Controle a neurose

É isso o que estava escrito no vidro de trás de um carro de auto-escola lá no Butantã. Pensem a respeito. Que bela lição de vida, ahn?

Morte aos coelhinhos ocos

Momento gula de Libanesa e Tati no supermercado Padrão da Vital Brasil:

- Adoro coelhinho de chocolate.

- Ah, eu também... acho que vou levar um, estou precisando de chocolate.

Ela pega o coelhinho e sente que é leve.

- Ah, coelhinhos da páscoa não deveriam ser ocos. Isso é um absurdo.

Mas não falo quem falou o quê. Arriba que me vuoi terminar o trabalho do Carlos de Costas.

 



Escrito por Kari às 00h26
[ ] [ envie esta mensagem ]


Bares

Sei que estamos ainda no final de março. Junho esta aí e meu aniversário também. Seguido pelo aniversário daquele franco chistoso. E lanço um desafio. Existiria um bar em São Paulo que:

- Tenha um ambiente bonito, decoração cool e que toque música boa;

- Música boa para padrões Buairidísticos: de preferência rock, pop dos anos 80, blues ou jazz;

- Que não seja o Bourbon Street já que lá é $$$$$;

- Que não toque *nada* de MPB (nem Alceu Valença);

- Que não seja tão barato a ponto de atrair um público meio... feio, digamos assim (ou seja NADA de Blackmore, Manifesto ou Black Jack);

- Que não seja o Narghilé. Já que todo mundo associa o Narghilé a Karina por motivos óbvios;

- Se for possível ter um arzinho asiático, melhor. Mas que NÃO tenha motivos tailandeses devido a uma certa rusga que tenho com o Monsieur Haineault-Roy a despeito de uma certa Tailândia. O mesmo para assuntos sino-canadenses.

- Alguém conhece um barzinho indiano? Outro árabe que não seja o Narghilé? Persa? Turco? Talvez algum local de espírito australiano com "Sheilas" e "Blokes" substituindo os bonequinhos das portas de banheiro? Egípcio? Marroquino? Senegalês? Polonês? *suspiro* Canadense talvez?

Quem sugerir um bar legal ganhará um presentinho. Hehehe.



Escrito por Kari às 10h32
[ ] [ envie esta mensagem ]


A carta

Enfim recebi a tal carta escrita pelo Lipe há exatos 1 ano e 3 meses. Estou absolutamente feliz por saber que o que ele sentia há tempos atrás está ainda mais forte. E como dói a saudade. Mas em breve ele estará aqui, eu sei. Chegará cansado e massacrado após dezenas de horas de vôo Shanghai - Tóquio - Nova Iorque - São Paulo.

E ele também fala de si na terceira pessoa. Não tenho dúvidas: é ele.

E como ele disse na carta... eu também sinto essa vontade estranha de estar compromissada. Nunca sentimos isso antes, por ninguém. Sempre fui avessa a namoros meigos e de aliancinha. Achava que dia dos namorados era apenas mais uma data comercial e que amor assim só existia em cartões Hallmark. O mundo dá voltas e cá estamos cada um com seu respectivo anelzinho no dedo. Acabamos de conversar. É madrugada em Shanghai. Recebi uma mensagem de voz absolutamente linda em francês. Je suis très hereuse maintenant...

Ah... vou fazer um quote da Dona Hilda. Hoje sou eu que estou pisando em algodão doce. Nessa segunda-feira cinza e gelada. Que delícia.

E como diz a Frida... aqui vou fazer um ctrl+c ctrl+v nada parcimonioso de uma letra de terceiros para expressar meus sentimentos. Ó fase teen mal resolvida a minha. ;) Preguiça não é já que quando escuto essa música... meu Allah (Clemente e Misericordioso)... me derreto toda.

(...) How I wish, how I wish you were here.
We're just two lost souls swimming in a fish bowl,
year after year,
running over the same old ground. What have we found?
The same old fears,
wish you were here.

Pink Floyd, Wish You Were Here...



Escrito por Kari às 14h48
[ ] [ envie esta mensagem ]


Piola

Enfim conheci o famoso Piola com a Anna, Luís, Hilda e seu papi. É muito bom e fiz aqueeeele pecado: encarei um tiramisu sozinha. Pena que não era feito de mascarpone, mas de chantilly. O que é um pecado mas é muito mais economicamente viável. E estava bom, italianices a parte. Não posso reclamar. Nos divertimos a valer e a pizza de lá é ótima. Ainda chegará o dia que terei meu galpão com o Lipe decorado a la Piola. Espaços abertos, vidros, lustres, cores.

E para fechar a noite... nada como cantarolar Odair José no carro: pare de tomar a "pírula"...

Palavras de músicas populares

Fruto do nosso amor - para se referir a um filho. Péssima. Já disse que vou mostrar para o Lipe o "fruto do nosso amor": um abacaxi de roupinha, o que vocês acham?

Fazer amor - desculpe, mas acho esse termo muito brega. É Wando no úrtimo. Imagine seu parceiro(a) sentado em uma cama redonda com lençóis de seda vermelha e pétalas de rosa... um Kenny G de fundo (ok, apelei) quando seu amor sorri e te convida: vamos fazer amor?

