Qual você prefere?

Lula e Muammar Al Qhathafi em Abuja...

Ou Muammar Al Qhathafi com Jânio Quadros e meu avô, em seu gabinete em Tripoli, todos miguxentos?

Um viva pro saudoso Sr. Buairide!



Escrito por Kari às 18h32
[ ] [ envie esta mensagem ]


Olha que cuti:

  

Se você gosta dessas fanfreluches cuties, você tem que dar um bookmark em:

http://www.cute.startkabel.nl/

Ainda vou transformar este blog em um santuário dessas coisinhas fofas japonesas.



Escrito por Kari às 21h20
[ ] [ envie esta mensagem ]


Thank you, Mr. Postman!

Caio Afonso Maurício, obrigada pelo postcard. Amei! Mr. Charles sempre sutil. Inshallah te visito nas minhas próximas férias para arrasar nas compras, tomar chá até morrer e fazer a Elizabeth.

Sensacional, amei mesmo. Obrigada pelo carinho, lindo!

beijos da Ana Karina Patrícia.



Escrito por Kari às 21h46
[ ] [ envie esta mensagem ]


 

Hoje comprei 2 cartuchos de Super Nintendo no Mercado Livre: Super Street Fighter (pra jogar com a Camie) e Yoshi's Island do Mario. Então liguei o good ol' Super Nintendo e comecei a jogar pra matar as saudades.

Afff, pra quê? Nada como lembrar da minha triste infância sendo a pior jogadora de video games ever. Nunca terminei nenhum Mário, nem jogo bobo da Disney e até me fodo no Barbie Storymaker. Pequena Sereia é pior que Age of Empires pra mim. Até na Sailor Moon acabei levando piaba. :(

A coisa é tão ruim que chego a dar bafão ao matar o Mario impiedosamente com meus controles desastrados. Ao ponto de ouvir do filho de 8 anos de uma amiga "nossa, Kari, você é muito ruiiiiim!". É. Sou mesmo.

Mas dizem que azar no jogo, sorte no amor.

Alguém joga Phantasy Star?



Escrito por Kari às 21h29
[ ] [ envie esta mensagem ]


Pros que não viram meu casamento...

Coloquei um videozinho aí pra ser legal com os amigos e deixar os inimigos com in-ve-ja. Um casamento indo-árabe (partindo do princípio que indianos e paquistaneses são la même coisa). Meu marido é o de roupa garbosa, eu sou a de vestes libaneusas e meus parentes são os de turbante. Kkkk! O tio Fuad é o de vremeio e o tio Wadi é o de velllde.

Morreram de inveja da minha ave piscante de neon ao fundo?

É... Não são apenas os ocidentais que tem esteriótipos bizarros e pândegos dos árabes. :)



Escrito por Kari às 22h43
[ ] [ envie esta mensagem ]


Kkkkk não foi dessa vez, Berluscão (e eu tão cheia de esperanças, bah):

Após desmaio, Silvio Berlusconi permanecerá internado até quarta

da Folha Online

O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, 70, permanecerá internado em um hospital até a próxima quarta-feira (29), segundo ordens de seus médicos divulgadas nesta segunda-feira. Berlusconi foi levado ao hospital após ter desmaiado em um evento político neste domingo (26).

O líder da oposição de centro-direita na Itália passou mal ontem quando falava ao vivo na TV durante um evento. Ele recobrou a consciência poucos minutos depois, e culpou o calor da sala de conferências pelo desmaio. No hospital, os médicos afirmaram que seus batimentos cardíacos estão irregulares.

Berlusconi foi inicialmente admitido no hospital San Raffaele, em Milão, para uma internação de 24 horas. O médico responsável, Alberto Zangrillo, disse mais tarde que não liberará o paciente até a próxima quarta-feira.

Ele fará mais testes durante o período de internação.

O porta-voz do ex-primeiro-ministro minimizou a seriedade do incidente.

"Estes são testes de rotina para alguém com um ritmo irregular de batimentos cardíacos... testes são demorados", disse Paolo Bonaiuti.

Julgamento

A saúde frágil do líder político levou a um adiamento de seu julgamento por fraude em sua empresa de televisão, a Mediaset. Nesta segunda-feira, o juiz adiou o processo até a próxima sexta-feira (1º de dezembro).

Berlusconi nega qualquer ação ilegal no caso, no qual ele é acusado ao lado de 13 outros réus --incluindo o advogado britânico David Mills, que foi casado com a secretária de Cultura britânica Tessa Jowell.

Especulações se acumulam sobre a possibilidade de o líder italiano se afastar da política, principalmente após um jornal pró-Berlusconi afirmar que ele disse em um jantar que não gostaria de ser primeiro-ministro novamente. Berlusconi nega a afirmação.

Para o professor de política da John Cabot University (Roma) Franco Pavoncello, dificilmente Berlusconi será candidato novamente. "Do ponto de vista pessoal, por sua saúde e a partir de suas próprias afirmações, concluímos que não é provável que ele será líder de uma coalizão de direita nas próximas eleições", disse Pavoncello.

Outros possíveis líderes para uma coalizão de direita são Gianfranco Fini, da Aliança Nacional, e Pier Ferdinando Casini, do partido de centro UDC. Analistas duvidam, no entanto, que esses dois líderes possam se equiparar ao carismático Berlusconi e sua habilidade para unir uma centro-direita fragmentada.

Especialistas médicos afirmam que um batimento cardíaco irregular é tratável e comum em pessoas da idade de Berlusconi.

