eleições, bah

"O PT diz ter um programa operário. Mas é um programa de radicais de classe média que imaginam representar a classe operária, e não os operários, porque estes querem mesmo é se integrar à sociedade de consumo, ter empregos, boa vida etc. Não lhes passa pela cabeça coisas como socialismo"

Paulo Francis

Hoje, lendo os cadernos especiais da Folha de SP sobre as eleições paulistanas e estadunidenses, confirmo ainda mais a minha teoria de que, não importa se Marta ou Serra; Bush ou Kerry: dá tudo na mesma. As diferenças entre os candidatos são mínimas. O Sr. Kerry critica o Sr. Bush porque ele não assinou o Protocolo de Kyoto. Mas o democrata também não se compromete a fazê-lo. Então critica a guerra no Iraque. Mas manda tropa pro Haiti. Go figure? Aqui, a Dona Martaxa fala dos CEUs, o Serra critica mas também não aponta uma solução. Os dois se alfinetam ao vivo no debate, ela surta e ele se mantém calmo. É o roto falando do esfarrapado.

Lá vou eu perder meu tempo sendo obrigada a votar no "menos pior". Porque, aqui na República da Banana, o voto é compulsório. A justificativa dos que defendem essa obrigação é de que "isso é bom para uma democracia imatura como a brasileira". Parafraseando a Priscila da TV Colosso, "ai meus sais".

saudades do Paulo Francis...

É por isso que viciei no Orkut. Estou na comunidade do supracitado gênio politicamente incorreto do jornalismo e há um tópico onde relembramos frases memoráveis do Francis. Deixo algumas aqui para a diversão, ou não, de meus leitores em dia de eleição:

"Mas como diria um certo compositor baiano, atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu"
(comentário no Jornal da Globo após um acidente na Bahia onde um trio elétrico despencou ladeira abaixo matando uma porrada de gente, inclusive três americanos)

"Quando ouço falar em cultura, vou logo sacando o talão de cheques"

"A melhor propaganda anti-comunista é deixar um comunista falar"

"São Paulo é o único lugar do Brasil que funciona, mas com a Erundina vai deixar de ser"
(quando a tal foi eleita para a prefeitura paulistana)

"Bermuda e boné caracterizam um idiota"
(sensacionaaaaal!)

"Quanto mais pobre o país, mais nacionalista"

"Às vezes é bom. Sorry, moralistas"
(sobre incesto)

"Se não conheço, não presta!"
(sobre se manter atualizado)

"Quando eu vejo um homem de sandálias tenho vontade de cuspir no pé dele"
(sobre moda)

"A descoberta do clarinete por Mozart foi uma contribuição maior do que toda África nos deu até hoje"
(imagino quantos processos esse homem não levou...)

"Marx escrevendo sobre dinheiro é como padre falando sobre sexo"

"A ONU vive a fazer relatórios e mais relatórios sobre os problemas do mundo. Já escreveram tantos, que daria pra cobrir toda a superfície da terra, e no final é sempre a mesma coisa. Todo ano líderes das mais estranhas nações com roupas e costumes estranhos vem a nova yorque às custas da miséria de seus cidadãos para se reunir e falar sempre das mesmas coisas. Mas no final é sempre assim: As grandes potências decidem as nossas vidas e ponto final. Queiramos ou não, sempre foi assim."

"Bebi muitos anos. Para ficar bêbado. Não posso imaginar outra razão. O bebedor social é coisa de pequeno-burguês"

"Borges é um imitador muito do mixuruca de Kafka. É uma esfinge sem segredos"
(sobre Jorge Luís Borges)

"A ignorância é a maior multinacional do mundo"

"A copa de 94 não vai dar certo. Porque americano só gosta de futebol americano, basquete e beisebol... Aquele esporte chato que já me exlicaram a regra cem vezes e eu nunca entendi..."

"O filme é uma merda, mas o diretor é genial"
(a melhor crítica ao Cinema Novo que já li)

"Esporte é a coisa mais chata que a humanidade já inventou!"
(esporte x intelecto, sensacional)

"A democracia é o último tiro do humanismo furado" 
(hahahahahahahahahahaha)

"Se a Madonna é bonita, minha avó era uma bicicleta"

"A Princesa tem a simpatia da população. É normal. As pessoas têm pena de quem há mais de 5 anos não dá uma boa bimbada"
(sobre as declarações de Diana, após sua separação com o Charles)

"É preciso ter mingau na cabeça para acreditar em astrologia"

"Me convidam a participar de uma revisáo da visualidade da bandeira brasileira. Fácil: bumba-meu-boi com pedaços da bandeira do Flamengo e do Corinthians"

"Tudo o que é científico termina furado, o que o leitor pode chamar de teorema de Paulo Francis"

"Fui. O rádio do carcereiro tocava Wanderléia o dia inteiro"
(quando perguntado se havia sido torturado. Francis poi preso quatro vezes após 68)

"O homem deve ser decente, digno, inteligente. E bonito. E alto"

"Todo otimista é um mal-informado"

"Pessoas inteligentes são contraditórias"
(oba, vou dominar o mundo)

"O esporte é a alta cultura dos sem-imaginação, que são 3/4 da humanidade"

"Hitler nos provou que política dá sempre errado. Tudo o que ele mais queria era acabar com o comunismo e com os judeus. No final da Guerra a União Soviética virou superpotência e os judeus conseguiram fundar Israel"

"A funçao da universidade é criar elites, e não dar diplomas a pé-rapado"



Escrito por Kari às 11h57
[ ] [ envie esta mensagem ]


Para a Tati

"Cachorreiros, Uni-vos! Tem um deputado aí querendo fazer cachorrada. O deputado pastor Reinaldo quer proibir nomes de pessoas em animais de estimação. Diz que é para evitar constrangimento no encontro de humanos com animais do mesmo nome."

Assim falou o Zé Simão na FSP, hoje. Hahaha. Tati, você vai me processar?

