Logico que nao dei bafao, fui pro banheiro e usei la. Kkkk, felicidade. As primeiras vezes a gente nunca esquece. "Foi bom pra voce, Kari"; "foi otimo, saquinho, agora posso comer mais comida de aviao". comida uooooooooo pra ser da KLM.
 
Sheilamigas, eh isso. To bem, vou pra Dubai ja ja e volto a entupir vossas caixas de email em breve com news. Agora vou almocar e ver as lojas e comprar "maquiagi".
 
Amo-tes. Alguns nem tanto, vai.
 
besitos aus Amsterdam
Kari
 
P.S.: Adoro a classe media brasileira que embarca de saia e bota no joelho. Acho sincero e Xororo.


Escrito por Turca Sofistinha às 08h04
[ ] [ envie esta mensagem ]


Thanks, Creuza!



Escrito por Turca Sofistinha às 17h33
[ ] [ envie esta mensagem ]


Boa Páscoa!

Feliz Páscoa. Vamos todos comer chocolate sem stress e fazer regime até Corpus Christi! Bom Pessach para os judeus e pros muçulmanos, bem, pros muçulmanos um "sinto muito" porque não há feriado procês agora.

Alguém me explica porque diabos só contratam Cristo feio pra encenar a Paixão aqui no Brasil? Gente, se o Mel Gibson caprichou e as outras encenações nos States tem galãs de zóio azul, porque sempre escolhem covers do Moraes Moreira por essas bandas?

Não me esqueci de vocês. Como não posso presenteá-los com ovinhos de páscoa, leitores querido, mando um agradinho virtual. Um "belo" ensaio de páscoa com atores mirins. Kkkkk. Pra foder mais? É by Guaraná Dolly, kkkk. Se joooooga:

Tudo começa nos estúdios da Talentos Brilhantes. Acho sincero.

Kkkkkkkkkk!

Tia Creuza, aperta meu capuizi?

Muita folia.

Que ovo o cacete. O sinônimo de diversão é guaraná barato.

Boa Páscoa. Só não vale perder a fineza!

Isso tudo veio daqui.



Escrito por Turca Sofistinha às 08h30
[ ] [ envie esta mensagem ]


a propaganda certa para o mais seleto público alvo...

De Carapicuiba.

Sorria, meu bem: tem mais de onde veio.



Escrito por Turca Sofistinha às 18h56
[ ] [ envie esta mensagem ]


Meu novo vício.

Chama-se San'a, capital do Yemen. Além de tudo, é o melhor lugar para se estudar árabe no mundo! Fica pra próxima. Falta tempo, dinheiro. Bã-si-co.

Uma arquitetura particular que você, com certeza, comentará quando voltar pra casa.

Com uma população muito especial, como vocês podem ver. :)

Cenário veramente de Aladdin.

E muito gramu na laje!

Cores locais.

Criancinhas iemenitas.

Ainda ontem chorei de saudades, relendo a carta e sentindo perfume...

Tio, me vê uma coca-cola e um pastel? Ou não.

Caxumba.

Você é feliz?

Mais sobre San'a. Cuma? O Yemen fica no Oriente Médio.

 



Escrito por Turca Sofistinha às 20h55
[ ] [ envie esta mensagem ]


E por falar em Bernal...

Gente, inolvidable! Quizaz, quizaz, quizaz! 

Podem descer o cacetão no filme, mas acho "Má Educação" um dos mais fodas do Almodóvar. :) Pobre do meu tchubi: o turco inguinoranti ficou cho-ca-do. Não agüentou nem Brokeback Mountain. Tsc tsc tsc...



Escrito por Turca Sofistinha às 20h42
[ ] [ envie esta mensagem ]


300

Saí do cinema achando que tinha tido uma overdose de macho movie. Mas um amigo turco me explicou que isso é filme de menininha e acabei concordando: quem não ficou toda castanholeira assistindo 300 totosos lutando com tanquinhos e roupinhas mínimas?

Ok, não curto homens muscolosos (hail, magrelos, amo-tes) e confesso que tudo era meio gay. Mãs... Nossa. E vamos combinar: o menino Santoro estava esquisitão com make up, sobrancelha tirada e unhas postiças. E vamos combinar, também, que mesmo com tudo isso... Ele é muito, muito, muito totoso? Praticamente um Gael Garcia Bernal que não nasceu na terra do Chapolin. Adouuuuro.

Agora, meneenas e meneenos: como deixaram o Gerard Butler tão feio como Leônidas? :( Hmmmm.