Aaaaaah!!!

QUE HORROR!!!



Escrito por Kari às 22h09
[ ] [ envie esta mensagem ]


Feliz aniversário... Noêmia e Mu!

Espero que o gathering no Piola não fure, viu? Aliás muito boa a festa ontem no Roda Viva, adorei o bolo cheio de pedaços de coco. Gozado como o número de visitas no meu blog cai no final de semana. O que comprova uma coisa: nós  blogueiros adoramos navegar e comentar e blogar na hora do trabalho. Felizes são os nossos chefes... e viva o MSN, a maquininha de falar no escritório. :D

E pra deixar este post ainda mais açucarado: Mu + porquinha flatuladora de amor.

E termina aqui outro post açucarado e teenager de Dona Karina Al Jazeera.



Escrito por Kari às 12h42
[ ] [ envie esta mensagem ]


Síndrome de Hello Kitty

É... a minha síndrome de Hello Kitty bateu de novo e mudei de template. Dei férias aos pandas zombeteiros. Eles voltarão quando eu me encher deste layout. Enfim, encontrei um site com templates para UOL. O templates by Marina é cheio de fanfreluchezinhas fofas e frescurinhas animadas. É a minha vontade secreta de ter um blog de guriazinha, assim diria o Schüler.

Namorada coruja

Alguém está ficando famoso. ok, eu babo muito no Lipe, enough!



Escrito por Kari às 20h06
[ ] [ envie esta mensagem ]


Paixão ou Python?

Sensancional!!! O filme 'A Vida de Brian' do grupo inglês Monty Python voltará às telas nos Estados Unidos. Motivo? Enfrentar 'Paixão de Cristo'. Bem que o filme poderia vir para cá, não? Assistir este clássico na telona seria maravilhoso!!!

Não acredita? Pois veja a notícia publicada na BBC...

What about you?
Do you find it...
wisible... when I say the name...
'Biggus'... - ...'Dickus'?

Como são rápidos estes NURDs...

Até a minha xará de primeiro nome, a Donana, postou a maravilhosa notícia do Monty Python. Já levei furo da Hilda quando publiquei a frase do Carlos Costa e agora é a Anna! :) Aliás, dona Hilda, precisamos marcar aquela pandegada dominical aqui em casa para assistirmos o Cálice Sagrado e a Vida de Brian. Com a Anna e o Luís, é claro.

Ah, Donana... que layout lindo ao melhor style Oh! Canada our home and native land! Ok, é que você não me viu tocando o hino do Canadá no órgão da minha avó com efeitos de sintetizador a la disco. É, como diria o saudoso Haraldo, SENCASSIONAL!

E ainda dá tempo...

Take my Quiz on QuizYourFriends.com!



Escrito por Kari às 09h45
[ ] [ envie esta mensagem ]


aleatórios

- Buscarei o meu B.O. na sexta-feira. Bateram no meu carro no domingo no retorno da Henrique Schaumman. Mas não me machuquei. Nem a Noêmia. Anotamos a placa e vou botar aquela perua pra pagar o conserto do meu Siena que está todo preto na lateral (a patricinha jogou o carro contra o meu e a lateral está toda raspada). Meu Fiat que era prateado agora tem uma faixa preta.

- Criei meu blog para viagens e afins: Shanghai Putong - GRU. Não estou mais a fim de postar nada sobre a Rue Buffault ou a Russell Square aqui.

- Ontem cobri a entrevista do Polanski no CineSesc. Enfim, foi interessante.

- Continuo sem criatividade para postar algo não-mal-humorado aqui, sorry.

- Enfim: o Philippe começou a treinar o português. Já aprendeu uma grande quantidade de palavrões! Está no bom caminho.

- Meu fotolog está desmantelado. Usuários gratuitos sofrem!

- Ainda não digeri meu luto pelo Sheik Ahmed Yassin. Aliás, ainda não digeri meu ódio contra a coleção de mentiras e injúrias que já disseram até sobre o Arafat. E o assunto foi parar no Líbano, enfiaram até o Hizbollah na discussão.

Ah, por hoje chega. Estou na redação. Logo: estou emburrada.



Escrito por Kari às 15h35
[ ] [ envie esta mensagem ]


Imperdoável

E que depois eles não digam que não entendem as ações palestinas. Esta foi uma das ações mais covardes de Israel - bem, como todas. Massacres em Jenin, muro e um ataque surpressa por míssel ao Sheik Ahmed Yassin. Malditos. Lembrando de uma frase infeliz de David Levy contra o Líbano "we will burn the soil of Lebanon... blood for blood, child for child" (cliquem no link se vocês não acreditam)... não me supreenderei se Israel for varrida por uma onda de ataques violentíssimos. E que os leitores brasileiros deixem de ser burros e parem de acretidar em que terroristas são os árabes.

Para refrescar a memória: qana.net - uma coletânea de massacres feitos por Israel em solo Libanês. A diferença é que as ordens de massacre partiram de um governo e não de um grupo fanático de terroristas.



