O que é que foi, que é que foi, o que é que há?

Que rééééiva!!!

Exercício de paciência: vá até o site da embaixada estadunidense e leia, por simples diversão (ou não), o formulário para requerer o visto americano. Cheio de taxas, informações adicionais e outras fanfreluches. Uma entrevista a ser marcada que faz arrepiar qualquer cristão. E horários para cada tipo de requerimento. E eu que achava que metódicos eram os suíços!

Adorei as perguntas:

- Você pertence a que clã ou tribo? (meu sonho é ter uma Cherokee... ok, essa foi PÉSSIMA)

- Você pratica hobbies perigosos como tiro? Tem algum conhecimento em ciência nuclear ou manipulação de artefatos biológicos e químicos? (eeeeu???)

- Você está ligado ou financia algum grupo terrorista? (er....)

- Quais foram os países em que você esteve? Quando e por que? (ai ai ai, o que vou dizer sobre a Bulgária?)

- Já cometeu crimes de guerra? Já praticou assassinato? (er...)

...

Não sei qual é a finalidade dessas perguntas. Ou os terroristas do onze de setembro preencheram essa ficha dizendo "sim, somos financiados pelo Al Qaeda e vamos bombar nos States"??? O cara que planeja um atendado responderia isso??? Chega a ser engraçado. Mas não posso rir. Devo estar firmona na frente do cônsul. Também perguntaram a minha cor, pediram meu extrato bancário, querem saber se tenho algum bem em meu nome. E ainda sou latina, árabe e ítalo-americana. Reúno três belas periferias de Nova Iorque em uma só guria, oigatê!

É nessas horas que eu me apaixono mais e mais pelo Canadá e pela China, o país com o consulado mais simpático e bonitinho de Sampa!



Escrito por Kari às 15h47
[ ] [ envie esta mensagem ]


Kfarhouna Archives - Fernando Vives, quem te viu e quem te vê...

Quando vi o post fotojornalístico do Sr. Vives (aquele pestista) menoscabando as opções um tanto PSDBeístas daqueles que gostam do Sr. Alckmin, decidi investigar a infância deste senhor que adora fazer galhofa com os não-petistas. Em ritmo de googled photojournalism (essa nem o photojournaliste.ca conhece) apresento aqui aquilo que o senhor tanto escondeu.

eu sabia que esse seu quê de Hector Bonilla viria de algum lugar ;)

Gravou um disco e escondeu dos colegas? Pena que meu treinamendo (naquela instituição que nomeia meu link no teu blog) me ensinou a arte do googled photojournalism. Depois dessa mereço um Pullitzer. E você um Emmy. Latino, claro. :)

 

humor caloooor  deusulivre! ouvindo nada comendo nada bedendo café lendo economist.com nurdeando escrevi fic, uhu, e com a Tati navegando blog do Vives, oras! vontade de fééééérias!!!!



Escrito por Kari às 13h18
[ ] [ envie esta mensagem ]


útlima do Allan Sieber

Sem comentários, chorei de rir em plena manhã de segunda-feira.

 

 falando de Jesus...

Encontrei uma comunidade sensacional no Orkut: Eu Tinha Medo do Jesus do SBT. Nossa, que hérnia!!! Quem não se lembra daquela imagem de Jesus Cristo que precedia a 'Semana do Presidente' (aquele troço que noticiava as peripécias de Sarney)?

Enquanto a imagem de um homem personificado como o filho de Deus era mostrada, uma voz ao fundo dizia: "paz, amor, fé, união, luz e esperança não são apenas palavras. Você tem certeza de que já fez tudo o que podia pelo seu semelhante? Pense bem, pois um dia vamos nos encontrar. E eu gostaria muito de poder chamá-lo de MEU FILHO".