Com Reuters



Escrito por Kari às 22h22
[ ] [ envie esta mensagem ]


se os jornalistas vão pro inferno, os críticos literátios têm cadeirinha VIP

Le Monde descendo a lenha em V.S, Naipaul:

"O Nobel atribuído a V.S. Naipaul é, portanto, uma contradição flagrante com a história e a tradição da maior distinção literária do mundo. É um contra-senso e uma traição ao próprio espírito desse prêmio, tanto no plano literário como político. No plano literário, o escritor eleito este ano nunca inventou coisa alguma. Manteve-se na estrita e bem comportada reprodução dos modelos narrativos herdados do século XIX. Distinguiu-se por um conformismo literário nunca desmentido. Produziu mais livros jornalísticos – “pesquisas” de campo que supostamente descrevem com “objetividade” a situação política e religiosa de diversos países do Terceiro Mundo –que qualquer outro escritor contemporâneo. Está com um atraso de cerca de 150 anos em relação às últimas inovações em matéria de estética literária (seu escritor preferido é Balzac2) e é evidente que ele denuncia a obra de James Joyce como “incompreensível”. Seu estilo (o academicismo) está para a literatura assim como suas posições públicas (um conservadorismo nacionalista) estão para a política."

É por isso que eu odeio essa masturbaçãozinha intelectualóide. Sério. Preguiça dessa gente desdenhando Balzac (que é um dos meus favoritos, também) e arrotando Joyce. Lógico, lógico. Vai uma cabra inflável pra amenizar a angústia?

Ok. V.S. Naipaul é o melhor estilo do "ame-o ou odeie-o". Eu amo e odeio. Odeio o deslumbre de pobre que ele tem ao defender valorezinhos estranhos, mas eu o adoro por enfiar o dedo na ferida e falar de forma não-tão-polida sobre o terceiro mundo. Miséria é uma bosta, fazer o quê?

E sim, quanto mais metem o cacete no Islã, mais eu gosto dele. :)



Escrito por Kari às 22h18
[ ] [ envie esta mensagem ]


Me erra!

Gozado como após a morte da modelo Ana Carolina, a imprensa tenha dado ares de politicamente correta. Acre-di-to. :P Basta lembrar das revistinhas flagrando imperfeições em mulheres bonitas. Uh, que coincidência... Quem faz essas fofoquinhas ou são bichas feias de gelzinho no cabelo ou aquelas semi-gordas de cabelo ruim ao estilinho vila madalena de sandalinha de couro e fivelinhas. Aqueles pezinhos gordinhos, sujos e com unhinhas curtas pintadinhas de vermelho, eca.

Então colocam toda a culpa da morte da garota na família, na agência e na própria. Como se ela nunca tivesse sofrido um "sua gorda" mesmo com o IMC abaixo de 16. O gozado é como tem jornalista fazendo tamanho julgamento. Sim, muitos. E como ex-jornalista que conhece a raça que soy, afirmo de boca cheia que essa gente despeitada e desdenhosa é muito feia. Acho uó da contradição do mundo ver um jornalista bexiguento falando que a Ellen Jabour (maravilhosa) engordou e está uma "baleia".

E eu que sempre sofri com a balança no universo dos semi-gordos, tomei uma atitude drástica pra ficar no padrão aceitável. Sofri muito com julgamentos, piadinhas, rejeições. Minha auto-estima foi esmagada e perdi anos da minha juventude graças a pessoas fúteis assim. Até pouco tempo.

Um dia tive a bela idéia de emagrecer de forma drástica. Fui e fiz. E agora? Vão me chamar de quê? Hahahaha, se foderam, porque recuperei meu amor-próprio e me acho linda do cabelo aos pés. Kkkk, se foderam e por mais que digam que meu ombro é muito branco ou meu joelho é rosa, eu não ligo. Porque desde que passei a cagar pra gente burra, fiquei tão feliz. Ganhei um marido tão lindo. Ando com as amigas mais lindas. E tenho o emprego dos meus sonhos. A melhor família do mundo. Sorry, mas a merda de vocês é que alimentou minha fama. :)

Logo, cortem esse discursinho politicamente correto e pensem como vocês são cruéis ao julgar os outros. Eu não compro esse discursinho inflamado da imprensa contra as anoréxicas e bulímicas. Se elas são assim, não é uma mera coincidência. E não precisam ser massacradas pela imprensa, mas de ajuda.

Não é à toa que digo que o inferno tem lugares especiais para jornalistas, médicos, advogados e corretores de seguro. Ainda bem que mudei de profissão. :)



Escrito por Kari às 16h54
[ ] [ envie esta mensagem ]


Que guaio, tchê.

Não agüento domingo chuvoso em São Paulo: a cidade molha, o shopping lota. Fiquei 40 minutos parada no estacionamento do Shopping Morumbi tentando SAIR do estacionamento. Quando finalmente consegui, já rosnei de cara para o funcionário que cuidava da cancela eletrônica. Ai se me cobrassem!

Quando os cariocas desdenhosos dizem que praia de paulista é shopping, estão cobertos de razão. Seguimos pro Villa Lobos. Bah. Também estava lotado. Liguei meu foda-se e parei no VIP. Andávamos em blocos com famílias inteiras, crianças robustas, idosos e qualquer outra coisa que se locomovesse por lá.

Como economizei ao abastecer o carro (amo meu carro Flex, santa economia), comprei um livritcho do Naipaul: "Entre Fiéis". Como eu adoro desculpas para deixar meu consumismo correr solto, poxa. Mas olha só minha senhora, eu poderia estar estrupano, roubano, vandalizano. Mas não, comprei mais um livro.

E a minha meta de reduzir meus livros em 1/3? Pfffff. Então, né? Ficou como promessas cheias de lorotas de anos-novos: vou emagrecer, serei mais paciente, arrumarei meu quarto e escritório, reduzirei meus cacarecos e, 1/3.

Foda. Foda é estar acordada às 0h33 escrevendo este blog quando preciso levar a voiture pra revisão amanhã de madrugada. Euh. Eu ODEIO segunda-feira.