Escrito por Kari às 13h04
[ ] [ envie esta mensagem ]


E aí, você também vai dar uma de anti-semita e assistir Paixão de Cristo no cinema?

Hoje estréia "Paixão de Cristo". Vou correr pro cinema para reassistir o filme que promete polêmica por ser deveras bom. Lembre-se: se você gostar do filme vai entrar na listinha negra do Henry Sobel. O "adevogado" Jacob Pinheiro Goldenberg quis proibir o filme. Disse que assistiu a uma cópia em DVD pirata comprado na Rua Augusta.

Gozado... achei que pirataria fosse crime. Olha, um advogado que contradiz a si mesmo é pra mim um "adevogado" e não vale o que o gato enterra.

09/03/2004 - 16h50

Advogado pede proibição de "A Paixão de Cristo" no Brasil

THIAGO NEY
da Folha de S.Paulo

O advogado e psicólogo paulista Jacob Pinheiro Goldberg entrou hoje com requerimento no Ministério da Justiça pedindo a proibição do filme ou a exibição apenas para maiores de 18 anos de "A Paixão de Cristo", polêmico longa de Mel Gibson, 48, sobre as 12 últimas horas de Jesus Cristo.

A data de estréia do filme no Brasil é o próximo dia 19.

"[O filme] É uma apologia e uma distorção histórica capaz de conduzir à discriminação anti-semita", disse Goldberg, que assistiu ao filme numa cópia pirata em DVD, comprada, segundo ele, na rua Augusta, em São Paulo.


"Mel Gibson trata a crucificação de Jesus como se fosse um show de porno-sado-masoquismo. É uma grosseria. É até anticristão."

"A Paixão de Cristo" entrou em cartaz em 25 de fevereiro nos EUA (Quarta-Feira de Cinzas) e arrecadou mais de US$ 117 milhões nos EUA nos primeiros cinco dias de exibição. O longa custou US$ 30 milhões (Gibson investiu do próprio bolso US$ 25 milhões).

Desde que foi lançado, o filme vem provocando polêmica nos EUA, principalmente com grupos judaicos, que acusam a produção de anti-semitismo.

Segundo esses grupos, o filme passa a idéia de que os judeus foram os únicos responsáveis pela morte de Cristo. Além disso, o longa foi acusado pela imprensa americana de "extremamente violento".


E como o assassinato de Jesus Cristo poderia ser mostrado? Assassinatos não são atos violentos? Como mostrariam o povo apedrejando Cristo? Servindo bolinhos e com musicais alegres a la Vida de Brian? Jesus Cristo sendo torturado e cantando "Always Look on the Bright Side of your Life" enquanto os ladrões assoviavam?

não... não é o que vocês estão pensando, é apenas um ataque de cócegas...

Mas não me surpreende essa vontade de censura. O filme "Beirute 82" também foi censurado... eu não digo mais nada. Lista de Schindler também tem N distorções histórias - em especial as que denigrem os poloneses. Mas ninguém quer censurar, não é?

Só reafirmo que Paixão de Cristo é um filme muito bom.




Escrito por Kari às 10h30
[ ] [ envie esta mensagem ]


"A NOVA é a revista feita para uma mulher gostosona, corajosa, independente, decidida, lindona. E a revista atrai o público exatamente oposto: mulheres feias, tímidas, burras, desinteressantes e que gostariam de ser um mulherão. A revista é ridícula de tão idiota. Eu leio e dou risada!"

Lições de jornalismo com Carlos Costa - acho que essa foi uma das melhores e mais verdadeiras que já aprendi na Cáper-coisa. Ele simplesmente resumiu em um parágrafo tudo o que eu penso sobre os patéticos testes de "você é boa na cama" ou guias lacrados de sexo que obrigam as mulheres a fazer sexo anal para agradar o parceiro.

 

queria ter visto a cara daquela leitora habitué da supracitada revista... e sim, ela é exatamente o protótipo da leitora-oposto citada por Costa...
 

 
Sugestão de leitura: o causo do amigo do Schüler - o Jackson que encontrou o Paixão Cortes num CTG. Se você paulista, carioca ou mineiro não sabe quem foi Paixão Cortes, vá descobrir no post. Eu conheço... afinal é sabido que sou filha de gaúcho de garrafa térmica e prima de dois tradicionalistas que fazem um churrasco mui bom lá em Ijuí.


Escrito por Kari às 22h18
[ ] [ envie esta mensagem ]


Passou

Não estou mais de bode. Já está tudo bem entre eu e o Philippe. Foi um mal entendido, como sempre. Nunca mais discutiremos sobre Kubrick e Amos Gïtai. Dá merda. Ele acabou deixando mensagens meigas e açucaradas no meu MSN, com a Noêmia e no meu e-mail. Sou muito boba e perdôo.

Por fim, vou aproveitar o resto da minha terça-feira para uma coisas agradabilíssimas. A saber: tenho que levar mia nonna no médico (tadinha), seguir correndo para a Cásper Líbero para ter aulas de jornalismo fofoqueiro e mil maneiras de deixar um ex-seminarista biba feliz.

E preciso bolar umas perguntas pro Roman Polanski. Tem coletiva dia 22 e fiquei de escrever uma matéria especial com direito a perguntas exclusivas.

