é imoral, é ilegal... ou engorda

Minha vida anda um saco. Já tirei a carteira de motorista - logo já não dirijo com aquele friozinho na barriga de "ai meu Deus, posso ser pega por algum policial." Minha dieta exclui qualquer excesso de carboidrato ou açúcar da minha vida até que eu liqüide esse pneuzinho maldito (que roda daqui até o Alaska nas buenas). Meu tesourinho está lá onde Judas perdeu as meias (antes já estava onde Judas perdeu as cuecas). Ou seja: nem imoralidades.

weekend

Chinês-curso-re-roteiro-locadora-uma-pilha-de-filmes-meu-quarto.

bode

E aqui amarro o meu bode.



bah...

The Big Five Personality Test
Extroverted|||||||||||||||||| 72%
Introverted |||||| 28%
Friendly |||||||||||||||||| 78%
Aggressive |||||| 22%
Orderly |||||||||| 40%
Disorderly |||||||||||||| 60%
Relaxed |||||| 28%
Emotional||||||||||||||||||72%
Intellectual |||||||||||||||||||| 86%
Practical |||| 14%
Take Free Big 5 Personality Test



Escrito por kari às 15h43
[ ] [ envie esta mensagem ]


tem notícias que eu realmente não gostaria de ler...


Edward Said

Hoje a Anna me ligou. Queria saber se eu estava bem. Já senti um friozinho na barriga. Ainda não tinha lido o jornal. Ela me contou. Um pouco inacreditável. Não que eu duvide da Anna, ao contrário. Mas é que algumas coisas parecem difíceis demais para serem compreendidas. Edward Said morreu. O ensaísta, professor, intelectual, ativista político. O próprio.

Quem me conhece sabe a admiração que tenho pelo palestino. Para começar, era palestino. Até decidi dar o nome de Eduardo para meu filho (se um dia eu tiver algum) - em homenagem ao meu avô, Eduardo, e ao palestino Edward Said. Pensei até em adicionar um Said ao nome da criança... mas a avó não gostou e o possível pai detestou. Mas esse não é o caso. O que dói é perdê-lo. Morte é uma certeza que nunca compreendi direito. Sempre temi perder as pessoas que amo. Sei que o Edward Said não era meu parente, tampouco meu namorado ou melhor amigo. Mas era (bem, continua sendo) um dos meus intelectuais prediletos e com quem aprendi muito. E não apenas sobre política.

Não sabia que ele sofria de leucemia. Na verdade sempre soube muito pouco sobre a pessoa Edward Said. Sentia que o que ele escrevia parecia ter sido feito justamente para mim. Sei que isso é uma estupidez minha. Mas quem nunca leu um ensaio político e vibrou no sofá com algum pensamento que explicava em frases tudo aquilo o que se passava dentro de nossas cabeças? Então grifamos, marcamos e ficamos com a lógica do pensamento guardadinha em nosso HD e, a partir daí, compreendemos tudo de forma ampliada e muito mais aprofundada?

Não tenho mais o que dizer. Estou triste, sim.

***

Morre o intelectual palestino Edward Said
Autor de "Orientalismo", Said era um dos principais críticos do governo israelense, de Arafat e dos Acordos de Oslo