P.S.: Quero assistir "O Albergue". Mas como sou cagona, não aluguei. Assistimos "Um Convidado Trapalhão" com Peter Sellers e "Feios, Sujos e Malvados", do Ettore Scola. Nada como duas comédias clássicas pra acalmar o pânico: o mocinho da locadora (HM da Marques de Itu, ele manja TUDO) disse que o filme "O Albergue" é baseado em fatos reais, que tem gente que adora seqüestrar mochileiros pra torturar. Affff. Bye bye mochilão, me caguei só de pensar em alguém cutucano meus zóio.

Mudando de assunto:

kkkkk ai caraiii!!!



Escrito por Kari às 23h37
[ ] [ envie esta mensagem ]


a ofensa ao chroma key continua...



Escrito por Kari às 22h19
[ ] [ envie esta mensagem ]


Chiclete com Banana Indiano

Cara-caramba-cara-cara-ô de Bombaim.



Escrito por Kari às 11h04
[ ] [ envie esta mensagem ]


Cinema em Casa.

Dessa vez passaram dos limites.

Superman de botinha com salto. Vamos combinar que Bombaim é muito feia, né?

Já sentiu como são os vôos na Índia, né? Pergunta: você iria ao banheiro após esse tio pincelar a porcelana?



Escrito por Kari às 10h53
[ ] [ envie esta mensagem ]


Cartinha pro Papai Noel

Caro Papai Noel, este ano eu fui uma menina má, mas páre de frescura: este ano eu quero muitas coi$a$. :) Primeiro, leve embora esses 5 quilos de banha que estão sobrando e troque por 5 quilos de massa magra, durinha, just fit.

Também quero as duas primeiras temporadas de Little Britain. Hm, eu sei que eu já tenho porque meu marido comprou pra mim, mas o mesmo mocorongo esqueceu os CDs lá na terra dele e sei que o senhor está muito gordo pra se locomover tanto entre os continentes. Logo, dá pra comprar no Submarino.

Também quero um livro. Papai Noel, quero muito o Carma Cola de Gita Mehta. Diversão garantida com um bando de ocidentais de fodendo na Índia. Please, Babbo Natale, please.

Afff, também achei a Barbie Chinesa da Coleção Princess of The World. Raridade total por R$ 250! Ai Papai Noel... Ela não custa menos que R$ 350!!!

 Ok, pra não dizer que só peço coisas de três dígitos, quero, também, um livro que custa R$ 29,75 no Programa Mais Cultura. Poderia pedir um curso de especialização em mergulho com tubarões, mas meu nível tosco de mergulho não permite tal estripulia. Ainda.

E o meu 612 acabou. Dá pra pagar em 10x no cartão sem juros, olha só. Se você achar o 222, melhor...

Entre Fiéis, do escritor hindu de Trinidad, V.S.Naipaul. Um ótimo ensaio sobre a expansão e fé islâmica. Quem me comprar ganha um beijo na boca. Um aperto de mão de for mulher ou bee.

Um Brunello di Montalcino cai bem pra ceia de natal, ok?

 Também estamos precisando de uma lixadeira. É, de uma LI-XA-DEI-RA. Entendeu?

Esse eu também quero pra caralho: Na Trilha da Humanidade, escrito pelo fodíssimo jornalista fodidíssimo de foder fodidamente, o Airton Ortiz.

E last, but never the least: música boa pra alegrar a alma. Babbo, ainda não tenho o último CD da Madonna!!! Como pode?



Escrito por Kari às 19h22
[ ] [ envie esta mensagem ]


Palmirinha II

Hoje ela foi apresentar a quitureira que faz "sagüaldinho". Hahahahahahahahahahahaha! Ainda disse ao vivo que não se arrepende por não ter cursado uma faculdade e se desculpou pelos erros toscos de português, já que estudou até o ginásio. Gozado, mesmo no pré-primário eu não falava "sagüaldinho" nem "salxixa".

Afe.

Minha mãe disse que ela está ficando com Alzheimer, coitadinha da velhinha. Ela acredita que para uma senhora tão sofrida, um ataque cardíaco fulminante seria menos doloroso e colocaria um ponto final nas iogurteiras Top Therm. "Mas ela tem que cair com a cara na farinha, senão não tem graça!", disse a turca.

 



Escrito por Kari às 12h28
[ ] [ envie esta mensagem ]


Desciclopédia: Xuxa

http://desciclo.pedia.ws/wiki/Xuxa 

A-do-rei.

Mostrei alguns vídeos da Xuxa pro meu marido. Imaginem um paquistanês de uma cidade fronteiriça com o Afeganistão vendo as putices de La Xuxa? Kkkkkkk!

Site muito (in)útil. Humorzinho bobinho, infantil, quase-escatológico. Mas é legal pra fuçar enquanto você procrastina no trabalho. Até porque, quem nunca simulou relações sexuais entre os bonequinhos da Bandai? Meu Shun ficou até frouxo, tá todo molengão hoje em dia, kkkk!

Gostei dos Cavaleiros do Zodíaco.

Mu num teste do trono do Saga, básico.



Escrito por Kari às 11h59
[ ] [ envie esta mensagem ]


Não foi hoje, também

Palmirinha segurando um pastel "cos dêdo"

Minha mãe assiste ao programa da Palmirinha todos os dias na esperança de ver a véia empacotar ao vivo. Para o desespero de mamã, a velhinha está viva e forte assando um bolo de "salxixa" na Gazeta, agorinha. Sim, é por isso que adoro almoçar em casa.

Veja só, não é crueldade das turcas: como pode uma velha senhora que mal fala português ser considerada ícone de alguma coisa na TV? Lógico, só no Brasil, terra do português "nóis fumo nóis vortemo". Além dos erros primários, a velha senhora mal consegue realizar uma simples operação de aritmética:

"Minhas miguinha, a Castelo é uma marca pá toda a família e está há 20 anos no mercado... Não, está a 100 anos no mercado. Eu tinha só 20 anos quando a Castelo... Não, eu não tinha nem nascido!"