Alguma sugestão? Alguma sugestão inteligente? Ou não...



Escrito por Kari às 16h15
[ ] [ envie esta mensagem ]


bode

tô com ele e não abro



Escrito por Kari às 11h40
[ ] [ envie esta mensagem ]


Sou uma nurd feliz

Tenho os doze cavaleiros de ouro! E dois Mus repetidos. E dois Kamus.  E estou feliz por ter o Saga. Ok, que post inútil e nurd.

 

Saga: AI SHITERUUUU!!!  (nossa, que momento teen)

No mais...

Inscrevi meu projeto experimental. Terminei de escrever o pré-projeto lá na Cásper e tive que pagar 50 centavos pelas folhas da impressão. Cásper circo. E consegui desenvolver a hiótese do meu projeto. O Sá Martino me ajudou, ficou top of the pops.

"Roland Barthes, embora seja mais lembrado como teórico da literatura, foi também o pioneiro em compreender o cotidiano como um sistema de signos culturais vinculados a processos ideológicos e, sobretudo, ao poder de uma classe dominante para efeito de imposição desse código. Dessa maneira, ao escolhermos Barthes como um modelo para este trabalho, não estamos pretendendo entrar nas suas discussões semióticas ou teóricas, mas apenas aproveitá-lo em termos formais para a compreensão da cultura como um código – não neutro, mas comprometido – e explorar esta relação entre o mundo árabe / brasileiro a partir da intersecção de seus símbolos. Roland Barthes não foi jornalista, mas seu trabalho como crítico literário na decifração dos signos cotidianos aproxima-se da tarefa jornalística de encontrar a pauta por trás do que é aparentemente óbvio."

Se a minha sogra lesse isso aí eu aposto que até o final da faculdade eu já estaria casada!!! A Petta estava recebendo os projetos. Meu Deus, estava morrendo de medo de ouvir alguma pérola dela. Mas não, ela foi legal e até disse que teremos um follow up no curso de roteiro. Yay!!!

Ok, confesso... quando estava prestes a falar com ela eu já estava cantando neun und neunzig Luftballoons na cabeça.



Escrito por Kari às 22h18
[ ] [ envie esta mensagem ]


99 Luft Balloons

Estou viciada nessa música da Nena depois que assisti um episódio do Scrubs em que o personagem principal (aquele que gosta da Elliot) imagina todos que estão a sua volta pulando e cantando essa música no meio de várias bexigas após cometer uma gafe.

Estou pensando em fazer o mesmo no dia da minha apresentação do projeto experimental.

Hast Du etwas Zeit für mich
Dann singe ich ein Lied fuer Dich
Von 99 Luftballons
Auf ihrem Weg zum Horizont
Denkst Du vielleicht grad' an mich
Dann singe ich ein Lied fuer Dich
Von 99 Luftballons
Und dass sowas von sowas kommt

Agora imagino a Petta, a maléfica comissão que avaliará meu trabalho final e o Wellington dançando e cantando essa música no meio de várias bexigas vermelhas.

Aliás a letra em alemão é diferente da versão em inglês... veja só:

You and I in a little toy shop
Buy a bag of balloons with the money we've got.
Set them free at the break of dawn
'Til one by one, they were gone.
Back at base, bugs in the software
Flash the message, Something's out there.
Floating in the summer sky.
99 red balloons go by.

Prefiro a versão em alemão. Se você não entendeu picas da letra... tut mir leid mas não vou traduzir.

Seh die Welt in Truemmern liegen
Hab' nen Luftballon gefunden
Denk' an Dich und lass' ihn fliegen...

[ ouvindo: Unbeschreiblich Weiblich - Nina Hagen ]



Escrito por Kari às 00h43
[ ] [ envie esta mensagem ]


London's calling

Que hérnia. Achei uma foto da Russell Square e do tube mais freqüentado por jornalistas cool: a Libanesa e a Lady D'Arbanville.

Que hééééééérnia!!! Mais fotos herniosas aqui... siiiim, é a Russell Square do Hotel National!!! Aquele hotel enorme que parecia o hotel do filme "O Iluminado" (descobri isso quando me perdi pelos milhares de corredores cheirando a papel de parede mofado no meio da madrugada). E só conheço um ser humano além de mim que se hospedou neste inóspito local: Anna Carolina!!! A Lady D'Arbanville!!!

E aqui... uma foto linda de South Bank, cenário de minhas caminhadas matinais londrinas. Depois do quick breakfest na Russell Square em companhia de meus amigos australianos e neo-zelandeses.

Não percam: as fantásticas aventuras de Hilda e Libanesa no volante!!! Narração digna de um dez na aula de técnicas de redação II!!!

 

[ouvindo: Manowar by Manowar]



Escrito por Kari às 17h36
[ ] [ envie esta mensagem ]


Cards de Senhor dos Anéis? Naaaaaaa...

É muito mais divertido. Card games dos teóricos da comunicação. Como diz a Anna: perfeitos para presentear seu teórico da comunicação favorito (Sá Martino já sabe o que vai ganhar dos queridos orientandos), seu professor de Semiótica ou seu namorado intelectual. Ou até mesmo a sogra, no meu caso.