Feriado

Nada como uma piada politicamente incorreta para selar o espírito do feriado. Uma guria da minha sala (que não vou dizer o nome) disse que a família do jogador do São Caetano já pode fazer o enterro e a celebração do dia dos mortos. Tudo dois em um. Que coisa horrível! Só eu ri. Meu twisted humour me preocupa. Nessas horas, só o Phil me entende.

Falando em Pippo... completamos dois anos nesse feriado. Em virtude disso (e não apenas disso), vou ficar um pouco away no final de semana. Disse o supracitado canadense que dois anos são poucos para nós, pois parece que vivemos uma eternidade juntos. Pois é. Eu também achei que estivéssemos chegando nos três anos... mas fiz as contas. Só dois, mesmo. Je t'aime, bebe, je t'aime. Fofo é ouvir, pelo celular, seu namorado berrando "Happy Anniversary" e "I Love You" no trabalho. Priceless.

nerdices e etc

Mas o ponto alto do feriado, pra mim, será uma visita. A uma certa moça feita por duas outras raparigas. Com intenções nurds cavaleirosdozodiaquísticas, ó céus, tô perdida, já viciei nesse troço demais da conta e that's not even funny. E preciso parar de misturar inglês com português. E com francês. Ontem aprendi a dizer "estou bêbada" e mais uma sorte de palavrões em quebecois. E mais uma sorte de coisas bonitas como "tabarnak" e derivados. Com o Louis-Amik, claro. Tudo para surpreender o Phil. Não é doce?

Ok, vou correr agora. Tenho que fazer compras (oooooh) e o dia será cheio. Afinal, o que aconteceu com o MSN, ontem?



Escrito por Kari às 10h51
[ ] [ envie esta mensagem ]


ufa!

Aê, finalmente estou caminhando para um template definitivo para meu blog. Definitivo, assim, por uns tempos. Ainda estou meio bagunçada. Naquela fase da reforma do "tá pronto, mas tá quase, ainda". Jornais no chão porque a tinta da parede não secou, livros bagunçados nas caixas, lençol para proteger o sofá.

Mas, ufa, voltei ao fundo branco. E meu Photoshop decidiu não funcionar mais! Então fiz um logo provisório no Paint. Sim, muito tosco. Também já remexi nos links. Corrigi alguns. Vou colocar uma foto ali no perfil e otras cositas más. E não sei o que se passa com esse histórico surtado, todo desalinhado.

No mais, sigo deprê. Explicação: acabei de descobrir que não tenho o CD "Do Penico À Bomba Atômica". Do Falcão, claro. Esse é muito bom, uma obra prima. Recomendo um clique aqui para ouvir uma preview de sua genialidade. Em "O Bolo", ele recita uma receita como se fosse poesia. Já em "Multa", acabo de decorar uma frase para quando estiver dirigindo e for cortada pela direita por um merdinha num Audi que fala no celular: "multa, esse fela da puta, multa!"

Mas é impossível encontrar os CDs do Mestre para vender! Uh, deprê... Então...

Saio para a rua tão sem esperança...
Muito mais perdido do que um cachorro que cai de caminhão de mudança...

("Sine Pornô", MATOS, Tarcísio. In: Quanto Pior, Melhor, 1998)



Escrito por Kari às 12h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


meu passaporte

There's no sensation to compare with this
Suspended animation, A state of bliss
Can't keep my mind from the circling skies
Tongue-tied and twisted just an earth-bound misfit, I

(Pink Floyd, Learning to Fly)

Lá estava eu na Polícia Fereral. Renovando meu passaporte porque o visto de múltiplas entradas canadense exige um documento com a validade mínima de cinco anos. E a validade total do livrinho verde de nós, brazzies, é de cinco anos, apenas.

Tirei meu primeiro passaporte em 2001. A foto ficou linda. Vistos da Hungria, Bulgária, Turquia e mais muitos outros carimbos de países em que passei. Grécia, Inglaterra. Até Liechtenstein. Aquela coleção de memórias maravilhosas, muitas esperas na fronteira, bribes (subornos necessários que colegas de viagem mexicanos tiveram que cometer para entrar em certos países), frios na barriga e uma simpatissíssima saudação húngara para uma brasileira - os soldados fizeram uma baita festinha porque o Brasil e a Hungria tinham acabado de assinar acordos diplomáticos.

Voltando ao posto da Polícia Federal ali no Shopping Eldorado... Estava ali para cancelar o antigo, que valia por mais um ano e meio, com muita dor no coração. A atendente explicou que meu pequeno livrinho verde ficaria retido em Brasília. Ou seja: bye bye.

Não sabia se arrancava o passaporte da mão dela e fugia ou se desistia do visto de múltiplas entradas. Na dúvida, chorei. Mesmo. Sério. Derramei lágrimas e já não conseguia mais parar. Não soube (e nem sei) explicar meus sentimentos naquele instante. Parece que iriam me arrancar uma perna. Todos ficaram comovidos e tentaram me ajudar (que mico). O oficial responsável por aquele posto da PF tinha acabado de chegar e decidiu avaliar meu caso. Lá estava eu, em prantos. Ele deu um jeito (ah, brasileiros) e escrevi uma declaração dizendo que o passaporte está comigo e que me responsabilizo por isso e aquilo e bibibi e bobobó.

Sim. Pode parecer besta para muitos de vocês... Mas ninguém imagina o valor sentimental daquele documento. Se conseguisse expressar, aqui neste blog, o quanto viajar é algo importante para mim...

E agora estou tão feliz com meu antigo passaporte cancelado. Cheio de carimbos horrorosos da PF. Mas está aqui, comigo, provando, burocraticamente, que já fui até pra Bulgária.

Ufa!



Escrito por Kari às 16h38
[ ] [ envie esta mensagem ]


palpitações com os aussies, aussies, aussies... oi, oi, oi!!!

Hoje estorei minha cota de colesterol anual: almocei no Outback Steakhouse, uma casa de comida australiana no Shopping Eldorado. Na porta do banheiro, ao invés de "eles" e "elas", "blokes" and "sheilas". Sensacional. Na minha pança, peito de frango grelhado coberto com queijo, champignmon e bacon + fritas ao molho de mostarda com mel.