Tipo, vá se foder, né? Não só prova que não sabe quando é 100 menos 20 (de onde diabos ela tirou os 20), mas dá conselhos mortais:

"Minha miguinha, esse bolo de salxixa é feito com a salxixa crua já que ela vai pro forno. Purque você não precisa fervê a salxixa, pra mim podé usá é só colocar no forno e tá pronto."

Lógico. Salsichas são um antro de doenças se não são bem-preparadas. Minha mãe sabe bem porque eu comi uma salsicha com 3 anos e tive botulismo. Uma semana de coma, que tal?

Mas faz sentido. Como são os populares que mais apreciam o programa, espalhar doenças mortais da salsicha é uma forma eficiente de Malthusianismo - já que temos muitos pobres no mundo, não?

Uuuuh essa velha me emputece. E minha mãe acabou de anotar a receita de cachorro-quente de forno (o bolo de salsicha). Caso eu case com um pobre, sabe? Temos que nos preparar pras adversidades da vida.

Palmirinha, não faz o Atala. Pára de decorar o prato com Rufles.

"Espero que vocês gostaram!"

Nota de esclarecimento: Não comi uma salsicha por livre e espontânea vontade. É que mamã não estava em casa e a empregada me ofereceu umas enchidas. É. Foda. Crianças são inconseqüentes.



Escrito por Kari às 12h55
[ ] [ envie esta mensagem ]


Como convencer um marido macho a assistir Almodóvar

- Mô, você pre-ci-sa assistir Volver, o novo do Almodóvar.

- Não gosto de Almodóvar.

- Mas desse você vai gostar. Juro. Não gosto da Penélope Cruz, mas reconheço que ela está maravilhosa. Esplêndida, deslumbrante, mais linda do que nunca falando espanhol.

- Não gosto da Penélope Cruz.

- Oh baby, tô falando que o filme é bom. Você sabe que eu sou um saco e não assisto qualquer filme no cinema, que sou bem seletiva.

- Prefiro ver "O Pequenino". E, além do mais, você assistiu Truffaut e Godard no cinema que eu sei. E com a Anna Karina. Já me basta uma Ana Karina, né?

- Mas eu juro que achei uma merda e não entendi picas do "Pequeno Soldado", só fiz tipo. Eu era jornalista, entenda que toda a masturbação intelectuálóide era necessária em dadas circunstâncias profissionais.

- Mas esses filmes são pra esse tipo de gentinha, não sou jornalista! Me poupe, já me basta aquela xoxota de espuma [do Fale com Ela]. Não, Ana Karina!

- Humpf!

- Pfff.

- ... ... ... Mas esse tem fantasma!

- Fantasma? Como assim???

- As personagens vêem mortos.

- Opa. Acho que vou assistir. É melhor que "Espíritos"?



Escrito por Kari às 22h09
[ ] [ envie esta mensagem ]


Gosto do Bryan Adams. Não só porque ele me deixa babada com suas músicas, mas porque ele foi um dos primeiros artistas ocidentais com colhão de ir ao Paquistão e tocar ao vivo em Karachi. Desafiou uns tios conservadorese ganhou a simpatia do público. E hoje ajuda a desmistificar que o país seja, assim, tão "intolerante".

Bryan visitou Karachi quando eu ainda estava lá na terrinha de Musharraf. Foi um reboliço. Mas um reboliço positivo que faz o país se abrir mais aos visitantes estrangeiros.

Mais uma boa notícia? A MTV Pakistan foi lançada recentemente, com festa oficial HOJE. Prova de que realmente os artistas ganham mais espaço na mídia e no cotidiano daquele país conservador com cara-de-mamão. E estou orgulhosa. Porque nessa abertura da MTV, meu maridinho estava lá pra fazer história.

20/11/2006 - 17h57

Bryan Adams leiloa câmera por 12 mil euros para ajudar Paquistão

da Efe, em Viena

O músico canadense Bryan Adams, 47, leiloou nesta segunda-feira em Viena uma câmera fotográfica sua por 12 mil euros (US$ 15,4 mil), soma que a fundação que leva seu nome e que presta ajuda humanitária empregará no Paquistão.

O lance inicial da câmera leiloada, uma Leica D-Lux Black feita exclusivamente para o cantor, era de 300 euros (US$ 385).

O leilão aconteceu hoje na galeria de arte Westlicht. Por telefone, o cantor agradeceu à pessoa que desembolsou a quantia pela câmera, que será entregue com uma capa especial e uma foto de Adams.

A fundação de ajuda humanitária que Bryan Adams administra vinha apoiando projetos no Sri Lanka e na Tailândia. Agora, com o dinheiro obtido no leilão, começará a trabalhar no Paquistão.

Ainda hoje, o cantor se apresentará em Viena, num show em que cantará sucessos como "Heaven", "Run to You" e "It's Only Love".

Ok, você deve estar pensando "bela bosta 12 mil euros, o Teleton rende mais"... Mas já é um começo, oras pois.



Escrito por Kari às 21h52
[ ] [ envie esta mensagem ]


E já que o Borat está famosinho...

Nada como relembrar meu personagem favorito ever ever: Ali G.

:)



Escrito por Kari às 21h42
[ ] [ envie esta mensagem ]


Pra quem não viu...

A tal fita onde Michael Richards, o Kramer do Seilfeld, desce a lenha em afro-descendentes com um termo pejorativo bem pesado. Tirem suas próprias conclusões:

Tô bege. Depois ele tentou se desculpar. Mas assita com atenção. Dá pra acreditar que ele não queria dizer aquilo? Sorry, Kramer, mas essa aí eu não compro.