Quero ver alguém ganhar de mim agora... só se tiver uma do Saussure. E nem vem, eu também tenho Benjamin e Edward Said!

 



Escrito por Kari às 17h28
[ ] [ envie esta mensagem ]


Saudades dos posts quixotescos de Lucas Ricardo, o eterno fanfarrão

Aproveito para fazer um pequeno protesto em meu blog. É que há um mês o autor do meu blog favorito parou de escrever. Estou falando do Brasilsky Komsomolets. Do meu amigo Lucas Ricardo - aquele mancebo chistoso. Ele não é jornalista. É proto-historiador. E escreve melhor do que qualquer proto-jornalista que já conheci. Terminado meu pequeno protesto, coloco aqui um trecho BOM (ou não) de autoria do supracitado raparigo.

(...) Poxa, incrível como a PUC tem lançado cada vez mais pince-nez ao mundo... Senhoritas de cabelos curiosos e tingidos com cores algo esdrúxulas recitando Adorno e Habermas pelo Pátio da Cruz - como se os pensadores tedescos tivessem sido excelsos poetas -, alardeadores de Weber, Marx, Durkheim ou um Giannotti qualquer - pois é, meu senhor, não torne a caçoar de mim, "denn die Todten reiten schnell"... -, proto-musicistas trajando indumentárias coloridas e ensebadas entoando canções emepébicas - que são "de qualidade" per si, sejam boas ou não -, intermináveis filas de futuros advogados presos em seus paletós, gravatas e aquelas horrendas amarras invisíveis que impedem que os sabe-se-lá quantos por cento deles que sentem uma vontade incrível de simplesmente fazer História - seja isso rentável ou não - corram banhados em lágrimas em direção ao Prédio (BOM e) Velho bradando "Jesus me salvou do Direito!!!" (...)

E não posso deixar de citar o texto tão gozado "As Ordens Monacais e a Cristianização da Polônia" - post do dia 17 de dezembro de 2003. Se a intenção era surpreender uma "tia em especial que se entitula Polonaise"... ele conseguiu. Ah. Lucas Ricardo é meu amigo mais antigo ao lado de sua fratella Rebeca. 

Ah... sim... temos uma pequena rusga sobre Polônia e Rússia.



Escrito por Kari às 12h49
[ ] [ envie esta mensagem ]


peristaltismo histérico cerebral

"Filme do Godard*, é claro"

* o diretor teve seu nome alterado. Motivos de segurança extrema. O Hizbollah não tem nada a ver com esse post, juro.



Escrito por Kari às 12h34
[ ] [ envie esta mensagem ]


Gabeirices

Cá estava eu linda e maravilhosa fazendo o orçamento da minha semi lua-de-mel e pensei: ó Zeus, se Paraty fica tão pertinho de Trindade, porque não parar por lá para conhecer as praias que dizem ser tão lindas? Decidi procurar uma pousada por lá. A mais cara, a mais fresca e que tivesse um vaso sanitário individual, esterelizado e que a descarga funcionasse.

Ó Larica

  

Pelas fotos é a que parece ser menos alternativa, menos hippie e menos brega (imagine as outras). Tudo ficaria bem se não fosse o nome do estabelecimento: Larica's. Deus que me livre! Odeio coisas alternativas, hippies, flautistas, chinelos de couro, bolsinhas de tricô, saias indianas, tatuagem tribal de henna, porta-incenso de gnominho, búzios, artesanato feito a base de casca de coco, correntinhas, tererês, Zé Ramalho, camisetinha regata sem soutien e repúdio a depilação.

Blergh, blergh, blergh.

Estou quase desistindo de ficar em Trindade. Especialmente após ler como se chega a tal pousada: vire a direita no ponto de kombi da Avenida Principal. Ponto de Kombi??? E eu reclamo que Paraty está ficando cada vez mais metida e intelectual??? Meu Allah misericordioso, o que está acontecendo comigo???

Ai que saudade do Café Paraty, das noites de jazz, ar condicionado, do festival de inverno de Campos do Jordão, Ensemble Fidelio, Chianti, pastrami, meu risotinho de funghi com um bom vinho escolhido pelo meu conoisseur particular, Emporio Santa Luzia, Neuhaus, Godiva... aaaaaaah!!!

P.S.: Gabeirices - cousas de Fernando Gabeira, aquele lá que pousou com uma sunga de tricô. Muito bem lembrado (ou não) pelo meu amigo Gus de Brasília. Saudoso Gus!



Escrito por Kari às 22h52
[ ] [ envie esta mensagem ]


Quem gosta de música clássica não pode perder o Festival de Inverno de Campos do Jordão deste ano. A programação está de babar. Para quem gosta de música erudita, natürlich. Não recomendável aos mentecaptos que entram em êxtase com glúteos e calor senegalês do carnaval. Desculpe, mas isso não é pra vocês. A Fortuna e a Sinfônica Paulista estarão por lá. Também tem Ensemble Fidelio, Orquestra Jazz Sinfônica... Nossa, que lindo! Frio, montanha e música clássica. E a Fortuna é maravilhosa.