PAULO DANIEL FARAH
ESPECIAL PARA A FOLHA

O intelectual palestino Edward Said, 67, autor de obras sobre crítica literária e musical, política e história, morreu ontem em um hospital de Nova York. Ele sofria de leucemia desde 1991.
Uma das vozes mais críticas à ocupação dos territórios palestinos e ao modelo das negociações de paz com Israel, sob a mediação norte-americana, Said foi membro do Parlamento palestino no exílio durante 14 anos até renunciar em 1991 por causa da leucemia e por sua oposição ao líder palestino Iasser Arafat.
Nascido em Jerusalém, em 1935, numa família anglicana da elite palestina que se mudou para o Cairo e cujo pai havia adquirido a cidadania norte-americana durante a Primeira Guerra, foi educado em escolas coloniais inglesas (onde foi contemporâneo do rei Hussein, da Jordânia) antes de estudar em Princeton e Harvard. Tornou-se professor de literatura comparada e inglesa na Universidade Columbia em 1963.
Desde então, publicou vários livros, entre eles "Orientalismo", um clássico do debate cultural no qual afirma que o Oriente foi uma construção teórica ocidental, baseada em uma série de estereótipos reducionistas (sensual, vicioso, tirânico, retrógrado e preguiçoso) a fim de construir uma cultura homogênea para melhor dominá-la, em nome de um Ocidente também idealizado. Essa obra se transformou em uma espécie de credo intelectual entre universitários e um dos documentos fundadores do que ficou conhecido como estudos pós-coloniais.
Com suas múltiplas identidades, Said trouxe a experiência de volta ao foco da crítica, contra o domínio exclusivo das teorias formalistas. Escreveu ensaios sobre Conrad, Vico, Lukács, Melville, Nietzsche, T. E. Lawrence e Merleau-Ponty, entre outros. A teoria do choque de civilizações, de Samuel Huntington, descreveu como "choque de ignorâncias".
Foi alvo de críticas de grupos judaicos, o pesquisador israelense Justus Reid Weiner o acusou de dramatizar sua infância, e chegou a ser descrito em um artigo como "professor de terror".
"Repudio totalmente o terror em todas as suas formas, seja palestino ou israelense", contestou.
Said não poupou críticas ao governo de Israel, à Autoridade Palestina, a regimes árabes e aos Acordos de Oslo ("Oslo não diz nada sobre colônias, fim da ocupação, soberania nem recursos hídricos", argumentava).
"Menino de 12 anos e meio no Cairo, vi tristeza e privação no rosto e na vida de pessoas que conhecera anteriormente entre os que formavam a classe média na Palestina, mas não podia entender a tragédia que havia desabado sobre elas [após a criação de Israel]", escreve Said em sua autobiografia, de 1999. "No longo prazo temos uma chance muito boa de sobreviver como povo. Mas vai ser muito difícil", acreditava.

Paulo Daniel Farah é professor na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP

***

Mais artigos, aqui. (do Guardian.co.uk)

Escrito por kari às 10h44
[ ] [ envie esta mensagem ]


passei, passei, passei!!!

Na prova do DETRAN! De segunda nóis vai, uai. O bacana é que encontrei meu instrutor antigo, o Walter. Peguei o contato dele e em breve sairemos barbeirando pela Marginal Tietê. :) Preciso treinar mais um pouco de trânsito, mas agora eu tenho carteira. :D Fi-nal-mente.

O avaliador era bem-humorado. Quase entrei na contra-mão, já ia encostar o carro e chorar. Mas erro no percurso não reprova. *risos* Na mesma hora lembrei do "puta que o pariu" do Walter. Hahaha, ele ruuuulez. Mas também, quem mandou ser burra? O importante é que eu passei. Minha baliza ficou bem meia-boca. Mas ok... o esquema é estacionar no "Valet Park". :D

Foi como parir uma melancia, mas agora já tá aí. Estou tremendo as pernas, ainda. Nem acredito!

Escrito por kari às 10h26
[ ] [ envie esta mensagem ]


e-mails da turca-mãe
agradecimentos especiais ao tirolês... pela imagem nauseabunda!!!


Meus amigos...

Demorou, mas consegui !!! As aulas extras, o stress, os cabelos caídos, as horas longe da família e dos amigos e, principalmente, a economia das minhas comissões de cargo: tudo valeu a pena. Era um sonho de criança. Cheguei a duvidar da minha capacidade!!! Que vergonha!!! Bom, agora está feito, é real. Quero dividir essa conquista com meus amigos mais chegados. No sábado inauguro meu iate. Não economizei, tem até piscina!!!

RSVP - se voce puder comparecer, é amanhã, no Iate Clube Ulrico Mursa.

Abraços,
Buairide




***

"Puts....... quase acreditei....já estava me sentindo o todo poderoso ..em ter uma amiga com um iate....snif....snif...