Ok. Agora vocês perguntam: mas quem eram os tchongos que tinham medo disso? Pois bem, eu tinha. Em especial porque assistia na casa da minha tia em São Vicente, um lugar mórbido com revistas médicas cheias de imagens de cirurgias e um pessoal "daqui ó". E pelo Orkut vi que não era a única: muitas crianças daquela época ainda têm pesadelos com esse texto até hoje e juram que o ator que o interpretava ainda dava uma piscadela no meio da vinheta. Mas nada supera o meu terror quando ele dizia "pense bem, um dia vamos nos encontrar".

Que medo!

 

humor caloooor  deusulivre! ouvindo nada comendo nada bedendo café lendo meu TCC, hahaha, ou o que saiu dele nurdeando quero escrever fic!!! navegando blogs, sacomé, procrastinação vontade de dormir, dormir, dormir.



Escrito por Kari às 10h54
[ ] [ envie esta mensagem ]


livros, livros, livros, papéis, papéis, papéis

Estamos montando um "família muda-se" no apartamento da minha avó, que faleceu em maio deste ano. Nossa intenção é vender o apartamento e sairmos desse bairro cheio de poodles e velhinhas que criam poodles. Algumas lembranças são boas, muitas não. Aquele lugar viveu muitas histórias. Creio que está na hora de colocar um ponto final em certas coisas e seguir de cabeça erguida. Já diria o Falcão que "sábia é a vaca que segue cagando e andando pra não fazer ruma".

No ritmo de "limpar, vender e organizar" tudo, extendemos a faxina para o nosso próprio apartamento. Parte dessa filosofia de "preciso de pouco para viver" tive que aprender com o Phil, acostumado a viver em muitos lugares do mundo.

Começamos a limpar nossos livros. Vender o que não queremos mais. Reduzi nove prateleiras de obras em três. Dei adeus a todos os meus queridos livros de infância, desde o deprimente "Flicts" do Ziraldo até os insuportáveis romances nhenhenhéns de Jose de Alencar que li por obrigação para o vestibular e para a escola.Que delícia foi me livrar do insuportável "A Moreninha", "Amor de Perdição" do chatíssimo Camilo Castelo Branco e dar aquele bye bye definitivo pro Eça de Queirós.

Ao mesmo tempo, que alegria em reencontrar o catatau de "Os Lusíadas" (sim, eu li o livro em versos mais de algumas dezenas de vezes), os maravilhosos poemas de Álvares de Azevedo e a escrita chistosa de Gregório de Mattos. Também reencontrei ótimos títulos dos Veríssimos (o pai e o filho, meu favorito) e meu querido "Bobo" do Alexandre Herculano.

Relembrei a infância com a história em quadrinhos "Pantanal" da Claudia Levay, livros sobre biologia marinha, meus atlas (era doida por eles), aquele livro "Olho Mágico" que você olhava por alguns segundos e via imagens em 3D (nunca vi nenhuma, só ficava vesga e com dor de cabeça), livros de astrologia e mitologia grega para crianças. Todos os infantis irão embora. E os meus Atlas? Comprarei novos bem mais atualizados na minha próxima viagem.

Também irão as minhas queridas apostilas do Anglo, meus fichários (minhas anotações de biologia eram verdadeiras obras de arte: coloridas, detalhadas e didáticas), minhas provas de história aprovadíssimas com dez. De tudo isso só restou o Antoine de Saint-Exupery.

O Salman Rushdie ficou. Uma surpresa do meu namorado que se apaixonou por mim da mesma forma que os personagens do livro. Ficaram as edições em inglês e português - pois quando conheci o Phil a tradução ainda não estava disponível. Ler Rushdie em inglês não é bolinho.

Empacotei, também, os textos da faculdade. Apostilas de sociologia, cultura brasileira, comunicação comparada (sorry LM), língua portuguesa (ah, Nanami, desculpe), jornalismo cultural. Tudo isso passou. A nostalgia às vezes pode ser perigosa e não quero reviver o passado mesmo tendo ele sido tão bom. Estou orgulhosa das minhas três prateleiras enxutas. E ainda me questiono se voltarei a ler "A Regra do Jogo" (Cláudio Abramo), "Cem Anos de Solidão" (G. G. Marquez), "Os Bucaneiros" (Edith Warthon), "As Sandálias do Pescador" (Morris West). Não, não vai dar tempo.