Porto Seguro, eu hein?

Festival de Cinema de Campos do Jordão

Foi adiado para o dia 31 de maio. E vai rolar até o dia 5 de junho. Os motivos? Clique e leia que estou com preguiça de colar aqui. Não entendi até agora se vai rolar ou não uma mostra competitiva. Li em algum lugar que não haveria competição mas, ao mesmo tempo, vi no site oficial o troféu: o serelepe. Muito bonitinho!!! É um esquilinho. Pena que o site oficial esteja apenas com a tal nota explicando os motivos do adiamento.  Não sei se a programação de filmes continuará a mesma. Mas espero que o 'Lost Zweig' (Sylvio back) e 'De Passagem' (Ricardo Elias - vencedor de Gramado no ano passado) estejam na futura mostra!

Aliás... mal posso esperar pelo próximo Festival de Gramado



Escrito por Kari às 21h28
[ ] [ envie esta mensagem ]


aviso importante

Quem me desejar Feliz Dia Internacional da Mulher vai levar porrada. Não suporto esse dia, acho super preconceituoso e sexista. E como feminista acho que sou a mulher mais machista da face da terra. Não pago meu ingresso no cinema quando estou acompanhada, não entro no carro até abrirem a porta para mim (se não abrir entra na minha lista de aborígene de camisa) e acho que juras de amor combinam muito bem com chocolates Godiva.  Culpa do meu namorado que me estragou.

alguém precisa viajar

Dia ensolarado. Sim, eu até reclamaria. Sou a primeira a reclamar do sol e da fuafa insuportável que é esse calorão de março. Mas como estou de bom humor em plena segunda-feira (em parte pq minha mãe me deu carona até o trabalho, yay) não consigo achar o dia tão ruim. E cheguei até aqui ouvindo música italiana. E de novo fiquei super nostálgica lembrando de um dia ensolarado na costa napolitana. Sim, estou homesick ao extremo e preciso viajar com urgência. Cheguei num ponto que viro madrugada visitando site de pousada em busca de um hotel perfeito para a minha semi-lua-de-mel nos idos de junho.

 - Capri: eu queeeeeero!!!

Estou no trabalho, desolada. Minha última viagem foi até Guarulhos quando meu amigo foi pra Espanha. Aquele clima de aeroporto me faz muito bem. Deus que me livre, nunca vi alguém tão ansiosa por viagens como eu. Estou no ponto que topo até visitar a minha sogra em Montréal. Ou seja: a coisa tá braba. Estou pensando em levar a mia nonna pra Fornovolasco assim que eu me formar (ou não). Acho que a viagem faria super bem pra ela. E pra mim. E olha só: já estou vendo preços de trens até a Polônia.

Polska e as lombrigas de Karina

Para quem não sabe eu sou apaixonada pela Polônia. Para os que sabem... saibam também que estou pensando seriamente em matar minhas lombrigas (as famosas Quequé e Dadá, malditas bichinhas imortais, eitcha). Entre a Itália (estarei no norte com a nonna, tá pensando que eu sou do sul???) e a Polônia só tem uma Áustria (que não faço muita questão de voltar) e uma tal de República Tcheca (aaaai que sacrifício seria parar em Praga). O zloty tá valendo a mesma coisa que o real. Tenho muitos amigos por lá, a hospedagem é barata (e posso ficar na casa da Agnieszka em Nowy Dwór Mazowiecki), come-se por muito pouco (nas leiterias eles servem pierogies para estudantes por um preço bem barato)... e a Polônia é linda e o idioma polonês é o mais bonito do mundo.

 - mercado de flores em Cracóvia, a cidade do Karol Wojtyla...

Estou beirando meus 22 anos e ainda não realizei este sonho quase infantil. Acho que está na hora. Daqui a pouco eu caso e... poxa... o Philippe é doido pela Ásia e já pensa em fazer um pé-de-meia para irmos pro Tibet. Olha a minha cara de quem quer ir pro Tibet: . Na verdade eu quero. Mas não é a minha prioridade. Desculpe se esse post é muito tosco. Só o Celso me entende!!!



Escrito por Kari às 11h14
[ ] [ envie esta mensagem ]


It's a Beautiful Day and it's also when God makes his tricks...

Dias cinzas de chuva sempre me lembram Amsterdam. Devo ter alguma mutação em algum gene para achar que os dias chuvosos são mais lindos do que os ensolarados. O fato é que sair pulando entre as poças d'água no bairro em que fiquei hospedada e sair no meio do temporal para ligar paras as pessoas que amo no Brasil e na Polônia era um momento especial no dia... como conter as lágrimas ao telefone, falar rápido antes que os créditos do cartão se esgotassem, voltar para o hotel com os olhos verdes e nariz vermelho (é assim que fico quando choro) e receber um carinho extra especial de meus amigos australianos e neo-zelandeses. E aqueles seriam meus últimos momentos com eles.