Beijos...
Zenone"

***

Eu sabia que um arroz de festa como vc não ía perder essa inauguração. Aproveito para informar que entre os acepipes que serão servidos eu consegui junto à Curia (claro que o Dom C. tb estará presente para o ato inaugural, aquele de mandar bala em uma Veuve no casco - no caso da veuve, conseguímos um exemplar no ex-alunos...) a generosa contribuição de espetinhos de picles com salsicha regados à Tubaína. Para vcs, paulistanos da gema, o Urbano Caldeira Yatch Club foi-nos cedido pela briosa Portuguesa Santista que não queria deixar de participar de tão importante evento.
kss
Lêide Ana, a rainha da laje!



Escrito por kari às 15h41
[ ] [ envie esta mensagem ]


linda, neurótica, árabe, viajante, nômade, paulistana, italiana, chata, depressiva, obsessiva, paranóica, inteligente, teimosa, alemã, turca, chinesa, bipolar, destra, persistente, romântica, apaixonada, canhota, as-duas-coisas, latina, politicamente incorreta... oh céus, o que sou eu?

O curso de roteiro de cinema começou maravilhosamente bem. O difícil foi definir-me em cinco adjetivos. Já aumentei minha lista de livros e filmes obrigatórios. Para saber mais sobre como foi o curso, leiam o blog da Anna Carolina... a mezzo-libanesa, mezzo italiana. Repórter e bairrista e distraída e teimosa e pão dura. Adoro essa guria!

Daquelas que jornalizam.

Um blog muito legal, que adoro e há um tempo já me viciei é o blog da Maitê. Uai... ela é como eu, a Anna, a Noêmia (sem blog). Somos jornalistas! *yay* Vide a definição do Chaves, jornaleiro:

"Sou jornalista. Mas não daqueles que jornalizam. Sou jornaleteiro."

Portuñol Connection

Finalmente comprei o CD do Manu Chao: "Proxima estacion: Esperanza". Uai... aquela faixa número sete (Denia) é tudo de bom. Segundo um certo franco, aquela é a minha música. Ele diz que ouve no repeat... latina, árabe. É assim que ele me define. Isso é lindo, isso é brega, isso é meigo e isso é tudo de bom. Não é? ;)

Ouvi uma música nesse CD que é muuuuuuuuuito curiosa. Chama-se "Homens".

homens,
gosto de todos,
dos morenos, dos mulatos,
dos branquinhos , dos loirinhos e dos crioulos.
só tem que ser homem.
tem homem corno, homem baixo, homem gordo,
homem ingrato, safado, careca, cabeludo,
viado , ousado, temido,
....tem muito homem....
todo homem que se preza tem que impor respeito,
saber ouvir, falar, escutar, ter dinheiro , celular,
ser bom de cama, e te respeitar....
se o homem não tiver nenhuma dessas virtudes,
saia de perto e tome uma atitude.
porque o verdadeiro homem,
ele te ama, te ama,
te trata, te trata,
com carinho
com respeito
e amor,
e vai te dar por toda vida grandes felicidades,
serão felizes,
este é o homem de verdade....
homens,
gosto de todos, dos morenos, dos mulatos,
dos branquinhos, dos loirinhos e dos crioulos,
....só tem que ser homem.....


Escrito por kari às 21h51
[ ] [ envie esta mensagem ]


pra curar a cuia

Recebi esse e-mail da casa do chimarrão (em resposta a minha dúvida):

Dona Karina
A cuia deve ser curtida da seguinte forma:
Colocar água fria até encher a cuia. Depois de 5 minutos despejar a água e colocar uma colher de erva mate seca e movimentar a cuia para que a erva grude nas paredes internas. Após duas horas repetir a operação. Depois de lavada a cuia poderá ser usada observando sempre que terminada a roda de chimarrão a cuia deverá ser lavada para usar na próxima roda.


A Dona Karina termina o post por aqui. Escrever com um poodle carente no colo. Não é a Tati (ela é muito mau-humorada pra ficar no colo). Mas o Harry. Veja só que fofo.


meu bitchinho - filho do Chewbacca... pensei que era o Han Solo, mas tava escuro...

Dona Karina rulez!!!!

Escrito por kari às 10h07
[ ] [ envie esta mensagem ]


linda, neurótica, árabe, viajante, nômade, paulistana, italiana, chata, depressiva, obsessiva, paranóica, inteligente, teimosa, alemã, turca, chinesa, bipolar, destra, persistente, romântica, apaixonada, canhota, as-duas-coisas, latina, politicamente incorreta... oh céus, o que sou eu?

