para repetir 100 vezes em frente ao espelho

Eu nao vou pro Eaton Center hoje. Eu vou terminar meu pre-projeto experimental. Eu nao vou comer chocolate. Eu nao vou procrastinar mais do que ja procrastinei (por hoje, claro). Eu nao vou na Indigo pra namorar livros (mentira). Nem na Chapters (ok, isso e mentira porque eu prefiro a Indigo). Eu nao vou surtar com a vagabunda da professora que me odeia. E tambem nao vou mais babar na aula do Joshua (mentira). Nao falarei mais palavrao e vou pra igreja/mesquita (o que estiver mais perto) pra me livrar de uns pecados. Nao vou falar mal de coreano. Nao vou cuspir no prato que comi. Nao vou surtar com o turco berrando no celular (ok, ele e turco). Nao vou xingar o David em portugues. Digo, nao muito. Vou parar de falar palavrao. Nao vou me entupir de capuccino do Tim Hortons. Nao vou mais procrastinar.

E diria isso mais noventa e nove vezes... Se nao fosse tao mentirosa, hehehe.



Escrito por Kari às 18h18
[ ] [ envie esta mensagem ]


eu preciso controlar a minha "réiva" e vou escrever tudo num paragrafo so!

Terca-feira, 5h05 pm. Procrastinando pra terminar meu pre-projeto. Bico, bico, eu sei. Mas TEM UM MOLEQUE INDIANO NO COMPUTADOR AO LADO QUE NAO CALA AQUELA BOCA MALDITA!!! Putaquepareeeo. O aquecedor desse cyber cafe coreano ta ligado a mil. Uh, esses coreanos adoram um forno. "Cospe no prato que comeu, cospe", provoca um amigo. Pra completar eu estou perdendo um dia LINDO de nevasca la fora. Como eu amo neve, meu Deus! Ontem eu fiz um boneco de neve anatomicamente correto (porque incorreta eu sou apenas ecologica e politicamente) com a brasileirada ali na pracinha da Cumberland com a Bellair, o pedaco dos bacanas. Teve gente que ate tirou foto nossa. Mas voltando a minha raiva, fala serio. Nao merece ser morta a pauladas uma criatura que escreve "oi fofis", escreve tudo no diminutivo e tem meio metro de antipatia, cotoquice (qualidade referente aos seres cotocos) e voz fiiiiiiiiiiiina. Violencia, violencia, violencia!!! Eu vou pular no pescoco desse indiano que esta contando o numero de mortos no jogo online. Contando a mais de 200 decibeis a uma mesa de distancia do meu computador. E pra completar, o indiano do Tim Hortons (Frans Chafe de pobre canadense) entrochou pimenta no meu sanduiche de peito de peru. AI MO DEUS QUE VONTADE DE DEFENESTRAR ESSE CIDADAO!!! Que calor. Droga. Humpf!!! TEM UM COREANO COMENDO BANANA NO COMPUTADOR AO LADO E A CASCA DA BANANA DELE ESTA INVADINDO DOIS CENTIMETROS DA MINHA MESA. EU VOU SURTAAAAAAAAAAAAAAAAAAAR!!!!

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAARGH!!!

Ufa, passou.



Escrito por Kari às 19h04
[ ] [ envie esta mensagem ]


da sabedoria popular

Um viva pros meus barangos. Um viva pro cenourao, pro lobisomen, pro meu ex e pro changeman.



Escrito por Kari às 16h24
[ ] [ envie esta mensagem ]


antes de tudo...

Allah maaik, ya Rafik Hareere...

(pausa)

eu nao comi black noodles!

Dia 14 de fevereiro. Saint Valentine's Day. Ou Dia de Sao Valentim para os conoisseurs de Chaves. Reza a tradicao coreana que, no black day, as pessoas que estao sozinhas devem comer um tipo de macarrao preto. Inheca. Ca nojo! Nao comi. Estou sozinha em Toronto e muito feliz, obrigada. E, agora, tenho cadeira cativa na ONU mesmo. :)

 

webcam

Essa ai sou eu no cyber coreano. Fazendo cara de nojo pro chingling que estava pigarreando, tossindo, puxando catarro da garganta, fazendo e acontecendo. Ca nojo!

 

e pra completar...

Uma fotinho baaaasica. Eu e os coreanos. Ja tenho um numero de amigos coreanos razoavel. Da pra filmar ate um filme caseiro: "Changeman X Jaspion - A batalha da Turquia!" (preciso estrelar, ne?).

E chega de Coreia por hoje!