Dia de voltar para a Inglaterra. Chuva. Trânsito infernal nas rodovias holandesas. Mas ao chegar até a Bélgica a rodovia ficou livre. E rapidamente chegamos em Calais, na França para pegar o ferry até Dover. Temporal. Não resisti e subi ao deck. A verdade é que fiquei ensopada ali. Mas aquele vento gelado, aquela água fria e um pouco salgada agitando-se na fúria de Poseidon realmente era muito lindo. Amsterdam ficou para trás.

Como muitos dias chuvosos tão parecidos. O beijo na boca em Roma em uma piazza qualquer, um presente daquele americano em Mondsee (Áustria) enquanto esperávamos o temporal passar, perder-se no centro de Bucareste em nosso primeiro dia na Romênia, caminhar sem rumo em em uma cidadezinha búlgara ainda cinza e triste que recupera-se após anos negros de comunismo, escorregar em Brasov e receber cuidados e atenção especiais de dois soldados romenos que até hoje são meus amigos, tomar vinho branco grego numa garrafa plástica de Coca Cola (os gregos não ligam para embalagem) da melhor qualidade em uma praia minúscula e reservada que descobri em ótima companhia em Corfu, pertinho da Albânia. Um dos melhores vinhos que já tomei e olha que sou fresca para essas coisas. Namorada de conoisseur... frescalhona je suis.

E o melhor de tudo: descobrir um ano depois que eu e o Lipe estivemos no mesmo local no mesmo dia e no mesmo ano quando ainda não nos conhecíamos. Em Lauterbrunnen, na Suíça. Num dia chuvoso.

 



Escrito por Kari às 14h04
[ ] [ envie esta mensagem ]


Soft Rains of April

The soft rains of april are over
The soft rains of April are over, over
Anybody home now
I am on the phone now, please...

The soft rains of April are over
The ferry across the water to Dover, over
Anybody home now
I am on the phone, oh I'd like to go back
Is it raining back home
I'm so alone
Just got up today
And my thoughts are miles away
With you

Well, they gave me four years
Three more to go
Keep writing letters
Time's passing so slow

The soft rains of April are over
The soft rains of April are over
Over



Escrito por Kari às 13h51
[ ] [ envie esta mensagem ]


vai um empreguinho aí?

"The Canadian Fertilizer Institute is seeking a dynamic communications professional to spread our Nourish, Replenish, Grow message. CFI is the Ottawa-based, national association for the crop nutrients industry."

Olha... alguém se candidata? *hehehe*

sonho de Bu

Sonhei que fui para a Itália com a minha mãe. Andamos pela Toscana. E sonhei que a a ilha de Elba era uma praia tipo Guarujá (ok, mereço apanhar depois dessa). Mas nem foi tão ruim já que encontrei o Viggo Mortensen (sorry Nô) na entrada do cinema e fomos assistir um filmes. Eu e ele, ele e eu. O resto eu não conto.

ouvindo: Caravan Petrol - Renato Carosone



Escrito por Kari às 11h33
[ ] [ envie esta mensagem ]


Nova música turca

Yeni Türkü - Vira Vira (clique pra ouvir) - recebi essa mp3 de um amigo turco (saudoso Deniz). Compartilho. Vira Vira não é coisa de Roberto Leal, ó céus. É uma palavra usada por marinheiros gregos e turcos. O ritmo é meio turco, meio grego e a banda é maravilhosa: Yeni Türkü (clique para ir pro site oficial). Yeni, em turco, significa novo. Türkü é turco, ora bolas. O nome da banda tem o sentido de "nova música turca". Se vocês gostarem procurem no Soul Seek, Kazaa ou similar. O som é maravilhoso, bem folk e foge daquele lugar comum com batida árabe. Turco é turco, brimo é brimo, oras!

Oscar

É... o Bill Murray não ganhou. Amo o Sean Penn de paixão e de loucura (ele dirigiu um curta maravilhoso no 11 de Setembro, um dos mais lindos que já vi) mas... poxa, o Oscar era do Bill.  Mas de resto: não disse que nós não levaríamos nenhum??? Competir com Senhor dos Anéis não dá. E o pessoal do Invasões Bárbaras agradeceu que o filme não competia nessa categoria.  Franco-canadenses fofos e chistosos. Se bem que o Peter Jackson mereceu, Senhor dos Anéis é um trabalho excepcional. Não é apenas um filme mas sim um universo. E para aqueles que cresceram lendo Tolkien (li muito antes de pensarem em gravar um filme) a trilogia é mais do que especial. Fiquei arrepiada e emocionada no último filme e dei graças a Deus que o Peter Jackson não colocou o Tom Bombadil no filme. Ele é um saco.

blog de guriazinha, frescurinhas animadas

Para quem gostou ou para quem odiou, coloco mais uma coisinha bonitinha... ó Schüler, é que você não deve ter visto meu blog com template de Cavaleiros do Zodíaco.

 

Shun, Shiryu e Hyoga - oh, que meigos!!! As boquinhas mexem... é que eles estão cantando "Tarzan Boy" do Baltimora.



Escrito por Kari às 23h59
[ ] [ envie esta mensagem ]


post aleatório de felicitá italiana e casinha canadense

estou com essa música na cabeça desde hoje de manhã...