O curso de roteiro de cinema começou maravilhosamente bem. O difícil foi definir-me em cinco adjetivos. Já aumentei minha lista de livros e filmes obrigatórios. Para saber mais sobre como foi o curso, leiam o blog da Anna Carolina... a mezzo-libanesa, mezzo italiana. Repórter e bairrista e distraída e teimosa e pão dura. Adoro essa guria!

Daquelas que jornalizam.

Um blog muito legal, que adoro e há um tempo já me viciei é o blog da Maitê. Uai... ela é como eu, a Anna, a Noêmia (sem blog). Somos jornalistas! *yay* Vide a definição do Chaves, jornaleiro:

"Sou jornalista. Mas não daqueles que jornalizam. Sou jornaleteiro."

Portuñol Connection

Finalmente comprei o CD do Manu Chao: "Proxima estacion: Esperanza". Uai... aquela faixa número sete (Denia) é tudo de bom. Segundo um certo franco, aquela é a minha música. Ele diz que ouve no repeat... latina, árabe. É assim que ele me define. Isso é lindo, isso é brega, isso é meigo e isso é tudo de bom. Não é? ;)

Ouvi uma música nesse CD que é muuuuuuuuuito curiosa. Chama-se "Homens".

homens,
gosto de todos,
dos morenos, dos mulatos,
dos branquinhos , dos loirinhos e dos crioulos.
só tem que ser homem.
tem homem corno, homem baixo, homem gordo,
homem ingrato, safado, careca, cabeludo,
viado , ousado, temido,
....tem muito homem....
todo homem que se preza tem que impor respeito,
saber ouvir, falar, escutar, ter dinheiro , celular,
ser bom de cama, e tesituação de uma certa turca aqui.

"In the dark of the night
Those faces they haunt me
But I wish you were
So close to me
By my side"


Tô cafonona mesmo. Tchop tchura no sentido amplo da coisa. Oh céus, tudo isso por causa do meu "tesourinho". É, estou emocionada com os posts da minha amiga Xu, do Rainha de Gallamauaka (visitem!).

Pata, Petta, Pita, Pota e Margarida

Donana... também quero fazer o curso da Petta. A mulher é muito boa. Vou assaltar meu cofrinho (de dinheiro) e ver se a Dona Diva de Fornovolasco me empresta alguns dobrões. Dá pra pagar em duas vezes... é um bom curso do CV e a professora é top of the pops. Curso de roteiro de cinema. Um sonho!!! Mas tenho que pagar a auto-escola. Tudo porque a tchorna aqui reprovou na baliza. Quico, não seja burro!!!!

Digníssima de nota

Sobre a minha poodle, Tati.

"But follow only if you are men of valour. For the entrance to this cave is guarded by a monster, a creature so foul and cruel that no man yet has fought with it and lived. Bones of full fifty men lie strewn about its lair ... therefore sweet knights if you may doubt your strength or courage come no further, for death awaits you all with nasty pointy teeth."



"That is not an ordinary poodle ... 'tis the most foul cruel and bad-tempered thing you ever set eyes on."



It's The Legendary White Beast of Aaaaarrrrrrggghhh!


Tati. Brava.

Escrito por kari às 10h52
[ ] [ envie esta mensagem ]


quixotadas - sou um animal

Tá. Deixei meu CV lindinho, fofinho, perfumadinho e gracinha. Fui trocar o disquete por um novinho - pra salvar num virgenzinho gracinha e... apertei RESET ao invés do botãozinho para "cuspir" o disquete.

Hoje já sofri na cadeira do dentista e... tenho uma entrevista de emprego para assessoria de imprensa. Salário abaixo da linha de pobreza, é claro. E chove, chove, chove... Mas como comentaram no blog da Anna... podia ser pior. Eu poderia estar fantasiada de milho para ganhar meus dobrões mensais.

aula de jurisprudência - êêê!!!