Escrito por Turca Sofistinha às 20h35
[ ] [ envie esta mensagem ]


Pet Shop Boys

Antes de viajar, deixo uma seleção de 10 músicas do meu beloved Pet Shop Boys pra vocês. Dez músicas BOAS pra jogar no Ipod:

You're so flamboyant
the way you live
and it's not even demeaning
You're so flamboyant
It's like a drug
you use to give your life meaning

There’s a plane at JFK
to fly you back from far away
all those dark and frantic
transatlantic miles

Oh tonight
I miss you
Oh tonight
I wish you
could be here with me
but I won’t see you
’til you’ve made it back again

Home and dry
Home and dry

Let's take a ride
and run with the dogs tonight in suburbia
You can't hide Run with the dogs tonight
in suburbia

Come outside and see
a brand new day
The troubles in your mind
will blow away
It's easy to believe
they're here to stay
but you won't find them
standing in your way

Se a vida é I love you
Come outside and feel the morning sun

I don't know why, I don't know how
I thought I loved you, but I'm not sure now
I've seen you look at strangers too many times
The love you want is of a different kind
Remember when we felt the sun
A love like paradise, how hot it burned
A threat of distant thunder, the sky was red
And when you walked, you always - turned every head
(All day, all day) Watch them all fall down
(All day, all day)
Domino dancing

Sometimes you're better off dead
There's a gun in your hand and it's poiting your head
You think you're mad, too unstable
Kicking in chairs and knocking down tables
In a restaurant, in a west end town
Call the police there's a madman around
Running down underground
To a dive bar in a west end town

A west end town, a dead end world
The east end boys and west end girls

You can tell I'm educated
I studied at the Sorbonne
Doctored in mathematics
I could have been a don
I can program a computer
choose the perfect time
If you've got the inclination
I have got the crime
Oh, there's a lot of opportunities
if you know when to take them
You know there's a lot of opportunities
if there aren't, you can make themi (Make or break them)
I've got the brains
You've got the looks
Let's make lots of money! Let's make lots of..money
You can see I'm simpleminded
I know what
I could be! How'd you feel about it?! Come and take
a walk with me

You dress me up, I’m your puppet
You buy me things, I love it
You bring me food, I need it
You give me love, I feel it

And look at the two of us in sympathy
With everything we see
I never want anything, it’s easy
You buy whatever I need

But look at my hopes, look at my dreams
The currency we’ve spent
(ooooh) I love you, oh, you pay my rent
(ooooh) I love you, oh, you pay my rent
 

You always wanted a lover
I only wanted a job
I've always worked for my living
How am I gonna get through?
How am I gonna get through?

I come here looking for money
(Got to have it)
And end up living with love, oh, oh
Now you left me with nothing
(Can't take it)
How am I gonna get through?
How am I gonna get through?

I bought you drinks, I brought you flowers
I read you books and talked for hours
Every day, so many drinks
Such pretty flowers, so tell me
What have I, what have I, what have I done to deserve this?
What have I, what have I, what have I done to deserve this?
What have I, what have I, what have I ...

When I look back upon my life
It's always with a sense of shame
I've always been the one to blame
For everything I long to do
No matter when or where or who
Has one thing in common, too

It's a, it's a, it's a, it's a sin
It's a sin
Everything I've ever done
Everything I ever do
Every place I've ever been
Everywhere I'm going to
It's a sin



Escrito por Turca Sofistinha às 20h02
[ ] [ envie esta mensagem ]


Chegou o meu chinêsssss

Chegou o CD. Ontem, de Hong Kong. Meu Liang Long todo totoso - sim, eu adoro homens asiáticos!!! Coloquei o CD no carro e baaaaaaaaaaaaaaaaaah... Muito melhor do que eu esperava. Vou uploadear os sons aos poucos por aqui, mas agora não. Preciso ir para o tronco.

Genteeee, o CD está todo em chinês. Em caracteres, não há um único pinyin (chinês em escrita ocidental) pra ajudar. Acho que entendi umas 3 palavras em 10 músicas. Meu laoshi vai me colocar no tronco e shpish, shpish, shpish ni eu. Kkkkkk.

"Kalina, bu hao!!!!" (Karina, tá ruim!)

Para quem pegou o bonde andando:

Oba, genteeee. Chegou o meu chinês. Vai ter festa na pastelaria e no Stand Center!!!



Escrito por Turca Sofistinha às 07h49
[ ] [ envie esta mensagem ]


Como eu escrevo

Fui convidada pelo Pulga para escrever neste Meme sobre como eu blogo. Mas a questão é: como eu blogo? Acho que blogo quando estou de mau-humor e vontade de desrespeitar qualquer coisa. Quando estou a fim de deixar a bicha politicamente incorreta tomar conta dos meus dedos.