Ainda bem.

 

humor não agüento mais esse TCC ouvindo Bach comendo nada bedendo água lendo meu TCC nurdeando quero escrever fic!!! navegando bem que queria vontade de dormir, dormir, dormir.



Escrito por Kari às 17h53
[ ] [ envie esta mensagem ]


TCC, ninguém merece

É assim, sempre. O prazo está diminuindo e aos poucos vou surtando pois sei que não darei conta do recado. As fitas, decupadas, não fazem sentido. Você não consegue ligar uma frase a outra. Nada parece ter explicação. O sol brilha lá fora. Calor. Vontade de pegar o carro e descer para a praia. Ou dar uma volta e tomar um sorvete. Ou abrir um blog aqui, checar e-mail ali. E o tempo passa. O desespero aumenta. A concentração inexiste. O pânico chega. Um surto de choro, um desequilíbrio emocional jamais experienciado. Isso é um TCC. Já organizei meus arquivos no computador, já limpei minha mesa. E aos poucos vou me dando conta que não sou tão poderosa como imaginava ser...

Estou bloqueada há dias. Na iminência de mandar algumas coisas para a ponte que partiu. E pra piorar: hoje tem prova de Ética. Ninguém merece!

humor besta ouvindo poodles neuróticos comendo nada bedendo água lendo um livro sobre dança do ventre para o meu TCC nurdeando quero escrever fic!!! navegando I wish I was vontade de dormir, dormir, dormir.



Escrito por Kari às 14h37
[ ] [ envie esta mensagem ]


paulistanas on the beach

Saí do meu curso de chinês toda serelepe com aquele solzão que estava brilhando em Sampa. Não dava pra ficar por aqui rabiscando meu TCC num dia daqueles. Tive um insight e liguei para a Celena, minha companheira de aventuras e programas de índio (ou indiadas, como diriam os gaúchos, aqueles pândegos). "E aí, Cê? Vamos tomar um sorvete?"... "Onde? Que tal Santos?" ... "Te pego no metrô daqui a pouco, tô saindo".

 

 

Enfrentei uma verdadeira odisséia para chegar até o metrô Vila Madalena (eu odeio a Marta Suplicy) e lá fomos nós errando caminhos desde a Heitor Penteado até a Imigrantes. A previsão era de sol, calor e ótima visibilidade nas estradas. Ao colocar os pneus do meu Siena na Imigrantes, Zeus se enfureceu com os ares "yay vamos farofar em Santos" e decidiu brincar conosco.

 

 

O céu estava super escuro quando estacionamos no canal 1, na saudosa Barão de Penedo (ao lado do orquidário e do Edifício Querência). Caminhamos até a sorveteria Royal para tomar um sorvete básico do tamanho de uma refeição. Até aí o céu já estava super escuro. Esticamos até a praia devidamente vestidas com calça, tênis e camisas de gringas trocando informações em inglês com sotaques british (o dela) e turkish (o meu, né bêibes). Ventava a valer e uns pingos enormes caíam em nossas cabeças, daqueles que dóem e apenas um é capaz de te estragar a escova. Ugh!

 

 

A praia estava vazia. Era hora de sairmos dali e parar de pagar mico como gringas. Continuamos o passeio de carro. São Vicente, Ilha Porchat, Ponte Pensil. Fizemos vídeos e fotos para editar depois no computador a la Baraka (sim, somos nérdes). Peguei um baita congestionamento no centro de São Vicente, um lugar horroroso, ninguém merece.

 

 

Voltamos para Santos. O tempo havia melhorado e estacionamos. Caminhamos até o pier lá na ponta da praia para ver os navios saírem e chegarem do porto de Santos. Barcos, escunas, navios de carga, navios enooooormes que transportavam grãos e exclamações ufanistas de minha amiga Celena: "leve nossa soja!". Sentamos em um barzinho ali mesmo para petiscar algumas porções e beber algo antes de voltar para Sampa.