Felicità
è un bicchiere di vino
con un panino
la felicità
è lasciarti un biglietto
dentro al cassetto
la felicità
è cantare a due voci
quanto mi piaci

Olha que linda é essa casinha no campo. É pra lá que eu quero ir. De propriedade da minha sogra. Que mané Campos Jordão, o que? Québec. Xique no úrtimo.

*Kari fazendo matéria em casa*



Escrito por Kari às 23h32
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]

 

ah!libanezza!




BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, HIGIENOPOLIS, Mulher, de 20 a 25 anos, English, Italian, Viagens, Livros, Fotografia


    

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing public photos from karinabu. Make your own badge here.

[ moody me ]


[ adoro ]
 23a. Idade
 3 Amiguinhos
 40 Graus Celsius
 Airline Meals
 Al Jazeera
 Ah, tá bom então!
 Bat Biscate
 Brasilsky Komsomolets
 Cabeça Errada
 Caboclo Sem Dente
 Carioca Virtual
 Ciência em Dia
 El Cronopio
 Historinha
 Daniel Becher
 Dusko Du Swami
 Dawn
 Indi(a)gestão
 Introspecthive
 É tudo puta!
 Fazendo a Mendiga
 Irea
 Estrupixels
 Jet Site
 Just Juste
 Fabriquinha de Clássicas
 Karinissima
 Flies in the Marketplace
 Lux-Religare
 Lonely Planet
 Lady Metal
 Gongados
 Madame Gongadera
 Made in Brazil
 Meu Ouvido Não é Penico!
 No Armário da Cá
 Pensar Enlouquece
 Perez Hilton
 Pururuque-se
 Que Pressão é Essa?
 Querido Leitor
 Sajid and Zeeshan
 Santos no Inferno
 Sedotec
 Seung Ju
 Sarajane
 Shoe Me!
 Sorry Periferia
 Stonned Bunny
 Strange Maps
 Technicolor Kitchen
 Te dou um dado?
 Tony Góes
 Modellón
 Tudo Pode Virar Crônica
 Uma Questão de... (Angola)
 Uniform Freak
 Viaje na Viagem
 Yalla!
 Oh Pakistan!
 Yuppie Guy



[ adote, doe ]
3 Amiguinhos
Anjos para Adocao
Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos - flog
Kantinho dos Peludos Novidades Bichos
Quero um bicho!
Vamos Ajudar!
Vittorio!







My 43 Places

[ brazzies overseas ]

23a. Idade
Astarojna
Balzakiana
Farofa na Neve
Meu Cantinho
No Armario da C?
O Imigrante ? um Forte
Pensamentos e Poesias
Shanghai Pudong - GRU

 


[ fun ]

Alan Sieber
Caco Galhardo
Camilla Eriksson
Kibe Loco
Maitena
N?quel Nausea
Radicci
Sarajane Fotonovelas
Sherman's Lagoon
The Far Side


[ fratelli d'Italia ]

Blob of the Blogs
Diario di Periferia
Grazie, Silvio
Il Tao del Blog
Momoblog
Se me lo Dicevi Prima
Silvio Berlusconi
Uiall?ll?
Voglia di Terra
Zoomata


[ links ]

Aria Database
Bayerische Staatsoper
Dawn
Fodor's
Footprint
Frommer's
Geoeconomy
Lonely Planet
Panrotas
Plastic.com
Reporters Without Borders
Robert Fisk
Rough Guides
World Newspapers
World Press Review
The Opera Critic
Trek Lens
Tripmates
World is Round



 



[ once upon a time ]

- 01/07/2008 a 31/07/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008
- 01/05/2008 a 31/05/2008
- 01/04/2008 a 30/04/2008
- 01/03/2008 a 31/03/2008
- 01/02/2008 a 29/02/2008
- 01/01/2008 a 31/01/2008
- 01/12/2007 a 31/12/2007
- 01/11/2007 a 30/11/2007
- 01/10/2007 a 31/10/2007
- 01/09/2007 a 30/09/2007
- 01/08/2007 a 31/08/2007
- 01/07/2007 a 31/07/2007
- 01/06/2007 a 30/06/2007
- 01/05/2007 a 31/05/2007
- 01/04/2007 a 30/04/2007
- 01/03/2007 a 31/03/2007
- 01/02/2007 a 28/02/2007
- 01/01/2007 a 31/01/2007
- 01/12/2006 a 31/12/2006
- 01/11/2006 a 30/11/2006
- 01/10/2006 a 31/10/2006
- 01/09/2006 a 30/09/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006
- 01/03/2006 a 31/03/2006
- 01/02/2006 a 28/02/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/08/2004 a 31/08/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004
- 01/05/2004 a 31/05/2004
- 01/04/2004 a 30/04/2004
- 01/03/2004 a 31/03/2004
- 01/02/2004 a 29/02/2004
- 01/01/2004 a 31/01/2004
- 01/12/2003 a 31/12/2003
- 01/11/2003 a 30/11/2003
- 01/10/2003 a 31/10/2003
- 01/09/2003 a 30/09/2003
- 01/08/2003 a 31/08/2003
- 01/07/2003 a 31/07/2003
- 01/06/2003 a 30/06/2003
- 01/05/2003 a 31/05/2003