Tal qual eu comia com os aussies lá na Europa! Devo contar que engordei oito quilos naquela época? :)



Escrito por Kari às 19h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


picardias de final de semana I - nerd, mas non troppo

Ontem fui ao Ressaca Friends. Um desses eventos de anime cheios de cosplay (pessoas que se vestem como personagens de desenhos japoneses), stands com mangás, DVDs e outras fanfreluches feitas para que seu dinheiro evapore.

Encontrei as gurias do Zodiac Girls, o Henrique Szolnoky (amigo que conheço desde o colegial lá no Mackenzie) e pessoas estranhas. Muitas. Como diz meu supracitado amigo de origem húngara "em casa eu me sinto o mais nerd, mas aqui, no meio desse povo, sinto até que sou normal".

Foi a sensação que tive. Adoro Cavaleiros do Zodíaco, Chaves, Phantasy Star, RPG, Senhor dos Anéis, Monty Python (daquelas que decora falas em inglês do Holy Grail e Flying Circus)... Mas o pessoal de ontem... Bah!!! Tinha uma banda de metal tocando a música tema do Jiraya!!! Sim, já gostei de heavy metal, ainda tenho alguns CDs, de vez em quando até cantarolo algo do Helloween. Mas muuuuito de vez em quando.

 

picardias de final de semana II - a Zara do Iguatemi

Deixando o lado teenager pra lá, tive que correr para a Zara do Shopping Morumbi para comprar um sobretudo de cashmere que estava na sale de inverno. Explicando para os não-paulistanos:

Zara - uma loja de roupas a la C&A só que bem mais metida e bem mais cara, é claro. As roupas são até legais, mas o preço não compensa. Uma camisa social feminina (daquelas justinhas e com cinturinha que eu amo) custa a metade do preco na Renner e tem um caimento muito melhor. Mesmo assim, a loja tem coisas interessantes (e agora os acentos do meu teclado sumiram, entao, nao reparem, please). Como um sobretudo creme maravilhoso que nao existia no meu numero. So P!!! Grrrrr... Amo ser alta, adoro ser alta, venero minha altura. Mas comprar roupa e dose.

Shopping Iguatemi - um Shopping Center feito pros muito ricos. Louis Vuitton e outras marcas $$$$$. Gente muito rica, muito arrumada, muito cheia de botox e bronzeamento artificial. Meninas tao malhadas e bronzeadas que ate sao duras. Robocops femininos com a cara da Britney Spears. E la estava eu de camisa, jeans e tenis. Nao sou loira, mas branca como um palmito.

Pois bem...

Estacionei meu Siena 1.0 1999 no Valet Park no meio daqueles Audis e BMWs, bah, me senti uma favelada. Estava ao lado de minha amiga bem-sucedida, a Celena, que trabalha em um dos maiores escritorios de advocacia do mundo. E ela tambem estava de jeans e tenis. Humpf. Nao entendo porque se produzir tanto para fazer compras. E provincianismo demais. Algo tao bizarro como os chineses de Xangai que saem as ruas vestidos em pijamas, ja que tal vestimenta era coisa de gente muito rica, apenas.

Imaginem os olhares e o tratamento dos funcionarios! Fui ignorada na Zara de la quando perguntei se a vendedora poderia localizar aquele sobretudo lindo no meu tamanho, em outra loja, por favor. Ela me deixou falando sozinha com um panfleto na mao e um codigo de referencia. Proletariada, ganha menos do que a metade de um quarto do salario das frequentadoras da loja. Vai entender?

No mais, nossa diversao era dividir a fauna em 'rico de verdade', 'gente metida a rica' e 'novos ricos'. Modestia a parte, nossa precisao e de 99%. Engracadissimo o que o pessoal faz pra mostrar status. Uma guria cover da Britney conseguiu caminhar com cinco marcas diferentes num conjunto caotico. Outros desfilavam com Nike e Gap com ares de milionarios. Pena que a Gap, la fora, seja uma baita C&A. So brasileiro acha aquilo o maximo.

Como diria o Falcao, ''eu sei que a burguesia fede mas tem dinheiro pra comprar perfume''...



Escrito por Kari às 11h25
[ ] [ envie esta mensagem ]


Feel the breeze deep on the inside,
Look you down into the well
If you can, you'll see the world in all his fire
Take a chance
(Like all dreamers can't find another way)
You don't have to dream it all, just live a day

Devo admitir que o Duran Duran me entende...



Escrito por Kari às 01h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


quando poodles não são bonitinhos

4h32 am

* rasp, rasp, rasp *

Estava eu toda toda na Times Square com a Anna, que contava, toda empolgada, como estava feliz com sua gravidez (!!!). E acordei com um barulho horrível:

* rasp, rasp, rasp *

Levantei a cabeça do travesseiro (aquele do ursinho Puff onde o Phil babava e eu herdei como babador cuti-cuti), ainda grógue e com pensamentos embaralhados.

* rasp, rasp, rasp *

Era o Harry. O poodle. Quando ele raspa a porta é porque quer alguma coisa. Levantei e lá estava ele com cara de tchongo assustado. Cheirou o pintinho e o fiofó (ele sempre faz isso para averiguar se tudo está no lugar) e começou a latir, a chorar e dar outros pitis. Entrei em parafusos! Primeiro fui ver se minha mãe estava bem. Estava. Depois ele passou pelo corredor todo agachado. Aí foi até o bidê. Ele queria beber água. E depois fez auê para que o levássemos no quintal. Queria fazer cocô mas tava com medo de ir sozinho.

Ok. Feito isso...

5h56 am

* tic tic tic tic *

Lá estava eu tomando café com o Viggo Mortensen em Montréal quando ele insistia que iria falar com o Phil. Porque me amava muito e estava enlouquecendo (sorry, Noêmia). E então...

* tic tic tic tic *

ARGH, ACORDEI!!!