Geralmente posto quando chego em casa e estou cheia dos causos pra contar ou cheia das coisas para falar mal. Ou posto no trabalho, quando a procrastinação chega chegando. Geralmente posto comendo e com muito mau-humor.

E depois de escrever... Bah, passa. E o que mais me alegra é que sempre tem gente comentando as bostas que escrevo. :) YAYYYYY!

Thanks, leitores.



Escrito por Turca Sofistinha às 19h35
[ ] [ envie esta mensagem ]


O mundo moderno é uma cousa. A mulher muderrrna já pode dizer bye bye pra cartelinha de "pírulas" e se jogar em novos métodos anticoncepcionais. Um dos modos mais bacanas de proteger a xóca é o tal do Nuvaring. Meneenos: é uma argolinha de borracha toda lambuzada com hormônios que as mocinhas introduzem no colo do útero e esquecem por 21 dias. Sem efeitos colaterais, sem enxaquecas, sem peso extra.

Mããããs, obviamente, nem tudo é perfeito e toda praticidade tem seu preço: para manter o Nuvaring "fresco", você deve deixá-lo na GELADEIRA antes de introduzi-lo no corpo. Assim... Super básico. Lá está a caixinha da cousa entre seus legumes e danoninhos.

Ok, a mulher muderrrna é muito desencanada. Mas como eu sou inguinoranti, não aceito bem as novidades. Tipo... Não é um efeito meio "exame de fez" (uma fez, duas fezes, entendeu o purtuguêisi?)??? Tipo, você abre a geladeira pra pegar o Danette e pimba, se depara com frascos estranhos de conteúdo não comestível???

Acho super desagradável.



Escrito por Turca Sofistinha às 00h18
[ ] [ envie esta mensagem ]


Chunari Chunari

Pra quem assistiu "Monsoon Wedding", requeeeebra. A moça é linda, a roupa é linda, a dança é linda... Mas o clipe não é assim tão lindo, tem algo que não orna. Mas o que vale é a intenção.



Escrito por Turca Sofistinha às 23h47
[ ] [ envie esta mensagem ]


Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Roubado do blog do Kadu, caguei de rir (sem trocadilhos):

"Encostou, contraiu, relaxou... Lambuza o dedo"... Kkkkkkkk espero que esse "lambuze todo o ânus" não seja dar aquela passada de cheque. Kkkk. Que nojão.

Como não sou adepta da marcha ré no kibe nem tenho pretensões de engrossar o cocô (putz, não faz a Deneuve, Karina, o "nívi" tá lá em cima), tá aí um be-a-bá (adoro esse termo) pra quem quer se iniciar na cousa. Eu, que tenho T.O.C., fico só pensando como é que ela aprendeu tanto sobre "lambuzar o dedinho". Kkkkk, eu que não queria ser a manicure dela.

Aliás...

Fiz o teste. E, lógico, só poderia ser:

Quem é você nos Cavaleiros do Zodíaco? Versão Cavaleiros de Ouro!

O mais tosco, o mais carcamano, o mais corticeiro dos cavaleiros de ouro. Yay! Aliás... Saudosos os tempos da Cantina do Carlo. :) E não, não voltamos a postar conforme dissemos no último post. :(



Escrito por Turca Sofistinha às 23h22
[ ] [ envie esta mensagem ]


My Visual DNA

É divertido, façam. :) E me contem depois.



Escrito por Turca Sofistinha às 23h11
[ ] [ envie esta mensagem ]


Eu vivi pra ver essa casa cair, uêba:

O fulano roubou pão lá na Louis Vuitton,

O fulano roubou pão lá na Louis Vuitton,

Quem eu?

Você?

Eu não!

Então quem foi?

Foi o Henry Sobel!

A casa caiu! Além de segregacionista anti-árabes... Ele é lalau, minha gente. Agora só falta parar de fingir o sotaque. A CIP que me perdoe, mas quem mandou escolher o Cascatinha como líder? Ah, meu paipai.

Uns guardam dinheiro na bíblia, outros enfiam a gravata na sacola... E quando cair a toalha das falcatruas de uma certa instituição aí dos turcos em SP. Libanesada mafiosa.

P.S.: Não estou com delay pra comentar. Digamos que eu "dormi" desde sexta para cá...



Escrito por Turca Sofistinha às 09h12
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]

 

ah!libanezza!




BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, HIGIENOPOLIS, Mulher, de 20 a 25 anos, English, Italian, Viagens, Livros, Fotografia


    

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing public photos from karinabu. Make your own badge here.