Seinfeld acabou e o ator não emplacou em nada. Hun, you're so not funny.



Escrito por Kari às 21h36
[ ] [ envie esta mensagem ]


Sweet Transylvania

Fuçando em um dos meus sites favoritos de fotografia de viagens, o Worldisround.com, encontrei uma foto que me encheu de lágrimas e me trouxe mais felicidade do que pensar estar na jaula com o Sawyer:

Não, não é uma cidadezinha européia qualquer. Está é Brasov, uma das principais cidades romenas e muito especial por estar no coração dos Alpes da Transilvânia. Lá também está o famoso Castelo de Bran - onde acreditava-se viver o Conde Dracul (ou Drácula para nós), um mocinho de índole não tão cândida que adorava empalar, despelar, estrangular, estripar, cortar, mutilar genitais, arrancar narizes etc.

E mesmo estando envolta em todo esse clima de mistério e maldade que foi atribuído a região da Transilvânia, diria que Brasov é uma das cidadezinhas mais lindas e encantadoras onde já estive. E ver a foto da pracinha principal do centro histórico me deixa absolutamente boba e chorosa.

Se você está planejando um mochilão na Europa e quer se surpreender com paisagens maravilhosas, arquitetura tétrica e ao mesmo tempo esplêndida, desencane de ficar no lugar comum Espanha-França-Inglaterra-Alemanha e vá pro Leste Europeu. Mas não qualquer paiseco pós-comunista deprimido como a Bulgária: coloque a Romênia no roteiro e volte com uma das mais fantásticas histórias e experiências de viagem.



Escrito por Kari às 12h43
[ ] [ envie esta mensagem ]


momento silly girlie on

Minha sorte de hoje no Orkut:

VOCÊ TEM MÚLTIPLOS TALENTOS.

Minha sorte de hoje na comunidade "I want to be lost with SAWYER":

VOCÊ TEM MÚLTIPLOS TALENTOS NA JAULA COM O SAWYER.

Kkkkkk, Jisuisi, me acuda. Só de sonhar isso eu sinto um ataque cardíaco vindouro e fulminante. Ah como é bom sonhar.

Lógico que estou na mesmíssima comunidade do Sayid... E do Locke (não, não é isso que vocês estão pensando).



Escrito por Kari às 12h12
[ ] [ envie esta mensagem ]


A libanesa

Hoje minha amiga Everyn-thing me mandou um link com uma libanesa linda. Realmente, ô racinha boa pra fazer mulher bonita (modéstia à parte, pffff). Shakira e Salma Hayek não são bonitinhas por uma mera coincidência genética. A boa verdade é que o Líbano tem as mulheres mais lindas do Oriente Médio e um padrão de beleza rígido, o que não é a melhor coisa do mundo. Esqueçam as gordinhas, hoje as cantoras e atrizes são magérrimas, cheias de plástica e botocudas (como chamo as com botox).

O que não exclui a beleza natural das libanesas. Quando não são enormes e bigodudas ou monocelhas, podemos nos surpreender. Pena que a abertura desse país tenha importado, também, a paranóia com a beleza - que chega a ser over com muita maquiagem, muito pan cake e laquê naquele calorama desértico, aff.

Sim, lindas, todas somos. Mas se você é xonado numa turca, não se esqueça que a idade é cruel. E todas nós ficaremos a cara da Sílva Maluf: digníssimas, maquiadas e cheia dos ouros. Kkkkkkk! ALHAMDULILLAH!!!

Karam (de rosa) e Bahaa: uma drag montada e uma over. Tudo!



Escrito por Kari às 11h53
[ ] [ envie esta mensagem ]


Meninas, leiam!

Editora de Quem e colunista de Criativa, Ailin Aleixo fala sobre a neurose de quase todas as mulheres: parecer um cabide

"Nem quando tinha 10 anos entrei numa calça jeanS 38. Nunca me senti feliz sem sutiã ou vestindo um top minúsculo com a pança ao ar livre. Jamais deixei de ter pânico praiano no final da primavera. Mas, depois de muita terapia e chuchu refogado, decidi: sou muito mais gostosa do que essas esqueléticas posando de cabide maquiado em capa de revista de moda. Porque, na verdade, gostosura não é ter 1,77m e 50kg nem 300ml de silicone, lipoescultura ou botox até na pupila. Ser gostosa é decisão. Decida que seus culotes, apesar de não serem a coisa mais linda do mundo, são facilmente extermináveis. Faça um tratamento estético e acabe com eles.

Decida dar um tapa na cabeça do seu namorado sempre que ele te chamar de “gordinha”, “fofinha” ou qualquer coisa terminada em “inha” que cause ódio: você é a única pessoa que pode xingar a si mesma, é bom que fique claro. Decida reclamar menos do seu corpo e aproveitar mais todas as sensações que ele pode te proporcionar se você parar de se torturar com cada estria que se instalar na sua bunda. Burrice é dar valor exagerado ao que é, na essência, detalhe. Tragédia é a fome na África, o assassinato dos bebês-foca, e não a falta de elastina no seu glúteo direito!

Decida chutar pra estratosfera padrões de beleza: os peitos da Gisele Bündchen são dela, não seus. A barriga sarada da dançarina de axé é dela, não sua. E, na real, se ser padrão fosse tão bacana, essa mulherada não viveria neurótica, com bulimia, anorexia, disfunção renal, cerebral, hemorroidal... No fim, todas nós sofremos de prisão de ventre.

Decida que “osso largo”, “retenção de líquido” e “gases” não são desculpa para não ter a cintura da Jennifer Lopez – você tem outra estrutura, simples assim. Não dá para ser leoa com pelagem de jaguatirica. Mas dá para ser uma leoa deslumbrante.