* tic tic tic tic *

Barulho de patinhas de poodle na madeira. Um barulho frenético. Era a Tati - a poodle cega, caolha, senil, epilética que tem hérnia e hemorróida. Ela andava desesperada pelo meu quarto. Suspirei, olhei pro relógio. O barulho parou. Acendi o abajur e olhei pro chão: ela estava parada fazendo xixi no meu tapete. Um xixi compriiiiiiido e demoraaaaado. Estragaaaando meu tapete. Terminou e saiu aliviada pela fresta da porta.

* tic... ... tic ... ... tic ... ... *

Dessa vez caminhava relaxada, aliviada, feliz. Grrrr!!!



Escrito por Kari às 14h08
[ ] [ envie esta mensagem ]


fazendo merda

Mereço o troféu joínha. Cadastrei meu passaporte no consulado americano para agendar minha entrevistas, essas cousas. E acabei de descobrir que preciso de um passaporte com validade mínima de 5 anos para tirar o visto de múltiplas entradas do Canadá. Só que, para tirar o passaporte novo, preciso cancelar o antigo, pois o passaporte brasileiro tem validade de 5 anos, apenas e tirei o meu em 2001 pra ir pras "Zoropa".

E o antigo está correndo no consulado dos EUA. Vai explicar pros yankess que eu fiz essa cagada? O número do passaporte novo muda. Eu não sabia. BURRA!!! Agora preciso correr contra o tempo, ó céus. E rezar pros gringos não implicarem com duas Anas Karinas registradas no sistema e com passaporte diferente. Ó céus.

 

humor eu sou buuuuuuuuuuuuurra ouvindo o Seu Madruga na minha consciência... dizendo "buuuuurrrrrra" comendo jujuba, de tão nervosa que estou... porque eu ODEIO JUJUBAS bedendo nada lendo o site da "puliça" federal... pra tirar um novo passaporte, só porque eu tava gostosa na foto do primeiro nurdeando Ressaca Friends no domingo, pelo menos isso navegando site do Poupa Tempo, pra ver se corro contra o tempo vontade de contratar um secretário norueguês para corrigir essas minhas cagadas... Deusulivre. Mas também, porque o Canadá tem essas frescuras? Tinha que ser o país do Phil! Tinha que ser o Chaves, mesmo.



Escrito por Kari às 17h21
[ ] [ envie esta mensagem ]


cotidiano / to do list

- Fizemos o "família muda-se" no final de semana. Vendemos coisas que nem imaginávamos e ainda tiramos um bom dinheiro!

- Preciso resolver meu futuro profissional nessa semana. Preencher minha application pra GIA, ai que chique. E estudar muito, pois não será bolinho. Uma banana pra você, jornalismo brasileiro.

- Também preciso comprar ingressos pro show do Roberto Carlos, lá no Pacaembu. Dizem que esse será o especial de fim de ano da Globo. Logo, não posso perder o babado ao lado dos meus amigos e botar pra fora aquele lado brega e meloso que existe dentro de mim. Claro, poderia ser melhor: Sidney Magal, Amado Batista, Rita Pavone ou Pati Bravo.

- Ressaca Friends no domingo: nada melhor do que curar a ressaca pós-Rei num encontro de anime e Cavaleiros do Zodíaco. NURD! E lá vou eu... encontrar minhas companheiras de blog, as Zodiac Girls.

- Preciso, também, pensar em algo criativo pra dar de presente pro Phil. Em breve, dois anos de namoro. Sofridos mas beeeem amados, nuschkur-Allah.

- Renovar minha carteira de motorista, surtar com o visto americano e resolver mais mil imbroglios burocráticos estão na minha to do list da semana. Buááááá. Odeio o Poupa Tempo e bancos em geral como o diabo odeia a cruz. Mas ok... aproveito para ir até a Zara do Shopping Morumbi pra comprar roupa na sale de inverno. E ver gente bonita, claro.

- Enviar as cartas que escrevi. Pra Grace, minha amiga de Vancouver, pro Gabo, lá em Israel, pra Anna, em East Anglia e pro Schüler, aquele livro que prometi. Odeio correios.

- Limpar meu armário de roupas, sapatos e brinquedos. "It was about time", disse o Phil todo repimpão com minha iniciativa de dar um bye bye definitivo pras minhas Barbies. Cruel. :'(

- Fazer depilação. Dessa vez, com cera. Fiz uma sangria na perna há duas semanas. Não sei manusear uma gilete. E tentei passar roll-on na virilha, quase morri. Pazza!

- Fazer exames. Muitos. Uma bateria deles pra checar minha saúde, meus hormônios e dar um novo rumo aos meus calafrios hipocondríacos. E comprar meus remédios, claro.

- Agendar a dentista. O pior dos pesadelos depois da própria consulta.

Só de pensar nisso tudo... dá uma preguiiiiiiiiiiça...

humor maisomeno, ô cólica do diabo ouvindo rádio italiana comendo nada bedendo nada lendo um livro do Phil sobre o Taliban nurdeando Ressaca Friends no domingo! navegando e-mails vontade de contratar um secretário. Norueguês, de preferência.



Escrito por Kari às 12h59
[ ] [ envie esta mensagem ]


Viva o Adam Smith!

Depois de agüentar aquela lenga-lenga panfletária de PT, socialismo, MST e essas bostas por quatro anos (oras, estudo numa faculdade de jornalismo cheia de gente chineleira, descabelada e que adora artesanato), paguei um pau para a reação dos alunos de direito e da FEA da PUC quando provocados pelos tais grupinhos de "Zezinho Sem Terra" e "Mariazinha Revolucionária".

O grupo de xexelentos de Ciências Sociais (não todos, claro, só aqueles filiados ao POR e daí pra baixo) provocaram os alunos arrumadinhos com gritos, ofensas e provocações sobre mensalidade, igualdade social, MST e aqueles clichês todos. Os alunos limpinhos (futuros advogados, juízes, administradores, essa gente bonita e cheirosa) responderam à altura: mostraram as carteiras cheias de grana e gritaram "Viva o Adam Smith, seus pobres!".