Ontem aprendi a diferença entre rapto e seqüestro. Rapto, segundo nosso código penal, só ocorre com mulheres e é necessário que haja alguma ação libidinosa... seja um "amassinho leve" ou uma mão na coxa. Seqüestro ocorre para qualquer pessoa e não precisa ter fim libidinoso. Recapitulando, sobre o rapto... nas palavras do Flosi:

"Tem que ser mulher. Homem não pode. Avião e velho não pode. Velha pode. Se tiver coragem."

*lmao*

Escrito por kari às 11h13
[ ] [ envie esta mensagem ]


Blog em catalão!!!

Pessoas... visitem o blog da Lizzie. Pode ser em inglês ou catalão. A saber: catalão é a língua falada na Cataluña. E lá na Cataluña está a cidade de Barcelona. De Gaudí. De "Las Ramblas". E, é claro, da Lizzie! :)

Taí uma chance dé praticar idiomas. Lendo blogs estrangeiros. Tenho meu blog em inglês, pra quem quiser ler. Em breve terei mais links!!!

post de 11 de setembro

Olha... acho que teve gente que não gostou do que eu escrevi sobre o 11 de setembro. Meu último post foi uma brincadeira, é claro. Poxa, ouço diariamente piadinhas sobre árabes e se faço alguma aqui no meu blog... o post fica "pesado". Levo todas as piadas numa boa, até acho graça. Pois é essa a característica de nós, brasileiros. O bom humor, não é? Sim, sou politicamente incorreta. Mas burra eu não sou. Desculpem-me se eu não acendo vela pras vítimas do WTC. Dane-se essa hipocrisia patriótica. Nós somos brasileiros e não americanos. Ou vocês também acenderam velas pros iraquianos, somalianos, afegãos, libaneses, palestinos e chilenos?.......... "acredito".

Olha... não achei o máximo o 11 de setembro.
Só acharia se junto levassem o capitólio, aí seria du piru. :)

Pra quem fica chorando pelo WTC como se isso fosse um atentado "inxeplicável" eu recomendo que leiam mais sobre história. E depois, nem vem com esse papinho brega de "ai mais morreram brasileiros". Ah vá... eu perdi família no sul do Líbano e não fico enchendo o saco de ninguém. Sinto muito por quem morreu. Mas não é por isso que taparei meus olhos a política americana.

O maior ataque terrorista da história foi Hiroshima, isso sim. E depois deixam o Enola Gay exposto como orgulho patriótico. Como dizia a minha "biscavó" Emília, italianíssima de Fornovolasco... "ah, vafanculo!!!"

leitora afegã

Tenho uma leitora afegã no meu blog em inglês. Ela mora nos EUA. Alguém rezou pela situação dela? Pelo país dela? Não...

A família dela teve de deixar o Afeganistão. E como vocês acham que árabes e afegãos são tratados nos Estados Unidos? São humilhados. Como nós, brasileiros, que precisamos de visto de conexão mesmo que não deixemos as aeronaves. E somos mal tradados, temos vistos negados... tô pra ver povo mais puxa-saco de americano do que alguns brasileiros.

Não gostaram do post?
Alt + F4. Ou cliquem no X lá na altra extrema direita da tela.

outra Flosiana

Outra do nosso iluminado professor de práticas judiciárias. Sensacional!!!

Assédio sexual é uma moda que os Estados Unidos inventaram para agradar a categoria feminina americana.

Xi... lá vem as feministas, agora.......

Escrito por kari às 13h05
[ ] [ envie esta mensagem ]


11 de setembro

Só pra não deixar o dia passar em branco aqui nesse meu blog (passei o dia ocupada com outras fanfreluches e um trabalho chatérrimo sobre Welfare State): o tempo voa. Não vou dizer mais nada. Quem me conhece sabe o que eu penso. Que pena que não achei mais aquele avião inflável da Arabia Saudita Airlines. A hipotética Katarina Chloé nunca me perdoará.

cena bucólica libanesa

Dizem as más (ou seriam boas?) línguas que o Saddam Hussein tá na casa dos BouAriri comendo kibe com chancliche, lá em Kfarhouna. Disseram que pegaram o Ali Químico. Não acredito. Também houve quem garantisse que o brimo foi visto dançando um dabhke gostoso com outras brimas da Bu.