Decida que você, e o que existe de melhor em você, não se resume naqueles 2 ou 3 ou 10kg de banha que insistem em não sair do seu quadril. Quem acha o contrário deve ser posto de quarentena na sua vida. E se for você que pensa assim? De duas, uma: Freud ou Jung. Não, três: pode ser Lacan, também.

Se você decidir que quer mais é ter a barriga sarada, a bunda dura, o peito empinado e a coxa marmórea, vá em frente. Malhe. Feche a boca. Gaste com cirurgias, mas não se engane pensando que depois disso sua felicidade será plena, porque alegria e auto-estima não vêm de brinde com a lipoaspiração. Lembre-se de que o embrulho do presente acaba indo pro lixo. Então, para facilitar minha existência, decidi que sou gostosa. Compro roupas que valorizam o que tenho de bom (peitões, no caso) e não tento me vestir como um catálogo da Dior: o máximo que conseguiria seria parecer um espantalho fashion louco. Não me abalo mais com comentários testosteronentos e babões diante de corpos fenomenais: não dediquei a minha vida a ter um daqueles, por isso não posso querer ter um daqueles (simples, não?). Aprendi que o prazer que um jantar com vinho e risoto de pêra com gorgonzola me proporciona é infinitamente maior do que poder rebolar ferozmente a buzanfa no show da Tati Quebra-Barraco.

Hoje, sou gostosa pacas. Mas continuo odiando qualquer mulher que fica linda de morrer num biquíni. Eu decidi ser gostosa, mas não virei a Irmã Dulce. Ainda bem: decidi também que ser boazinha não combina comigo."

E como diz a Rosanna Hermann, achamos que o mundo nos quer magras e siliconadas. Quando, na verdade, o mundo não quer nada e nem está aí pra nós.



Escrito por Kari às 20h39
[ ] [ envie esta mensagem ]


pobres x Photoshop

Isso que dá pobre ficar usando Photoshop. Haja cafonice, hein, Mo Deusu!



Escrito por Kari às 20h13
[ ] [ envie esta mensagem ]


Porque os paquistaneses gostam das brasileiras e o inverso não ocorre.

A San já explicou porque os indianos adoram brasileiras e porque não é usual ver brasileiros com indianas. Agora é a minha vez de pensar no Paquistão (já que o blog é pró-Paki). Não precisei pensar muito, sabe.

Na verdade eu me achava a última bolacha do pacote por fazer suuuuucesso no subcontinente. Hahaha, até ver ao vivo que a mulherada lá é um mix de belzebu com dor-de-barriga.

Nessas andanças por aí encontrei outras brasileiras lindas e maravilhosas como minhas amiguinhas Everyn, Andreza, Vanessa, Raquel e Mel - que têm maridinhos paquistaneses (todos lindos - com o maior respeito). Todas lindas, carinhas de boneca e muito queridas. Todas.

Logo, porque o inverso não ocorre?

Hmmm.

Meninas, se segurem. Mas achei um vídeo que explica muita coisa:

Conclusão: se você não é um rinoceronte, as chances de atrair um paquistanês são muitas. Ok, eu odiei essa conclusão porque já estava me achando a Gina Lollobrigida do deserto, a true Girl from Peshawar - que coisa mais linda mais cheia de burka!

Iiih, conclusão pessimista. De novo?

Conclusão: se você é uma brasileira linda, parabéns. Você ganhou um marido lindo com cara de modelo / artista / cantor kkkk.

Né verdade? Affff Maria, mas nunca vi mulher tão feia como no subcontinente indiano.

P.S.: Hahahahahaha, foda né, Everyn? Pior é que não sei se vi mais gente feia na Itália ou no Paquistão. É que no último, eles pelo menos se escondem um pouco sob burkas e scarfs.



Escrito por Kari às 09h53
[ ] [ envie esta mensagem ]


Na falta de Lollywood... Mr. Bean. Em pashto. :D

Surreal.



Escrito por Kari às 20h56
[ ] [ envie esta mensagem ]


Bollywood, de novo

Até agora não achei nenhum clip de Lollywood (concorrente de Bollywood, indústria cinematográfica paquistanesa sediada em Lahore) que não seja vexaminoso o suficiente para publicar aqui sem sentir (muita) vergonha. Ok, Bollywood já é toscão, mas nossos amigos de Lahore capricham no padrão tosco de qualidade (ou falta dela).

Mas como eu não resisto, vou postar um vídeo do Don. Com meus atores favoritos: Kareena Kapoor (linda, mal do nome) e o garbosón Shahrukh Khan que deixa as mulheres de todo o subcontinente bem babadas. É, eu também piro só de falar o nome dele. Esse "Khan" me pira mais que Fábio Jr. no cangote.

Enfim, divirta-se. Deus abençoe a Índia.

Olhem o robe de seda...



Escrito por Kari às 20h08
[ ] [ envie esta mensagem ]


Show de Calouros! Escolha o seu favorito!

Quem não molhou os olhinhos de emoção ao recordar do Décio Piccini, Sônia Lima e Flor?

Eu não.



Escrito por Kari às 22h19
[ ] [ envie esta mensagem ]


Qual a diferença da mulher, do poste e do bambu? O Sílvio Santos quer saber...



Escrito por Kari às 11h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


A vida não é conto de fadas de inglês ruim.

P.S.: Antes de ir, quero dar meu recado de hipocondríaca. Se você é doador de órgãos como eu, recomendo que escreva NÃO DOADOR no seu RG. E deixe uma autorização escondida com alguém de confiança caso venha a bater as botas. Digo isso porque sei que tem nego que entra no hospital com o dedo quebrado e sai com morte cerebral. E tem médico que adora um órgãozinho pra vender no mercado negro. Be afraid!