 

 

Não há nada mais esnobe do que paulistano fora de casa: a comida nunca é boa, o lugar nunca é legal e tudo é melhor em São Paulo. Pena que essa nossa crença seja uma verdade. Depois de comermos uma lula estranha (e conversarmos com ela durante toda a viagem de volta em nossos respectivos estômagos), voltamos para Sampa em meu karimóvel fazendo mais vídeos no porto, navios indo e vindo no pier, estrada, avenidas cheias de palmeiras e outros locais. Ô diversão das boa!

Também ouvimos o mesmo CD no repeat várias vezes, já que meu toca-CDs está sem a frente (fui roubada) e funciona com um lápis enfiado. Ah... como duas paulistanas legítimas, também sabemos nos divertir em qualquer lugar e em qualquer situação.

* fotos by me

 

humor péssimo  por causa do TCC ouvindo a Maria falando sozinha comendo chocolate japonês bedendo calpis lendo jornal nurdeando quero escrever fic! navegando blogs vontade de domir e fazer outra farofa em Santos!



Escrito por Kari às 13h30
[ ] [ envie esta mensagem ]


fique de olho!

Esse aí é o Paulinho Vesgo. Ele propõe a criação de um dia do orgulho gay, diz que vai defender as minorias na câmara, defende a união civil entre homossexuais e quer criar uma casa de amparo, confraternização e realização de festas entre os gays da região - além de ser "torcedor fanático e símbolo da torcida do Guarany".

Tudo ok se ele não fosse candidato a vereador em Bagé, no Rio Grande do Sul.

 

humor exausta  ouvindo a TV comendo nada bedendo nada lendo  "Guia da Ópera" nurdeando não... meu TCC está me deixando louca navegando photojournaliste.ca - adivinha quem fornece tanta pauta pro moço? vontade de dormir... muuuito



Escrito por Kari às 23h31
[ ] [ envie esta mensagem ]


respostas cretinas, respostas mais toscas ainda

 Mas porque você fez isso? (ao pintar o cabelo de uma cor qualquer)

Para ficar mais feia e deixar de ser alvo de inveja.

 Karina, o que aconteceu com o seu cabelo? (pergunta maldosa quando fiz um reflexo cor-de-rosa)

Fui para Chernobyl, bêibe. E voltei assim.

 Karina, porque você estuda chinês?

Não tinha vaga no curso de cerâmica, aí...

 Karina, porque você não estuda alemão, francês, italiano ou outra língua mais normal?

Talvez porque eu já tenha estudado alemão, francês, italiano, árabe, gaélico escocês, romeno, finlandês e polonês. Ou outra língua mais normal.

 Karina, como você consegue namorar um gringo? Você fala a língua dele?

É só sexo. E quem disse que não sou fluente em canadensês?

 Karina, mas você entende o inglês que eles falam nos filmes e nos noticiários?

Só quando eles falam the book is on the table.

 Karina, mas... e como você se comunica com seus amigos estrangeiros e seu namorado?

The book is on the table, oras. E sexo. Não necessariamente nessa ordem.

 Karina, porque você estuda jornalismo? (ah, pergunta campeã de dinâmicas de grupo)

Porque quero ser jornaleira, oras!

 Karina, em que você poderia contribuir trabalhando nessa empresa? (ah, RH!)

Olhe para o meu decote, olhe para o meu decote!

 Karina, quais são as suas três melhores qualidades?

Olhe para o meu decote, olhe para o meu decote, olhe para o meu decote!

 E aí, você tá bem? (Após cair da escada da Cásper Líbero e me estatelar no chão como uma jaca caída do pé)

Claro, estou ótima. Se não fosse minha fratura exposta no fêmur, voltaria saltitando para casa.

 Karina, então quer dizer que você é árabe? Mas você não daquelas que apóiam terrorista, né?