A quintessência do politicamente incorreto. Tirei o chapéu.

 

e por falar em saudade, onde anda o DC?

Depois do polêmico chugato da "Associação dos Amigos e Colegas do Ex-Coordenador de Jornalismo" (hahahaha, como é gozado isso, dois dias se passaram e ainda não consegui parar de rir) no qual só se entra com o comprovante de depósito de 50 reais na conta de um certo ex-coordenador de jornalismo que não vou falar o nome porque "não sei quem é", me diverti lembrando dos velhos tempos: o Documento Cásper. E por falar em politicamente incorretos:

"Post-Scriptum (dia 26, 22h30) - Caio Tulio Costa interpreta poemas de Haroldo de Campos enquanto imagens congeladas de antigas séries televisivas, como Primo Cruzado, Caras & Caretas e Super Gatas, são projetadas sobre o ex-ombudsman. Ao fundo, um coro formado por 12 estudantes de Rádio e TV move os lábios como se estivesse cantando o hino do Rio Grande do Sul, mas sem emitir nenhum som. Cada um deles veste uma bata negra com uma letra gigante na altura do peito, um ao lado do outro, formando as palavras "Paulo Francis". Para assistir e contar para os netos."

Ah! Paulo Francis!

humor feliz, mas exusta, trabalhar no final de semana é du cacique ouvindo "It was a Very Good Year" - Frank Sinatra comendo nada bedendo água lendo guias de viagem para refrescar a cabeça nurdeando daqui a pouco, só navegando mais blogs vontade de abrir aquele Chateauneuf du Pape safra 1998 que dei pro Phil de aniversário... mas como  garrafa é dele... :/ triste de moi que não tenho $ pra comprar uma pra mim! Sou pobre, mas tenho muito talento pra ser rica. ;)



Escrito por Kari às 20h03
[ ] [ envie esta mensagem ]


Eid Mubarak!

E hoje começou o Ramadã.

TPM

Também começou hoje, grrrrrrr!

Níquel Náusea

Pelo menos eu ri na hora do café da manhã:

 

humor com a TPM  fortíssima, grrrrr ouvindo a empregada que não sabe falar, só berra, grrrrrrr comendo eu tô enjoada, grrrrrr bedendo Pepsi Light, porque estou com gases no estômago, grrr - é, sai de baixo! lendo jornal, grrrrrrr nurdeando as Zodiac Girls surtando com o UOL, grrrrrr navegando E-Bay, vendo como os gringos vendem coisas melhores do que as nossas, grrrrrr vontade de fugir disso tudo e viver isolada no Sumatra, com visitas periódicas do namorado para que eu não cultive aquele mau humor típico da abstinência, grrrrrrrrrrrrrrrrr!!! POIS JÁ ME BASTA ESSA MALDITA TPM!!! E O SILVIO BERLUSCONI!!!



Escrito por Kari às 11h42
[ ] [ envie esta mensagem ]


da série "minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá":  bares de fetiche de Montréal

Phil - (...) e lá em Montréal existem os bares de fetiche...

Kari - Bares de fetiche? Como assim?

Phil - Bares de fetiche, uai. Bares freqüentados por pessoas cheias de fetiche.

Kari - Hm. Mas até aí... estou no supermercado e posso estar ao lado de um taradão, homem! O que diferencia esse bar de fetiche dos normais? Porque acho que em todos os bares existem pessoas com taras, fetiches, doenças, verrugas, cacoetes...

Phil, contando até dez - Honey... o que diferencia esses bares dos outros é a forma de abordagem.

Kari - Como assim?

Phil - Você não iria gostar de ir a um desses sozinha.

Kari - Hm. Why?

Phil - Hm. Pensa num fetiche.

Kari - Meu? Nah...

Phil - Qualquer um, babe.

Kari - Hm... ok... Bondage! Hipoteticamente, claro.

Phil - Hm, sei. Então seria um bar meio S&M. Assim... se você fosse lá, com certeza a tratariam como uma dominatrix. Eles agiriam como seus escravos.

Kari - Humpf, você não perde uma pra me dar uma indireta dizendo que sou controladora, né?

Phil -  Jesus, Kari! Não é isso. É que você é alta com pinta de mulherão... chama a atenção.

Kari - Grazie, habibi. Mas o que eles fariam nessa abordagem? Lamberiam minha bota?

Phil - É, essas coisas aí, honey.

...

Odeio admitir. Mais uma vez o Sr. Phil estava certo. Eu jamais iria a um lugar desses sozinha. Sim, isso existe. Em Montréal. Alguém estava me falando da cidade amada e dividindo cada pedacinho comigo. Oh, sweety, that's why you're so special.

 

humor apaixonada, ainda mais ouvindo Radio Nostalgia - italiana, grazie Tatoca comendo nada bedendo água lendo nada nurdeando hoje não navegando blog da Tati com novo lay vontade de massaaaaagem



Escrito por Kari às 01h51
[ ] [ envie esta mensagem ]


quase lá

O layout novo não está pronto. Então peguei esse aqui emprestado lá no Templates by Marina. Sim, o lay é meio escuro e é difícil ler o texto. Mas, como já disse, é provisório. Os links estão maisomeno ainda porque não atualizei os brazzies overseas (vou sapecar mais alguns por lá - sim, Grace, percebi que você está no lugar errado). E porque meus amigos são cheios de mudar de endereço... né, Lóri? Né, Kao?

Ok, sem comentários do ar de "Marlon Brandson" do tiozinho do desenho. Nessas horas eu lembro da belíssima canção "Torero Cha Cha Cha" do Renato Carosone. Uôu!!!

feriado

Fomos até a casa de um pessoal do Mackenzie (sim, estudei lá, argh) para assistirmos o jogo do Brasil contra um desses países aí da América do Sul - acho que a Venezuela. Cinco a um, algo assim. Não vi o jogo. Chegamos lá nos três últimos minutos. Hm. E ainda tive que tomar Toddynho pra não ficar de porre e dirigir de volta. Mas não adiantou muito... com ou sem álcool (bebo raramente, odeio) eu fiquei meio assim ó.