Escrito por Kari às 21h58
[ ] [ envie esta mensagem ]


amo muito tudo isso:



Escrito por Kari às 22h07
[ ] [ envie esta mensagem ]


Odeio ficar em casa resguardada e com pobrema nas tripa. Minha mãe já está do lado do telefone esperando a Sônia Abrão ligar pra ela pra perguntar quem é que está na caixa mágica (é o Ary Toledo). E hoje de manhã decidimos escrever NÃO DOADOR DE ÓRGÃOS no RG depois que um médico decretou a morte de um paciente vivo. Sabe-se lá porque, mas como somos desconfiadas com esses médicos que estão metidos com tráfico de órgãos e...

Porra, daqui a pouco o Datena vai realmente me convencer que São Paulo não dá mais e que o Paquistão é uma boa pedida. Ui, Claudete Troiano... Agora estou com medo dos ectoplasmas... Kkkkk!



Escrito por Kari às 16h48
[ ] [ envie esta mensagem ]


Tchau, menina.

Segunda-feira de tempestade em São Paulo. Tempestade lá fora e aqui dentro. Porque hoje eu perdi minha menina, minha irmãzinha, aquela que passou 16 anos comigo (e eu tenho 24). Morreu no meu carro, o coraçãozinho parou quando estávamos perto do veterinário. Foi embora e deixou um vazio dolorido. Porque hoje eu morri um pouquinho.

Tati, eu e a mamãe te amamos. Onde quer que você esteja.



Escrito por Kari às 22h37
[ ] [ envie esta mensagem ]


E agora algo completamente diferente: Paquistão

Bem, como já existe um blog pró-Índia (de uma miguxa minha), resolvi assumir publicamente que este blog é pró-Paquistão e aha-uhu a Caxemira é nossa. Nada melhor do que um videozinho ufanista da minha home away from home, minha caríssima Peshawar.

"Pekhawar kho Pekhawar" (Peshawar é Peshawar) é uma música de Irfan Khan (não o meu amigo Irfan Khan, mas outro como mais uns 487587876768750 Irfans Khans do Paquistão, Índia, Bangladesh e comarcas adjacentes). Vejam só que beleuuuza de cidade. Só não vale ficar com inveja, tá?

Eu (coração) Pekhawar. Pronuncia-se Perrauár no idioma local. Ou Peshawar mermo em bom Portugiesich oder Anglais.

Peshawar? Cuma???

Peshawar é a primeira cidade paquistanesa quando se vem de Kabul (Afeganistão) pela famosa Grand Trunk Road (Marco Polo, any feedback?), passando pelo Passo Khyber. Bem. É a primeira cidade não-tribal (embora haja zonas de administração tribal dentro da própria cidade, uai) e se você procura bagunça, poeira, poluição, tráfego caótico, mulás e burkas... Bem vindo a Peshawar. :)

Peshawar
پشاور

É bagunçada mas é biíta.

Lá é a capital da Fronteira Noroeste do Paquistão - conhecida pela sigla de N.W.F.P.; terra dos pukhtuns (pathans) que, por sua vez, falam pashtun (pashto). Os pathans são um povinho brabo, mas muito hospitaleiros e simpáticos. São possessivos e orgulhosos, logo, não arranje encrenca com eles. Tendem a ser quase tão pavio-curtos como os sicilianos, logo, pensaria duas vezes antes de ser folgado.

Esteriótipos, oba!

Se você se prometeu esquecer os tais esteriótipos sobre o povo paquistanês - barbudos, Bin Ladens, terroristas e afins; você vai pensar duas vezes ao desembarcar em Peshawar. Porque lá é um colorido louco de burkas, homens de barba e turbante. Lá você deve usar a vestimenta local (sharwal kamiz) para não se sentir tão fora-do-lugar - especialmente se for mulher.

Khyber Pass

Talvez o passeio mais bacana em Peshawar seja o Khyber Steam Safari - um passeio de locomitova a vapor pelo Passo Khyber. Ah, sim, o Passo Khyber está em zonas tribais, logo será necessário uma autorização dos líderes tribais (que você pode comprar em uma agência local) e contratar seguranças (ou sim, você poderá ser o próximo Daniel Pearl). O que vale a pena, pois o cenário é maravilhoso e você pode até comprar uma kalashnikov no caminho. Pena que não poderá trazer pra casa, então nem gaste seu rico dinheirinho.

Veja só a felicidade do gringo ao entrar nas áreas tribais!

Peshawari Chai

Faz muito calor em Peshawar. Pra espantar o calor, olha o que eles fazem: chá quente... Também quer? Então ferva água. Deixe ferver por 5 segundos e coloque-a na xícara com um saquinho de chá preto (ou Assam indiano ou Lipton em saquinho amarelo). Adicione um pouco de leite e tome. Quentão mesmo. Go figure? Eles tomam assim mesmo naquele calorão de 50 graus Celsius. Pessoalmente... Acho que isso deve fazer um maaaal...

Peshawari Pizza

Se você gosta de Pizza Hut e lambança de sabores, vai adorar o Chief's (fica na University Town). É uma pizza ao estilo Pizza Hut só que um pouco apimentada e muito saborosa. Assim que vosso estômago estiver adaptado ao calorzinho da pimenta local, mande brasa. Vá provar, minha senhora, é uma delícia. Bem melhor do que aquela pizza insossa que você come na Itália. Nada como temperos locais, nham nham.

A comida das ruas também é deliciosa. Pão fresquinho e espetinho de carneiro preparado com ghee (gordura), assim fica bem maciozinho... Hmmmm. Mas não arrisque se não pretende adotar um ou mais parasitas intestinais. Minhas lombrigas já são muito ciumentas, então paguei um pouco mais pra comer bem.

E se você gosta de camarão fritim, hmmm, vá ao restaurante chinês do Hotel Pearl Continental. É delicioso e servido pelos dedos do próprio host. Um luxo essa exclusividade. Adorei.