Peraí, deixa eu consultar o manual do Hezbollah para averiguar a resposta estrategicamente correta para tal questão...

 Mas o que você vai fazer lá? (pergunta recorrente nas épocas em que viajo)

Vou me prostituir, oras.

 Mas na China eles comem cachorro... você comeria um cachorro?

Adoro cachorro-quente, oras, porque não experimentaria o meu poodle no espetinho? Hmmmm... Harry, vem cá...

 Mas pq você foi pra Bulgária?

Porque eu não tinha dinheiro pra ir pra Disney.

 Mas você não ficou com medo na Turquia? Medo de te raptarem, de te levarem pr'um harém no meio do deserto...

Realmente, você tem razão. Porque a Turquia fica ali do lado do Sahara mesmo... e como turcos e árabes são a mesma coisa, vai saber o que poderia acontecer comigo. Uhu, que medo, nunca mais irei pra lá!

 Pra que gastar essa grana pra ir pra fora quando você pode viajar pra Porto Seguro?

É verdade. Pra que gastar uma nota para conhecer locais cheios de história e cultura como Florença ou Xi'An se posso ficar no nordeste dançando "cara caramba cara-cara-ô" no meio daquele povo tão simples e promíscuo? Bahia, here I go.

 * agradecimentos especiais: Hilda!

humor na TPM  uhuuu ouvindo o pedreiro e a empregada berrando - eles não sabem conversar comendo um chocolate japonês ruim a valer que comprei no Marukai, parece manteiga de cacau bedendo nada lendo textos de economia nurdeando queria estar nurdeando agora navegando e-mails vontade de dormiiiiir



Escrito por Kari às 13h20
[ ] [ envie esta mensagem ]


o chokito

Lá estava eu toda cheia de frescurinhas no meu Siena, ali no retorno da Avenida Dr. Arnaldo no Pacaembu. Eis que vejo um homem negro vestido de preto deibaixo desse solão. Ele caminha até a árvore, abre a calça e... shhhhh. Xixa tudo. Uó, uma porqueira só. 

Desviei o olhar da cena ultrajante e a fila de carros em que estava começou a andar. Ah, que bom, passei pela árvore e o perdi de vista. Uns cinco minutos depois, olhei no retrovisor e vi o mesmo cara vendendo Chokito no farol. Ecaaa! Morri de nojo. Ele já estava chegando no meu carro quando o farol abriu. Ufa. Imagina se ele viesse me vender o Chokito?

Haja!

humor exausta ouvindo "Woke up this Morning" - a abertura dos Sopranos comendo um coco bedendo nada lendo um livro novo aí do John Gray, saudoso + História dos Infernos by Georges Minois + História da Arte do Gombrich, sim, aquele nurdeando visitei o nurd do Lucas no Villa Lobos navegando post de 11 de setembro do Phil vontade de colo do Philippe + férias + chocolate... que NÂO seja Chokito



Escrito por Kari às 17h00
[ ] [ envie esta mensagem ]


uó day

Começou a meia noite quando coloquei dei beijinho de boa noite na Bubu antes de dormir, desliguei a TV e apaguei a luz. Desviei do poodle número 1 (a Tati, a ceguinha, caolha, epilética que tem uma hérnia e uma hemorróida) mas tropecei no poodle número 2 (o Harry, aquele cão mimado e temperamental). Eis que ouvi um grunhido e senti uma mordida na batata da minha perna. Ouch! Tão pequeno e fez tanto estrago. Passei a noite mancando.

99 Luft Ballons

Amanheceu, entardeceu. Em São Paulo, uma fuafa insuportável de 32 graus. Lá fui eu enrolar os quadros no plástico bolha (é, vendi meus Mecatti, bêibes) e tive aquele insight quando vi aquele rolão de plástico na minha sala: me enrolei  naquilo e decidi rolar no chão da sala para estourar tudinho. Bah, que decepção. Só estourou quando caí de bunda no chão e me ajoelhei para levantar. E quando me desenrolei... estava enxarcada de suor porque aquela coisa é uma estufa. Uma porquera só. Lá fui eu pro banho.