 



Escrito por Kari às 18h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


Diario de uma tarde de uma sul-americana numa casinha charmosinha com jardim num suburbio classe media norte-americano

16h

Nao ha sol nem trasparencia alguma no ar de Toronto. A temperatura esta amena para aqueles que quase congelaram n

 

os -25 celsius com sensacao termica de -37 do final de semana retrasado (no caso, eu). Uma neblina espessa me impede de enxergar alguns metros alem da casa aqui em Scarborough, a zona leste da cidade. Casaco peludinho, botas de cano alto, luvas e cachecol.

 

La fui eu pro Tim Hortons (um Frans Cafe bem popular que serve o melhor "chafe" do pedaco) com meu Gay Talese debaixo do braco sob este calor siberiano no trajeto curto mais comprido do mundo . Caminhei cantarolando "In the Wee Small Hours of the Morning" do Frank Sinatra, oh ceus, nao sabia que gostava tanto desta musica. Afinal, "the darkest hour is just before down".

In the wee small hours of the morning
While the whole wide world is fast asleep
You lie awake and think about the girl...


16h15

Tim Hortons, Danforth Road.

Consigo manter uma conversa sobre ideologias politicas com os sapientissimos Joshua e Soraya. Mas, what a hell, nao capisco um cazzo do que essa xing ling do caixa esta dizendo!!! Pedir um cafe preto, simples, sem leite nem nada nem descafeinado nem extra-forte. Apenas um cafe. "Whppd crm, sgr, swtnr r hny?" ela pergunta. "Aaaah... whIpped crEAm, sUgAr, swEEtEnEr or hOnEy..." concluo apos alguns segundos tentando compreender aquela devoradora de vogais. "Just sugar, please". "Wrwrwrwrwrwrwrw?" e ela sorri. Eu a olho com cara de "ma che cazzo???" e ela entende minha aflicao. Chega de dialogo.

16h18

Meu cafe. Minha sopa. Meu toast. Meu Gay Talese aqui comigo. Frank Sinatra esta resfriado e eu tambem. Estico minhas pernas sob a mesa e esqueco o tempo ruim la fora. Fama e anonimato. Nova York. New journalism."Adoro!" (saudades da Petria).

olha so a minha gororoba!

 

17h20

O cafe esta frio. Eca. Coloco um pouco de leite pra disfarcar e engulo o conteudo rapidamente. Saio do restaurante e sigo para o supermercado chines. Sempre o vejo pela janela do onibus. Depois de mais de um mes por aqui decido conhece-lo pessoalmente. Basta cruzar a rua e caminhar. Sob este frio tudo e tao longe. Hora de acender um cigarro e caminhar, caminhar, caminhar.

17h27

Cores. Muitas cores em um pequeno mall na cinzenta avenida Danforth em um dia de neblina. Chineses, muitos. Mas minorias tambem compram suas especiarias aqui. Filipinos aqui, tailandeses acola, um jamaicano enorme e cheio de rastafaris enche o carrinho de pimentas e temperos. Ha um cheio forte de frutos do mar, quase insuportavel.

Um senhor italiano me cumprimenta em seu idioma e tento adivinhar porque em italiano (talvez por ser a unica branca ali e, por estar ali, deveria ser uma minoria). Ele escolhe alguns caranguejos com uma pinca de metal com a ajuda de um chines. As lagostas da senhorita indiana, pobrezinhas, serao cozidas em agua fervente ainda vivas. Meu lado Dr. Dollittle quer rouba-las, coloca-las numa caminhonete-tanque e dirigir ate o atlantico para liberta-las.

Sinto como se fosse uma versao brasileira e morena de Scarlet Johanson no filme "Encontros e Desencontros" caminhando entre caracteres estranhos ao som de uma caotica musica chinesa que e tocada no supermercado. Algo como "tiao shi kun nhon tchon" nao faz o menor sentido para mim mesmo apos ter estudado o idioma de Mao por alguns anos.

Nao consigo salivar por nada. Ovos de pato conservados. A foto mostra um ovo preto no meio da salada, meu estomago torce. Ou peixes recem abatidos com seus olhos arrancados. Meu estomago retorce. Tento ser politicamente correta e pensar "e outra cultura". Mas aqueles pepinos-do-mar prontos para serem consumidos nao me ajudam.

Lindas garrafas termicas para guardar o cha verde. A senhora chinesa me explica a importancia do cha verde para a saude, fala de cultura e ainda me mostra como funcionam as garrafinhas. Meu lado guasca, um tanto impaciente para percorrer o resto do supermercado, explica gentilmente que so preciso de uma garrafinha pra "guardar agua chiando pro meu chimarrao". Ela nao entende o que e chimarrao e nem sabe o que e Brasil. "Xie xie" agradeco eu e saio de fininho com duas canecas termicas de porquinho trapezista de um circo tcheco-eslovaco. Uma pra mim, uma pro Lucas (aquele que gosta de porquinhos trapezistas de um circo tcheco-eslovaco).