PAREM AS MÁQUINAS!!!



Deu na CNN!!!! A polícia religiosa saudita considera a Barbie um ataque a moralidade!!! Clique aqui para ler mais!!!

*Finalmente*
Boneca sem bunda é mesmo um ataque a moralidade!!!

Por hoje é só. Me despeço com uma Flosiana (máxima ao estilo Edson Flosi de ser - nosso professor de práticas judiciárias):

"Tiro na boca já é coisa do passado,
a moda agora é facada no lavabo!"


urrú!!!!

Escrito por kari às 22h34
[ ] [ envie esta mensagem ]


Mas é uma cousa

Estou aqui organizando meus escritos sobre a geoeconomia... bah, isso aqui está um samba do crioulo doido. Hoje o dia está especialmente estranho... super abafado, vai chover, preciso fazer zilhões de cousas e visitar a minha avó. Apesar de tudo, tenho a trilha sonora do filme Amarcord em minha cabeça... bem, a TNT diz "acontece nos filmes, acontece na vida, acontece na TNT". Ok, publicidade barata, sim. Mas quem nunca teve a sua trilha sonora? Aquela musiquinha que nos arrepia? Sei que isso é brega pra cacete... mas e daí?

Nino Rota é melhor que Amado Batista, acho.

Ça Va

Hoje estou especialmente saudosista. Não sei porque raios lembrei-me do Ça Va... um bistrozinho atrás do MASP super francês e afrescalhadésimo. Jantar a luz de velas e música francesa ao vivo... e não é cafonice de Gilbert. É aquela musiquinha deliciosa tocada no acordeon, trilha sonora clichê de cafés parisienses, do Quartier Latin...

Enquanto a Anna lembra-se da praia, de dezembro, do Natal... também estou nostálgica... julho, calor, céu estrelado, Torre Eiffel, aquela boa farofada nos Champs de Mars com queijo brie e vinho, fogos de artifício, 14 de julho.

Mas a situação atual é outra: a única torre que estou vendo é aquela horrenda sobre o prédio da Gazeta. Troque o queijo brie por yakisoba dos chineses e Champs de Mars pela escada do Gazetão. Rio Sena pela Avenida Paulista... aqueles barquinhos lindos por ônibus T Lapa, T Vila Gomes, A Perdizes...... ai que vontade de chorar.

Vinho? Beaujolais? Bourdeaux? Nem Chianti, nem Frascatti... a cousa tá braba:


Digníssimo destaque do Sztuczny Aromat Truskawkowy

Como diz o tio Lucas rrrrusso, "sapeco aqui" uma imagem de um dignississíssimo tio mezzo-polaco por aqui.


Sem comentários!!! Dedico, também, essa foto porcamente feita em câmera digital pra dona Priscila... salve!!

Escrito por kari às 10h31
[ ] [ envie esta mensagem ]


Pepe, já tirei a vela!

Hoje eu estava um tanto borocoxô. Mas a dona Noêmia me deu uma bela injeção de ânimo e jornalismo (que não foi a única injeção do dia - a saber: fui até a minha dentista para fazer restauração em dois dentes e levei anestesia). Pra melhorar o dia, conversei com aquele raparigo que disse um parzinho de cousas fofas e adjetivos bombons - o que me alegrou a valer. Eu até ia pra Cásper mais cedo... mas digamos que me perdi no horário...

Inscrevi-me no processo de seleção da Blockbuster. Bem, pra fazer um $$$ eu faço qualquer coisa. Olha, a ascendência judaica do Ramos e a libanesa do BouAridi está se manifestando. Sim, Ramos são os judeus que se converteram ao cristianismo em mil e não interessa. Sim, tenho uma faixa de Gaza no meu próprio nome...

Finalizo com uma aula de geografia do Seu Madruga na época das duas Alemanhas.

"Bom, a Alemanha é um país só... A diferença é que de um lado tomam vodka, e do outro, cerveja."

Lizzie querida! Entendo sim... só não sei o que significa a palavra "mica". Besitos! Volte sempre ao blog da Ká... o único com logotipo em polonês e comments em catalão!

fui!