Ah sim, estou orgulhosa de ter feito a coisa mais estúpida do ano. Grazie. Quando me perguntarem "qual foi a experiência mais imbecil da sua vida" já terei uma resposta na ponta da língua.

 

humor cansada  ouvindo nada comendo nada bedendo nada lendo um livro novo aí do John Gray, saudoso + História dos Infernos by Georges Minois + História da Arte do Gombrich, sim, aquele nurdeando ah como queria nurdear agora navegando e-mails vontade de colo do Philippe + férias



Escrito por Kari às 23h37
[ ] [ envie esta mensagem ]


piano, piano... se va lontano

Lembro da minha avó que dizia "piano, piano... se va lontano". Sim, a Dona Diva era uma italiana sabida e letrada e hoje entendo muito bem o que ela queria dizer. Aí encontro uma pérola do meu querido Falcão e digo a todos... bah, como queria ter escrito os tais versinhos, que posto com carinho no meu blog para comemorar o 7 de setembro (claro que vai ter post especial pro dia 11, também):

Sim, eu já tomei um inseticida
Pois eu adoro essas comidas
Que vêm pra gente, lá dos EUA
Ora, mas se o que é bom pros Estados Unidos
Não vai ser bom pro povo esgalambito
Enfraquecido, que nem nós

Nóis devia agradecer era a boa vontade
Deste povo amigo que, com caridade
Só querem ver é o nosso bem estar
Quero deixar registrada minha gratidão
A essa grande organização denominada FMI
Composta de homens íntegros e justiceiros
Que em matéria de dinheiro
É só quem sabe administrar


Vou-me embora desta terra
Let's go negrada
Se um dia eu me der bem
É mesmo que nada

Don't go, don't go away
Please don't go, don't go
 

Não entendeu o que o piano tem a ver com o Falcão? Ah, deixa pra lá... e vá consultar o que significa piano no dicionário italiano porque eu sou besta demais pra falar.

humor mais explosiva que o Heabollah, bêibes  ouvindo "Everybody Knows" - Leonard Cohen comendo banana bedendo suco de morango lendo um livro novo aí do John Gray, saudoso + História dos Infernos by Georges Minois + História da Arte do Gombrich, sim, aquele nurdeando li o terceiro mangá do Episódio G dos Cavaleiros do Zodíaco numa ida ao banheiro navegando e-mails vontade de viajar



Escrito por Kari às 23h31
[ ] [ envie esta mensagem ]


Mi-amintesc de ochii tei / Saudades dos teus olhos

 mp3?

Nova febre na América do Norte e Europa: O-Zone - Dragostea din tei. Música romena de uma bandinha ali daquelas localidades (não tenho certeza se é da Moldávia ou da Romênia). Grudenta e bizarra. Descobri a pérola na Rádio Kixnet (sim, aquela franco-canadense em que o Phil tem seu programinha às quartas), coisa do dono, Louis Amik, simpatissíssimo e que descobre cada coisa...

Ma-ia-hiiii, ma-ia-huu, ma-ia-hoo, ma-ia-haa...

É, a música é estranha mas gruda. Tão estranha que um dos ouvintes da rádio mandou um vídeo em que aparecia cantando e dançando. Era um alemão e, ao final da canção, ele quebrou um vinil na cabeça. Baixei a iguaria no E-Mule só por causa do idioma. Estou apaixonada. Vamos à tradução?

Alo, salut, sunt eu, un haiduc

Alô, olá, sou eu, um machão

Si te rog, iubirea mea, primeste fericirea

E eu rezo, minha amada, abrace esta felicidade!

Alo, alo, sunt eu, Picasso

Olá, olá, sou eu, Picasso

Ti-am dat beep (beep, beep), si sunt voinic

Você ouviu meu bip (pipi, pipi), sou eu, estou elegante.