 

18h30

Para completar meu dia de average Joe, assisti a abertura do Super Bowl com a Maria. Ao melhor estilo north american poss?el: na cozinha, comendo muffins. Um show de hip hop na abertura com a presen? de alguns figur?s pol?icos locais. A audi?cia ?composta de alguns glut?s super size de coca-colas super-size e sacos de chips super-size.

Michael Douglas aparece na tela para comandar um espet?ulo patri?ico e ecl?ico com a presen? de um republicano, o Bush Daddy, e um democrata, Bill Clinton, o saxofonista charmoso e terror das estagi?ias gordinhas e fumantes n?-ortodoxas.

Uma prece aos soldados assassinos de criancinhas que lutam pela democracia e no Afeganist?. Um brinde as tropas libertadoras e torturadoras e estupradoras no Iraque. Um abra? pros americanos que ajudam as v?imas do Tsunami no sul asi?ico. Um ol?para os americanos na Bol?ia, no Qu?ec ou no Cear?

Ah, n? vamos esquecer do hino. Os afro-americanos obesos deliram na plat?a (ali n? existem magros, oh come on), oh, que del?ia ?viver num pa? racista. Os asi?icos bananas (amarelos por fora mas brancos por dentro, assim disse meu laoshi) colocam a m? direita no peito e enchem a boca para cantarem os doze primeiros acordes do hino sempre crescente estadunidense. Ca?s militarem sobrevoam o est?io. Fogos de artif?io, emoção e cultura pop perfeitamente costurados. A plat?a est?em ?tase.

N? consigo engolir a primeira mordiscada do meu muffin. Minha garganta est?bloqueada.

N? h?melhor hora para encher a minha boca paulistana com um "puta que pariu" e "capaaaaz" - se quiser ir um pouco al? das fronteiras paulistas. A Maria, uma boa canadense, acha o espet?ulo um bocado rid?ulo e ri dos americanos do estado de Buffalo que espetam bandeiras em todos os lugares para reafirmarem seu patriotismo. Ah, preciso dizer mais uma vez que me encanto cada dia mais com os compatriotas da Shania Twain?

10h

Apos tomar meu banho, descarregar e editar as fotos desse post, finalmente poderei desligar o laptop. Ouvindo Daft Punk, Queen, Leonard Cohen, Renato Carosone, Kiss e Frank Sinatra. Boa Noite! Afinal, no Brasil ja sao mais de uma da manha.



Escrito por Kari às 17h16
[ ] [ envie esta mensagem ]


blah

Quase nao da pra atualizar meu blog aqui. Primeiro porque nao fiz o post da minha viagem pra Montreal nem pra Quebec nem pra Ottawa nem pra casa da mae Joana nem na casa d'Irene nem na casa da Graziela, no caso, a rapariga da familia para melhor ilustar esta sentenca. So digo que nunca vi um povim tao guasca como esses francos do Canada, deusulivre. Agora estou aqui na Berlitz (estou esperando a Ana e os ching lings pra irmos pro karaoke) e, tambem, porque tal qual a Soraya, capaz, esse cocktail de remedio pra gripe me dilatou as pupilas e me deixou hiiiiiiiigh.

Falando em RS, achei schmier e nata aqui nas comarcas da Younge com a Dundas. Nao comprei porque minha antiga old fashioned barriga de chope esta virando um colete salva-vidas. Nesse frio da uma puta preguica de sair de casa, andar e comer saladinha. A barangada aqui destroi uns sanduiches gordurentos e, quando voce menos espera, ja engordou. Parece que so de olhar um Big Mac voce engorda por osmose.

Tortura foi a volta de Quebec pra Ontario. Estava eu e o Leandro (um amigo ainda mais chato e mal-humorado que a libanezza que vos escreve) nos bancos da frente do genial moleque do Rio de Janeiro. E ouvimos a brilhante conclusao:

- Merrmao, eu dixcubri a diferenca da carrteira nacional de habilitacao pra carrrteira interrrnaciunal de habilitacao.

- Serio? E qual e? - perguntou a namoradinha

- A nacional e ixcrita eim porrtugueix e a internaciunal e ixcrita eim ingleix!

AAAAAAAAAAAAAARGH!!!! So nao apaguei meu cigarro na bochecha do genial menino do Rio porque nao podia fumar dentro do onibus!!!

Chega. Vou pro karaoke. Quem canta os males e os clientes espanta. Tchau.



Escrito por Kari às 17h29
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]

 

ah!libanezza!




BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, HIGIENOPOLIS, Mulher, de 20 a 25 anos, English, Italian, Viagens, Livros, Fotografia


    

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing public photos from karinabu. Make your own badge here.

[ moody me ]


[ adoro ]
 23a. Idade
 3 Amiguinhos
 40 Graus Celsius
 Airline Meals
 Al Jazeera
 Ah, tá bom então!
 Bat Biscate
 Brasilsky Komsomolets
 Cabeça Errada
 Caboclo Sem Dente
 Carioca Virtual
 Ciência em Dia
 El Cronopio
 Historinha
 Daniel Becher
 Dusko Du Swami
 Dawn
 Indi(a)gestão
 Introspecthive
 É tudo puta!
 Fazendo a Mendiga
 Irea
 Estrupixels
 Jet Site
 Just Juste
 Fabriquinha de Clássicas
 Karinissima
 Flies in the Marketplace
 Lux-Religare
 Lonely Planet
 Lady Metal
 Gongados
 Madame Gongadera
 Made in Brazil
 Meu Ouvido Não é Penico!
 No Armário da Cá
 Pensar Enlouquece
 Perez Hilton
 Pururuque-se
 Que Pressão é Essa?
 Querido Leitor
 Sajid and Zeeshan
 Santos no Inferno
 Sedotec
 Seung Ju
 Sarajane
 Shoe Me!
 Sorry Periferia
 Stonned Bunny
 Strange Maps
 Technicolor Kitchen
 Te dou um dado?
 Tony Góes
 Modellón
 Tudo Pode Virar Crônica
 Uma Questão de... (Angola)
 Uniform Freak
 Viaje na Viagem
 Yalla!
 Oh Pakistan!
 Yuppie Guy



[ adote, doe ]
3 Amiguinhos
Anjos para Adocao
Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos - flog
Kantinho dos Peludos Novidades Bichos
Quero um bicho!
Vamos Ajudar!
Vittorio!







My 43 Places

[ brazzies overseas ]

23a. Idade
Astarojna
Balzakiana
Farofa na Neve
Meu Cantinho
No Armario da C?
O Imigrante ? um Forte
Pensamentos e Poesias
Shanghai Pudong - GRU

 


[ fun ]

Alan Sieber
Caco Galhardo
Camilla Eriksson
Kibe Loco
Maitena
N?quel Nausea
Radicci
Sarajane Fotonovelas
Sherman's Lagoon
The Far Side


[ fratelli d'Italia ]

Blob of the Blogs
Diario di Periferia
Grazie, Silvio
Il Tao del Blog
Momoblog
Se me lo Dicevi Prima
Silvio Berlusconi
Uiall?ll?
Voglia di Terra
Zoomata


[ links ]

Aria Database
Bayerische Staatsoper
Dawn
Fodor's
Footprint
Frommer's
Geoeconomy
Lonely Planet
Panrotas
Plastic.com
Reporters Without Borders
Robert Fisk
Rough Guides
World Newspapers
World Press Review
The Opera Critic
Trek Lens
Tripmates
World is Round



 



[ once upon a time ]

- 01/07/2008 a 31/07/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008
- 01/05/2008 a 31/05/2008
- 01/04/2008 a 30/04/2008
- 01/03/2008 a 31/03/2008
- 01/02/2008 a 29/02/2008
- 01/01/2008 a 31/01/2008
- 01/12/2007 a 31/12/2007
- 01/11/2007 a 30/11/2007
- 01/10/2007 a 31/10/2007
- 01/09/2007 a 30/09/2007
- 01/08/2007 a 31/08/2007
- 01/07/2007 a 31/07/2007
- 01/06/2007 a 30/06/2007
- 01/05/2007 a 31/05/2007
- 01/04/2007 a 30/04/2007
- 01/03/2007 a 31/03/2007
- 01/02/2007 a 28/02/2007
- 01/01/2007 a 31/01/2007
- 01/12/2006 a 31/12/2006
- 01/11/2006 a 30/11/2006
- 01/10/2006 a 31/10/2006
- 01/09/2006 a 30/09/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006
- 01/03/2006 a 31/03/2006
- 01/02/2006 a 28/02/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/08/2004 a 31/08/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004
- 01/05/2004 a 31/05/2004
- 01/04/2004 a 30/04/2004
- 01/03/2004 a 31/03/2004
- 01/02/2004 a 29/02/2004
- 01/01/2004 a 31/01/2004
- 01/12/2003 a 31/12/2003
- 01/11/2003 a 30/11/2003
- 01/10/2003 a 31/10/2003
- 01/09/2003 a 30/09/2003
- 01/08/2003 a 31/08/2003
- 01/07/2003 a 31/07/2003
- 01/06/2003 a 30/06/2003
- 01/05/2003 a 31/05/2003