[ moody me ]


[ adoro ]
 23a. Idade
 3 Amiguinhos
 40 Graus Celsius
 Airline Meals
 Al Jazeera
 Ah, tá bom então!
 Bat Biscate
 Brasilsky Komsomolets
 Cabeça Errada
 Caboclo Sem Dente
 Carioca Virtual
 Ciência em Dia
 El Cronopio
 Historinha
 Daniel Becher
 Dusko Du Swami
 Dawn
 Indi(a)gestão
 Introspecthive
 É tudo puta!
 Fazendo a Mendiga
 Irea
 Estrupixels
 Jet Site
 Just Juste
 Fabriquinha de Clássicas
 Karinissima
 Flies in the Marketplace
 Lux-Religare
 Lonely Planet
 Lady Metal
 Gongados
 Madame Gongadera
 Made in Brazil
 Meu Ouvido Não é Penico!
 No Armário da Cá
 Pensar Enlouquece
 Perez Hilton
 Pururuque-se
 Que Pressão é Essa?
 Querido Leitor
 Sajid and Zeeshan
 Santos no Inferno
 Sedotec
 Seung Ju
 Sarajane
 Shoe Me!
 Sorry Periferia
 Stonned Bunny
 Strange Maps
 Technicolor Kitchen
 Te dou um dado?
 Tony Góes
 Modellón
 Tudo Pode Virar Crônica
 Uma Questão de... (Angola)
 Uniform Freak
 Viaje na Viagem
 Yalla!
 Oh Pakistan!
 Yuppie Guy



[ adote, doe ]
3 Amiguinhos
Anjos para Adocao
Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos - flog
Kantinho dos Peludos Novidades Bichos
Quero um bicho!
Vamos Ajudar!
Vittorio!







My 43 Places

[ brazzies overseas ]

23a. Idade
Astarojna
Balzakiana
Farofa na Neve
Meu Cantinho
No Armario da C?
O Imigrante ? um Forte
Pensamentos e Poesias
Shanghai Pudong - GRU

 


[ fun ]

Alan Sieber
Caco Galhardo
Camilla Eriksson
Kibe Loco
Maitena
N?quel Nausea
Radicci
Sarajane Fotonovelas
Sherman's Lagoon
The Far Side


[ fratelli d'Italia ]

Blob of the Blogs
Diario di Periferia
Grazie, Silvio
Il Tao del Blog
Momoblog
Se me lo Dicevi Prima
Silvio Berlusconi
Uiall?ll?
Voglia di Terra
Zoomata


[ links ]

Aria Database
Bayerische Staatsoper
Dawn
Fodor's
Footprint
Frommer's
Geoeconomy
Lonely Planet
Panrotas
Plastic.com
Reporters Without Borders
Robert Fisk
Rough Guides
World Newspapers
World Press Review
The Opera Critic
Trek Lens
Tripmates
World is Round



 



[ once upon a time ]

- 01/07/2008 a 31/07/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008
- 01/05/2008 a 31/05/2008
- 01/04/2008 a 30/04/2008
- 01/03/2008 a 31/03/2008
- 01/02/2008 a 29/02/2008
- 01/01/2008 a 31/01/2008
- 01/12/2007 a 31/12/2007
- 01/11/2007 a 30/11/2007
- 01/10/2007 a 31/10/2007
- 01/09/2007 a 30/09/2007
- 01/08/2007 a 31/08/2007
- 01/07/2007 a 31/07/2007
- 01/06/2007 a 30/06/2007
- 01/05/2007 a 31/05/2007
- 01/04/2007 a 30/04/2007
- 01/03/2007 a 31/03/2007
- 01/02/2007 a 28/02/2007
- 01/01/2007 a 31/01/2007
- 01/12/2006 a 31/12/2006
- 01/11/2006 a 30/11/2006
- 01/10/2006 a 31/10/2006
- 01/09/2006 a 30/09/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006
- 01/03/2006 a 31/03/2006
- 01/02/2006 a 28/02/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/08/2004 a 31/08/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004
- 01/05/2004 a 31/05/2004
- 01/04/2004 a 30/04/2004
- 01/03/2004 a 31/03/2004
- 01/02/2004 a 29/02/2004
- 01/01/2004 a 31/01/2004
- 01/12/2003 a 31/12/2003
- 01/11/2003 a 30/11/2003
- 01/10/2003 a 31/10/2003
- 01/09/2003 a 30/09/2003
- 01/08/2003 a 31/08/2003
- 01/07/2003 a 31/07/2003
- 01/06/2003 a 30/06/2003
- 01/05/2003 a 31/05/2003