Aproveitei para atacar a coleção de DVDs do Phil e aluguei mais alguns blockbusters do Stephen King. Filme cult? Eu, hein! O único Rohmer que vi no feriado foi o Simpson! Aliás... D'uh!!!

Também visitei minha amiga Mona lá em Diadema e conheci a família. Foi um dia ótimo, as irmãs dela são divertidíssimas e a mãe é especial. Sem falar que quase enfartei comendo kibe e sfiha a torto e a direito. E ainda provei o maravilhoso halabi da Dona Nada. Hmm. Tão bom que repeti. Mas não imaginava que ainda viria um bolo com café. E depois chocolate. Ah! Libaneses!

humor preguiçosa ouvindo heeeeey yaaaa, heeey yaaaa - estou cantarolando comendo depois de ontem, mais nada! bedendo chá lendo nada nurdeando hoje não navegando e-mails vontade de massagem



Escrito por Kari às 14h35
[ ] [ envie esta mensagem ]


update no blog - pesquisa respondam, please...

Estou preparando um novo layout. Depois de ter pandas zombeteiros, Shion de Áries, um visual amarelo cheio de blablablás e até background rosa, preparo um layout básico e sem maiores fanfreluches. Mostrei a preview pro Phil, ele gostou. Mas ele é fã de minimalismo. Sim, tô falando sério, será um layout clean.

Não agüento mais esse arco-íris...

O que vocês acham? Devo partir prum visu mais sério, continuar nessas meiguices de arco-íris (credo, isso tá parecendo o blog da Rainbow Brite), apelar pro blog de guriazinha ou estampar logo a bandeira do Líbano, aqui?

Links

Também estou reorganizando meus links. Tenho que adicionar N blogs novos que conheci e adorei, além de amigos que ficaram de fora (ah, desculpe, eu sou muito avoada). Novas categorias como brasileiros morando fora, blogs gringos que estão misturados e links com as coisas que eu leio. Bah, isso tá uma misturoca. Quer que eu adicione seu blog? Beleza, é só me mandar um e-mail (clica ali no envelope na coluna ao lado). Mas se for um blog nheco-nheco sem conteúdo e abarrotado de Hello Kitties, já aviso, ele será enquadrado na categoria "blog nheco-nheco cheio de Hello Kitties".

Outros blogs que freqüento e não estão listados serão adicionados automaticamente. "Caderno Dourado", "Dendimim" e outros estão nessa lista,

resumindo...

No duro eu só quero saber duas coisas: sugestões para o layout (minimalista, meigo, cor-de-rosa, guriazinha) e sugestão de links. O resto é surpresa. E até o fim do ano sai, espero. ;)

 

humor sono ouvindo o tchec-tchec da máquina de lavar comendo nada bedendo café lendo nada nurdeando hoje não navegando e-mails vontade de voltar pra cama, que bosta de dia.



Escrito por Kari às 13h51
[ ] [ envie esta mensagem ]


tinha que ser o Datena

O helicóptero foca um corpo no Rio Tietê. O Comandante Hamilton não sabe o que aconteceu. Ainda não há informações.

- Olha, uma pessoa desmaiada na beira do rio. Ou é um corpo? Olha, caiu um homem ali no Rio Tietê.

- Datena, é uma mulher. Mas ainda não temos informações.

- Aproxima a câmera aí.

- Olha, Datena, os bombeiros estão chegando no local...

- Não aproxima a câmera, ela pode estar desmaiada. Tomara que não esteja morta.

- O bombeiro agora vai colocar o corpo na maca.

- É o Brasil inteiro ligado no resgate dessa mulher que caminhava pelo Rio Tietê. Todos na expectativa, não é, comandante?

...

É... tenho que ver isso bem na hora do meu jantar. Que saudade dos Cavaleiros do Zodíaco no Cartoon Network, nesse horário.



Escrito por Kari às 18h31
[ ] [ envie esta mensagem ]


Grazie, Berlusconi

Ele deve ter nascido alguns séculos depois do Sr. Nuzzi da Caspirilo, mas as intenções e o modus operandi são semelhantes: Berlusconi, il patroni da Itália, completou muitos aninhos no último dia 29 de setembro ("ritual repetido todos os anos, sem falta" concluiria nossa sapientíssima assessora Antoniella Montelepre). Assim noticiou a Tati, leitora assídua de um dos blogs mais chistosos da internet: Silvio Berlusconi's weblog. "Mas não é feito por ele", explicou nossa assessora Montelepre, ah, que inteligência. Era melhor avisar, sacomé... Melhor que os posts (que me fizeram cair da cadeira de rir) são os comentários.

Disse o blog:

martedì, settembre 21, 2004

Fra 20 mesi saremo l'unico governo della storia repubblicana che avrà potuto governare per l'intera legislatura mantenendo così l'impegno con gli elettori mantenendo quello che era il nostro slogan: "La forza di un sogno: cambiare L'Italia". Nel 2006 lo slogan sarà "La forza dei fatti, l'Italia è cambiata".

E os comentários, digníssimos de nota:

"Mi consenta Silvio, perché non si ritira in privato in qualche ospizio, c'é la vedo bene sa? Briscoletta dei vecchi tempi, bicchierozzo di vino, che puoi mai voler di piú dalla vita? A vedere e creare il futuro e compito mio e de tutti i giovanni attivi e forti e sani, non credi?"

"Bravo Silvio, Brava CRI, Gino Strada Brucia All'inferno Codardo"

"Evviva, nel 2006 avremo finalmente la terza guerra mondiale, avremo Roma, Milano e le altre cittá bombardatte dagli yakee, avremo milioni di baluba nei semafori, avremo i nazisti, avremo la peste, la carestia, cosa ancora?"

"stravaffffffffanc..."

A popularidade dele está tão alta que até criaram um outro blog, também muito bom: Grazie Silvio!