Dar sa stii nu-ti cer nimir

E tenha certeza, sou um altruísta

refrão

Vrei sa pleci dar nu ma, nu ma iei,

Você parte mas não me leva contigo,

Nu ma, nu ma iei, nu ma, nu ma, nu ma iei.

Você não me leva, você não me leva, você não me leva.

Chipul tau si dragostea din tei,

O amor eu guardo em minha memória debaixo de uma tília,

Mi-amintesc de ochii tai.

E me lembro dos seus olhos.

É. Quase um Shakespeare. Baixe no E-Mule, Kazaa, Soul Seek ou Morpheus mais próximo de você.

  se quiser baixar, clica no headphone

 

 Ou se preferir... a versão em alemão também é deveras chistosa:

 

Hallo, salut!, ich bin's - dein Held hahaha

Meine Liebe, nimm bitte das Glück entgegen!

Hallo, hallo, ich bin's - Picasso!

Ich habe Dich angepiepst und bin tapfer

Aber du musst wissen, dass ich nichts (wirklich) verlange.

refrón

Du willst gehn, aber du nimmst sie mir nicht mehr,

Nimmst sie mir nicht mehr, nimmst sie mir nicht mehr.

Dein Antlitz und die Lindenbaumliebe,

Ich erinnere mich an deine Augen.

 

humor felice  felice ouvindo "Nu ma, numa iei, nu ma, numa, numa, numa iei" comendo nada bedendo Mupy de morango lendo um livro novo aí do John Gray, saudoso + História dos Infernos by Georges Minois + História da Arte do Gombrich, sim, aquele nurdeando ontem fui no Anime Fantasy pra conhecer as Zodiac Girls... amei! navegando lendo sobre o Putin que tá putinho com os tchetchenos (ou chechenos?) vontade de mousse de chocolate com gianduia ou o tiramisu da Famiglia Mancini, huuummmm...



Escrito por Kari às 18h44
[ ] [ envie esta mensagem ]


Sabão Cra Crá

Tomem cuidado com esses sabonetes de hotéis e hospitais. Sim, esses pequenininhos que a gente põe na mala pra levar de lembrança. Estava eu toda Gina Lollobrigida a tomar meu banho no Hospital Oswaldo Cruz quando resolvi brincar com a minha pele de pêssego mais suave que bumbum de bebê. Tomei banho com aquele sabonetinho maldito com cheirinho de erva-doce (eca, eu odeio erva-doce).

Resultado? Tô me coçando inteira até agora... E como coça essa merda, diacho!

humor grrrrrr   ouvindo "Te falei que os pediatra é o doutor responsável pela saúde dos pé, o zoísta cuida dos zóio e os oculista Deus me livre nunca vão mexer no meu" - Mamonas Assassinas comendo o Honey Nuts que o Philippe esqueceu no meu armário bedendo leite lendo um livro novo aí do John Gray, saudoso nurdeando vou no Anime Fantasy, uhuuu navegando no blog do meu namorado fashion que agora é fotógrafo xuxu beleza e vai ficar rico pra comprar um diamante azulado pra Bubu aqui vontade de comer comer, comer comer...  é o melhor para poder crescer... pro lado!



Escrito por Kari às 20h05
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]

 

ah!libanezza!




BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, HIGIENOPOLIS, Mulher, de 20 a 25 anos, English, Italian, Viagens, Livros, Fotografia


    

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing public photos from karinabu. Make your own badge here.

[ moody me ]