Escrito por kari às 16h51
[ ] [ envie esta mensagem ]


reprovei no DETRAN

É. Na hora da baliza. Botei a seta pro lado errado, parei longe dos pauzinhos e morri o carro. Besteira completa. Pra terminar: não sei se baliza é com S ou Z. Minha auto-estima tá lá embaixo. Droga!

acabei com o resto do tiramisu

É, né? Segunda é dia de começar a dieta... e de comer o resto do tiramisu, após ficar p* da vida. Poxa, como fui burra!!! :(

Foca

A Anna me perguntou, um dia desses, qual seria o motivo do jornalista novato ser chamado de 'foca'. Encontrei o motivo no livro "A Origem Curiosa das Palavras" (Márcio Bueno) - livro que ganhei de aniversário do meu amigo Henrique, um estudante de cinema muito fofo e uma das poucas coisas boas que o Mackenzie me deu. Veja lá:

"Foca - a gíria designava, no início, apenas jornalista principiante, novato, bisonho e depois passou a ser usada para aprendiz em qualquer atividade. É possível que a razão seja a semelhança de quem é considerado meio abobalhado, por falta de experiência, com a aparência apatetada do animal. Jornalistas veteranos dizem que a situação aparece com mais clareza nas entrevistas coletivas - o principiante fica na ponta dos pés, com a cabecinha levantada, com os olhos arregalados, procurando entender e fizar tudo o que o entrevistado fala, por não distinguir muito bem o que é e o que não é importante. O termo aparece em artigo publicado pelo jornal Última Hora, de São Paulo, e citado por Carneiro da Silva: "Os editores mandavam os focas para o gol do Corinthians e os craques para o gol do Juventus, por motivos óbvios."

Bisonha??? Abobalhada??? Aparência apatetada???
Era tudo o que eu não precisava ouvir hoje... :P

Anna... a tuppeware

Não vá esquecer, viu? Será um mico bacana de se pagar lá na Cásper Coisa. Você poderia me devolver na frente do Cláudio Arantes, olha só que bacaninha!!! *risos*

e agora... para algo completamente diferente

Queria um extrato de energia volátil agora. Ah... pra que seria?? Ma-mã-ãe...

"Papi... por que os elefantes tem trombas?"
"Porque senão seriam capivaras, filhinha."
"Papi... e se as capivaras tivessem trombas, seriam elefantes?"
"Não! Seriam trapezistas em um circo tchecoeslovaco!!"

Escrito por kari às 09h08
[ ] [ envie esta mensagem ]


Domingo é dia de comer tiramisu!!


bem, não ficou igual ao da foto em aparência, mas o gosto... parabéns, Anna!!! E ao Luís, que bateu as gemas.

É isso aí. Como havíamos planejado, o Luís e a Anna Carolina vieram aqui para fazermos o tal docinho italiano de queijo mascarpone, chocolate e café. A Paula também veio mas a dona Noêmia não pôde vir. :( Bem, rolou "Fetuccine al Limone", uma receita pouco ortodoxa de fetuccine ao... molho de limão!!! Delicioso!!! E essa não é uma receita típica da família libanesa de Kfarhouna, italiana de Fornovolasco, suíça de Berna, alemã da Bavária ou portuguesa de Ramos. Os créditos... ah, segredinho. :)

Além da comilança assistimos episódios clássicos de Chaves e Chapolin:

* Seu Madruga professor (pre-ri-go);
* Uma sinopse do algodão doce do Quico (uma ilustração bacana às explicações de Jornalismo Básico III);
* Parangarico Tirimirruaru;
* Seu Barriga vende a vila ao Carequinha;
* Escolinha do Chaves (que bonita sua roupa / se você é jovem ainda);
* Tchuin tchuin tchuinclain.

São Paulo food city

Foi um fim-de-semana deveras divertido. Sábado fiz o tradicional... aula de chinês e Wal Mart no fim do dia. Não fui pra balada (bem, não sou baladeira...). O bacana foi o almoço no Mercado Municipal aqui em Sampa: sanduíche de mortadela e cerveja Caracu. De-lí-cia! Combinação perfeita.