 

eu peco, eu fresco, eu minto, eu caio em tentação, eu como carne de porco, eu juro o santo nome em vão

Doida para tirar férias da "Caspirilo", entrei numa correria doida pré-viagem para organizar a papelada de vistos, passagens e outras fanfreluches. Aí meu agente de viagem me ligou. Além de fazer chacota com meu último sobrenome (sou Ferreira, é, bêibes, os sobrenomes gringos ficam mais pro meio), disse o nome do hotel em que passaremos o nosso natal. Apertem os cintos:

WELLINGTON HOTEL

Aaaah, ninguém merece. Sim, nada contra o coordenador de jornalismo da Cásper Líbero, ao contrário, ele é super educado, um amor, gosto dele. Mas... haja, né? Se a conexão de internet for LAN, juraria que sonharia com o Laan. Mas é wireless, ufa. "Mas o hotel é perto da Broadway, do Central Park e é super legal..." - justificou a Bubu-mãe. A inocência da minha mãe é, muitas vezes, tão bonitinha!

Mas o que eu fiz para merecer isso? Ter a Cásper Líbero estampada em minhas férias? Será tudo isso uma resposta de Deus aos meus pecados? Das vezes em que menti, fiz intriga, falei mal dos outros, pratiquei coisas ilegais (calma, não sou maconheira, só dirigi com a permissão vencida), fiz piadinha com nossos irmãos israelenses, estadunidenses, argentinos, cariocas, canadenses, mexicanos, peruanos, síros, egípcios, sauditas, indianos, paquistaneses, afegãos, alemães, franceses, espanhóis, portugueses (acho que peguei pesado com meus ancestrais Ramos Ferreira), islandeses, finlandeses, suecos, russos, noruegueses, marroquinos, mongóis (oh, peguei pesado, perdão), chineses, japoneses, vietnamitas... Não sabia que a fornicação, a gula, a preguiça, a cobiça e a mentira fossem pecados tão ruins.

Ó Deus, perdão, perdão!!! Já estou me vendo no Canadá hospedada no hotel Charles Day, almoçando no Nuzzi's lá no Little Italy de NY, tendo crises de paranóia patológica vendo o Caio Túlio me seguir com uma tômbola de bingo. Oh, Deus, perdão, perdão!!!

 

humor que preguiça, que sono, mas tô feliz porque meu namorado agora é editor de features do That's Shanghai, lero-lero ouvindo o Datena comendo nada bedendo leite quente com mel lendo photojournaliste.ca - tô tão orgulhosa do meu bebê nurdeando estando eu e a Hilda no MSN, tivemos a capacidade de conversar por e-mail... sem comentários... nem bebentários (uuurgh) navegando aaah, cousas do Berlusconi vontade de errr... não dá pra falar o que eu quero agora, temos leitores com menos de 18 anos... ah Phil, tô orgulhosa!!



Escrito por Kari às 17h52
[ ] [ envie esta mensagem ]


iiiiiiica!

A Marta foi pro segundo turno, eca. Pelo menos o Serra será a oposição. Poderia ser pior. Poderia ser a Erundina. Votei pelo domínio libanês em São Paulo, claro. Pelo menos, até agora, está 46% pro joelho de gravata contra os 32% da botocuda de botox. Uuuurgh, que terror. Mas se fosse a Erundina, aí já tinha me mudado pra Cabrobró da Serra.



Escrito por Kari às 19h53
[ ] [ envie esta mensagem ]


árabes, judeus, lero-leros e outras fanfreluches

Sinto que precisava escrever um post assim. Há muito tempo. Desde que nasci e entendi que o libanês é árabe e "deve se revoltar contra as atrocidades de Israel", aprendi, automaticamente, que os israelenses são maus e comem criancinhas. Hm.

Em uma das minhas conversas com o Phil (que como revolucionário, escoteiro ou sei lá o que, também é pro-Palestina, pró-Líbano e pró-namorada libanesa) chegamos à conclusão de que criamos um esteriótipo quase tão violento quanto o próprio conflito. "Sou contra Israel e tenho uma amiga judia que é um amor, claro, porque ela não compactua com o governo de seu estado". Que frase mais cretina! E saber que um dia eu pensei assim me dá uma certa vergonha.

Desde sempre tive amigos judeus ótimos, maravilhosos. E que, independente de credo ou posição política, sempre foram amigos meus que dividiram glórias e fracassos ao meu lado. E se apóiam ou não Sharon não significa que concordem com o massacre dos meus antecedentes no sul do Líbano. Crer em seu próprio governo e em sua religião é tão humano como comer e beber. Oras, todos sabem a minha posição em relação ao Líbano - o que não significa, também, que me alegre com atentados terroristas, ao contrário.

Quem me conhece de verdade sabe que sou uma pessoa politicamente incorreta cheia de piadinhas, sim. Mas também sabem que sou contra qualquer forma de terrorismo ou violência. Não como libanesa. Não como cristã. Mas como ser humano.

Dizer que fulano é legal apesar de ser "árabe", "estadunidense" ou "judeu" é inaceitável da mesma forma que o Sr. Paulo Maluf disse que o Pitta era um "homem bom, além de ser negro". Desculpe se constrangi algum amigo em uma de minhas brincadeiras pró-árabe, ó céus, eu sou muito politicamente incorreta, reconheço e peço desculpas. E não apóio o Hezbollah e nem reconheço esta instituição como uma organização política. São terroristas, sim. Não são libaneses, não. São uns xiitas importados do Irã e ponto.

Amigos, inimigos, pessoas adoráveis e "fiosdaputa" nascem em todas as nações, sob qualquer religião.

...

O que me fez escrever tudo isso?

Conversava com meu amigo Gabo no MSN, uma pessoa muito querida (muito, muito, muito). Sim, já quebramos paus e arrancamos nossos respectivos rabos em peléias pra lá de assustadoras motivadas por política. Ele é israelense daqueles caprichados, cheios de opinião. E eu, libanesa de sangue italiano, bélica e, também, de opiniões fortes.