[ adoro ]
 23a. Idade
 3 Amiguinhos
 40 Graus Celsius
 Airline Meals
 Al Jazeera
 Ah, tá bom então!
 Bat Biscate
 Brasilsky Komsomolets
 Cabeça Errada
 Caboclo Sem Dente
 Carioca Virtual
 Ciência em Dia
 El Cronopio
 Historinha
 Daniel Becher
 Dusko Du Swami
 Dawn
 Indi(a)gestão
 Introspecthive
 É tudo puta!
 Fazendo a Mendiga
 Irea
 Estrupixels
 Jet Site
 Just Juste
 Fabriquinha de Clássicas
 Karinissima
 Flies in the Marketplace
 Lux-Religare
 Lonely Planet
 Lady Metal
 Gongados
 Madame Gongadera
 Made in Brazil
 Meu Ouvido Não é Penico!
 No Armário da Cá
 Pensar Enlouquece
 Perez Hilton
 Pururuque-se
 Que Pressão é Essa?
 Querido Leitor
 Sajid and Zeeshan
 Santos no Inferno
 Sedotec
 Seung Ju
 Sarajane
 Shoe Me!
 Sorry Periferia
 Stonned Bunny
 Strange Maps
 Technicolor Kitchen
 Te dou um dado?
 Tony Góes
 Modellón
 Tudo Pode Virar Crônica
 Uma Questão de... (Angola)
 Uniform Freak
 Viaje na Viagem
 Yalla!
 Oh Pakistan!
 Yuppie Guy



[ adote, doe ]
3 Amiguinhos
Anjos para Adocao
Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos - flog
Kantinho dos Peludos Novidades Bichos
Quero um bicho!
Vamos Ajudar!
Vittorio!







My 43 Places

[ brazzies overseas ]

23a. Idade
Astarojna
Balzakiana
Farofa na Neve
Meu Cantinho
No Armario da C?
O Imigrante ? um Forte
Pensamentos e Poesias
Shanghai Pudong - GRU

 


[ fun ]

Alan Sieber
Caco Galhardo
Camilla Eriksson
Kibe Loco
Maitena
N?quel Nausea
Radicci
Sarajane Fotonovelas
Sherman's Lagoon
The Far Side


[ fratelli d'Italia ]

Blob of the Blogs
Diario di Periferia
Grazie, Silvio
Il Tao del Blog
Momoblog
Se me lo Dicevi Prima
Silvio Berlusconi
Uiall?ll?
Voglia di Terra
Zoomata


[ links ]

Aria Database
Bayerische Staatsoper
Dawn
Fodor's
Footprint
Frommer's
Geoeconomy
Lonely Planet
Panrotas
Plastic.com
Reporters Without Borders
Robert Fisk
Rough Guides
World Newspapers
World Press Review
The Opera Critic
Trek Lens
Tripmates
World is Round



 



[ once upon a time ]

- 01/07/2008 a 31/07/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008
- 01/05/2008 a 31/05/2008
- 01/04/2008 a 30/04/2008
- 01/03/2008 a 31/03/2008
- 01/02/2008 a 29/02/2008
- 01/01/2008 a 31/01/2008
- 01/12/2007 a 31/12/2007
- 01/11/2007 a 30/11/2007
- 01/10/2007 a 31/10/2007
- 01/09/2007 a 30/09/2007
- 01/08/2007 a 31/08/2007
- 01/07/2007 a 31/07/2007
- 01/06/2007 a 30/06/2007
- 01/05/2007 a 31/05/2007
- 01/04/2007 a 30/04/2007
- 01/03/2007 a 31/03/2007
- 01/02/2007 a 28/02/2007
- 01/01/2007 a 31/01/2007
- 01/12/2006 a 31/12/2006
- 01/11/2006 a 30/11/2006
- 01/10/2006 a 31/10/2006
- 01/09/2006 a 30/09/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006
- 01/03/2006 a 31/03/2006
- 01/02/2006 a 28/02/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/08/2004 a 31/08/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004
- 01/05/2004 a 31/05/2004
- 01/04/2004 a 30/04/2004
- 01/03/2004 a 31/03/2004
- 01/02/2004 a 29/02/2004
- 01/01/2004 a 31/01/2004
- 01/12/2003 a 31/12/2003
- 01/11/2003 a 30/11/2003
- 01/10/2003 a 31/10/2003
- 01/09/2003 a 30/09/2003
- 01/08/2003 a 31/08/2003
- 01/07/2003 a 31/07/2003
- 01/06/2003 a 30/06/2003
- 01/05/2003 a 31/05/2003