Ah... Peshawar também tem música BOA. :) Não é tosca como a do Irfan Khan, prometo que essa é joínha:

Ok... Já sei onde você quer passar suas próximas férias, né?



Escrito por Kari às 12h04
[ ] [ envie esta mensagem ]


sorry pela minha "inguinorança" kkkkkkkkkkkk

Mas fiquei meia hora matutando se o bichim aí era homem ou mulher. Né a cara do Robin Williams? Mas como o nome Gertrude... Afff... Kkkkk ainda bem que o SESC escreveu dramaturgA. Senão ficaria com uma dúvida da piaba.



Escrito por Kari às 11h30
[ ] [ envie esta mensagem ]


Big Bad Music

Ótima dica pra quem ama música boa (blues e jazz): o blog Big Bad Music disponibiliza álbuns para download e deleite do leitor. Muchas gracias, amigo Oak Oak.  Lógico que se você gostar do que baixou, vai prestigiar o artista e comprar o álbum, né? Porque pirataria é coisa de pobre.



Escrito por Kari às 15h43
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]

 

ah!libanezza!




BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, HIGIENOPOLIS, Mulher, de 20 a 25 anos, English, Italian, Viagens, Livros, Fotografia


    

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing public photos from karinabu. Make your own badge here.

[ moody me ]


[ adoro ]
 23a. Idade
 3 Amiguinhos
 40 Graus Celsius
 Airline Meals
 Al Jazeera
 Ah, tá bom então!
 Bat Biscate
 Brasilsky Komsomolets
 Cabeça Errada
 Caboclo Sem Dente
 Carioca Virtual
 Ciência em Dia
 El Cronopio
 Historinha
 Daniel Becher
 Dusko Du Swami
 Dawn
 Indi(a)gestão
 Introspecthive
 É tudo puta!
 Fazendo a Mendiga
 Irea
 Estrupixels
 Jet Site
 Just Juste
 Fabriquinha de Clássicas
 Karinissima
 Flies in the Marketplace
 Lux-Religare
 Lonely Planet
 Lady Metal
 Gongados
 Madame Gongadera
 Made in Brazil
 Meu Ouvido Não é Penico!
 No Armário da Cá
 Pensar Enlouquece
 Perez Hilton
 Pururuque-se
 Que Pressão é Essa?
 Querido Leitor
 Sajid and Zeeshan
 Santos no Inferno
 Sedotec
 Seung Ju
 Sarajane
 Shoe Me!
 Sorry Periferia
 Stonned Bunny
 Strange Maps
 Technicolor Kitchen
 Te dou um dado?
 Tony Góes
 Modellón
 Tudo Pode Virar Crônica
 Uma Questão de... (Angola)
 Uniform Freak
 Viaje na Viagem
 Yalla!
 Oh Pakistan!
 Yuppie Guy



[ adote, doe ]
3 Amiguinhos
Anjos para Adocao
Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos - flog
Kantinho dos Peludos Novidades Bichos
Quero um bicho!
Vamos Ajudar!
Vittorio!







My 43 Places

[ brazzies overseas ]

23a. Idade
Astarojna
Balzakiana
Farofa na Neve
Meu Cantinho
No Armario da C?
O Imigrante ? um Forte
Pensamentos e Poesias
Shanghai Pudong - GRU

 


[ fun ]

Alan Sieber
Caco Galhardo
Camilla Eriksson
Kibe Loco
Maitena
N?quel Nausea
Radicci
Sarajane Fotonovelas
Sherman's Lagoon
The Far Side


[ fratelli d'Italia ]

Blob of the Blogs
Diario di Periferia
Grazie, Silvio
Il Tao del Blog
Momoblog
Se me lo Dicevi Prima
Silvio Berlusconi
Uiall?ll?
Voglia di Terra
Zoomata


[ links ]

Aria Database
Bayerische Staatsoper
Dawn
Fodor's
Footprint
Frommer's
Geoeconomy
Lonely Planet
Panrotas
Plastic.com
Reporters Without Borders
Robert Fisk
Rough Guides
World Newspapers
World Press Review
The Opera Critic
Trek Lens
Tripmates
World is Round



 



[ once upon a time ]

- 01/07/2008 a 31/07/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008
- 01/05/2008 a 31/05/2008
- 01/04/2008 a 30/04/2008
- 01/03/2008 a 31/03/2008
- 01/02/2008 a 29/02/2008
- 01/01/2008 a 31/01/2008
- 01/12/2007 a 31/12/2007
- 01/11/2007 a 30/11/2007
- 01/10/2007 a 31/10/2007
- 01/09/2007 a 30/09/2007
- 01/08/2007 a 31/08/2007
- 01/07/2007 a 31/07/2007
- 01/06/2007 a 30/06/2007
- 01/05/2007 a 31/05/2007
- 01/04/2007 a 30/04/2007
- 01/03/2007 a 31/03/2007
- 01/02/2007 a 28/02/2007
- 01/01/2007 a 31/01/2007
- 01/12/2006 a 31/12/2006
- 01/11/2006 a 30/11/2006
- 01/10/2006 a 31/10/2006
- 01/09/2006 a 30/09/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006
- 01/03/2006 a 31/03/2006
- 01/02/2006 a 28/02/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/08/2004 a 31/08/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004
- 01/05/2004 a 31/05/2004
- 01/04/2004 a 30/04/2004
- 01/03/2004 a 31/03/2004
- 01/02/2004 a 29/02/2004
- 01/01/2004 a 31/01/2004
- 01/12/2003 a 31/12/2003
- 01/11/2003 a 30/11/2003
- 01/10/2003 a 31/10/2003
- 01/09/2003 a 30/09/2003
- 01/08/2003 a 31/08/2003
- 01/07/2003 a 31/07/2003
- 01/06/2003 a 30/06/2003
- 01/05/2003 a 31/05/2003