Então você conversa, berra, grita, xinga o Sharon, ouve elogios nada elogiosos ao Arafat. Se pudesse ainda dava uma cadernada nele, daquelas bem ardidas. A conversa acaba, damos risada, falamos da vida. Sim, eu adoro aquele guri. Mesmo assim. Simples, assim.

Nossas diferenças, nesse caso, estão longe de ser perigosas. Conversando com um judeu autêntico, daqueles roxos e de carteirinha, aprendi a enxergar que também há sofrimento do outro lado. E que existem árabes maus assim como israelenses maus e islandeses maus e canadenses maus.

Afinal, pra quê tanto ódio?

...

Aproveito, também, para demonstrar certo desagrado e insatisfação com piadas repetidas sobre ser "árabe terrorista". Sempre levei a piadinha na boa, até faço piada com minha própria origem. Mas, ultimamente, a coisa tem saído do limite.

 

humor feliiiiiiiz ouvindo Pânico na TV comendo nada bedendo kekou-kele, vulgo coca-cola lendo o blog do Gabo nurdeando nurdeei com o Phil, ontem a la família Soprano, nérde navegando tô vendo o Pânico na TV, peraí, ô vontade de viajaaaaar, Canadááááááá, Chiiiiiiiina, Nova Ioooooorque...



Escrito por Kari às 18h35
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]

 

ah!libanezza!




BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, HIGIENOPOLIS, Mulher, de 20 a 25 anos, English, Italian, Viagens, Livros, Fotografia


    

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing public photos from karinabu. Make your own badge here.

[ moody me ]


[ adoro ]
 23a. Idade
 3 Amiguinhos
 40 Graus Celsius
 Airline Meals
 Al Jazeera
 Ah, tá bom então!
 Bat Biscate
 Brasilsky Komsomolets
 Cabeça Errada
 Caboclo Sem Dente
 Carioca Virtual
 Ciência em Dia
 El Cronopio
 Historinha
 Daniel Becher
 Dusko Du Swami
 Dawn
 Indi(a)gestão
 Introspecthive
 É tudo puta!
 Fazendo a Mendiga
 Irea
 Estrupixels
 Jet Site
 Just Juste
 Fabriquinha de Clássicas
 Karinissima
 Flies in the Marketplace
 Lux-Religare
 Lonely Planet
 Lady Metal
 Gongados
 Madame Gongadera
 Made in Brazil
 Meu Ouvido Não é Penico!
 No Armário da Cá
 Pensar Enlouquece
 Perez Hilton
 Pururuque-se
 Que Pressão é Essa?
 Querido Leitor
 Sajid and Zeeshan
 Santos no Inferno
 Sedotec
 Seung Ju
 Sarajane
 Shoe Me!
 Sorry Periferia
 Stonned Bunny
 Strange Maps
 Technicolor Kitchen
 Te dou um dado?
 Tony Góes
 Modellón
 Tudo Pode Virar Crônica
 Uma Questão de... (Angola)
 Uniform Freak
 Viaje na Viagem
 Yalla!
 Oh Pakistan!
 Yuppie Guy



[ adote, doe ]
3 Amiguinhos
Anjos para Adocao
Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos - flog
Kantinho dos Peludos Novidades Bichos
Quero um bicho!
Vamos Ajudar!
Vittorio!







My 43 Places

[ brazzies overseas ]

23a. Idade
Astarojna
Balzakiana
Farofa na Neve
Meu Cantinho
No Armario da C?
O Imigrante ? um Forte
Pensamentos e Poesias
Shanghai Pudong - GRU

 


[ fun ]

Alan Sieber
Caco Galhardo
Camilla Eriksson
Kibe Loco
Maitena
N?quel Nausea
Radicci
Sarajane Fotonovelas
Sherman's Lagoon
The Far Side


[ fratelli d'Italia ]

Blob of the Blogs
Diario di Periferia
Grazie, Silvio
Il Tao del Blog
Momoblog
Se me lo Dicevi Prima
Silvio Berlusconi
Uiall?ll?
Voglia di Terra
Zoomata


[ links ]

Aria Database
Bayerische Staatsoper
Dawn
Fodor's
Footprint
Frommer's
Geoeconomy
Lonely Planet
Panrotas
Plastic.com
Reporters Without Borders
Robert Fisk
Rough Guides
World Newspapers
World Press Review
The Opera Critic
Trek Lens
Tripmates
World is Round



 



[ once upon a time ]

- 01/07/2008 a 31/07/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008
- 01/05/2008 a 31/05/2008
- 01/04/2008 a 30/04/2008
- 01/03/2008 a 31/03/2008
- 01/02/2008 a 29/02/2008
- 01/01/2008 a 31/01/2008
- 01/12/2007 a 31/12/2007
- 01/11/2007 a 30/11/2007
- 01/10/2007 a 31/10/2007
- 01/09/2007 a 30/09/2007
- 01/08/2007 a 31/08/2007
- 01/07/2007 a 31/07/2007
- 01/06/2007 a 30/06/2007
- 01/05/2007 a 31/05/2007
- 01/04/2007 a 30/04/2007
- 01/03/2007 a 31/03/2007
- 01/02/2007 a 28/02/2007
- 01/01/2007 a 31/01/2007
- 01/12/2006 a 31/12/2006
- 01/11/2006 a 30/11/2006
- 01/10/2006 a 31/10/2006
- 01/09/2006 a 30/09/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006
- 01/03/2006 a 31/03/2006
- 01/02/2006 a 28/02/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/08/2004 a 31/08/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004
- 01/05/2004 a 31/05/2004
- 01/04/2004 a 30/04/2004
- 01/03/2004 a 31/03/2004
- 01/02/2004 a 29/02/2004
- 01/01/2004 a 31/01/2004
- 01/12/2003 a 31/12/2003
- 01/11/2003 a 30/11/2003
- 01/10/2003 a 31/10/2003
- 01/09/2003 a 30/09/2003
- 01/08/2003 a 31/08/2003
- 01/07/2003 a 31/07/2003
- 01/06/2003 a 30/06/2003
- 01/05/2003 a 31/05/2003