Além das besliscadas tradicionais: figo turco, queijos, damasco, azeitona libanesa e chilena e se bobear até cipriota, castanha de caju, queijo árabe que sempre compramos mas o nome acabou de me fugir da cabeça, tomate seco, champignon e outras especiarias.

Já no fim da tarde demos uma passadinha numa frutaria (sim, é isso aí) lá perto da casa da Anna. Me entupi de banana e suco de coco (não é água de coco, é suco feito com a carninha do coco e leite, delicioso)... Pra dormir: dois Pankreoflats. Também... o que estava dentro do meu estômago não era brincadeira!!! Santo zíper do jeans!!!

Mas amanhã é segunda, dia de regime... avras" (Márcio Bueno) - livro que ganhei de aniversário do meu amigo Henrique, um estudante de cinema muito fofo e uma das poucas coisas boas que o Mackenzie me deu. Veja lá:

"Foca - a gíria designava, no início, apenas jornalista principiante, novato, bisonho e depois passou a ser usada para aprendivoilá!!!! E é dia do exame prático do DETRAN. Portanto já vou dormir.

*baci*


Escrito por kari às 21h30
[ ] [ envie esta mensagem ]


minuto de sabedoria

O amor é um bichinho que roy, roy, roy...
Roy o coração da Buairide e dói dói dói...



Escrito por kari às 13h41
[ ] [ envie esta mensagem ]


jornalismo tá nos gut feelings

A gramática foi assassinada no título, seja a inglesa ou portuguesa. Mas é isso aí. Foi o que concluí ao conversar hoje com aquele jornalista lá... no telefone... aquela voz, aquele sotaque quebecois, a entonação mais deliciosa que um jornalista pode ter.

Gut feelings... é verdade. Viscerais, extremados, doentes. Eitcha!!!

Franco, franco, que delícia é a sua voz. Que delícia é o seu francês, suas obcenidades pronunciadas em quebecois rápido, sua lógica de pensamento e sua concepção de... é, deixa pra lá (estou falando de política, pura e simples,
não pensem besteira).

A questão é que essa roda viva caspercazzoniana está me colocando pra baixo. Sim, franco, também estou mal... o jornalismo nos faz mal, brinca com a razão e nossos sentimentos... ele é mau, cruel, orgulhoso, psicótico. Mas foi nesse "menage a trois" que a coisa surgiu, né?

E você reclama da AFP... da mísera e mesquinha não-morta rainha das british mags, a Economist, o salário, a filha da putice, os leads sensacionais-sensacionalistas. Franco, franco, você sabe. Eu também sei. Quase um ano... e aquela coisa lá no fundo da alma, tão doída, tão selvagem, tão louca, p'tit quebecois!!! Só Deus sabe e só "nóis se entende".

É amigos, a coisa tá braba. E não é só no universo caspercazzoniano, vai muito além da América do Sul... escalinhas em Nova Iorque, Montréal, Los Angeles, Tokyo, Hong Kong, Shanghai, Islamabad, Beirute, Roma, Paris, Londres e volta pra São Paulo.

Qual será o futuro da Cásper?

Escrito por kari às 13h29
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]

 

ah!libanezza!




BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, HIGIENOPOLIS, Mulher, de 20 a 25 anos, English, Italian, Viagens, Livros, Fotografia


    

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing public photos from karinabu. Make your own badge here.

[ moody me ]


[ adoro ]
 23a. Idade
 3 Amiguinhos
 40 Graus Celsius
 Airline Meals
 Al Jazeera
 Ah, tá bom então!
 Bat Biscate
 Brasilsky Komsomolets
 Cabeça Errada
 Caboclo Sem Dente
 Carioca Virtual
 Ciência em Dia
 El Cronopio
 Historinha
 Daniel Becher
 Dusko Du Swami
 Dawn
 Indi(a)gestão
 Introspecthive
 É tudo puta!
 Fazendo a Mendiga
 Irea
 Estrupixels
 Jet Site
 Just Juste
 Fabriquinha de Clássicas
 Karinissima
 Flies in the Marketplace
 Lux-Religare
 Lonely Planet
 Lady Metal
 Gongados
 Madame Gongadera
 Made in Brazil
 Meu Ouvido Não é Penico!
 No Armário da Cá
 Pensar Enlouquece
 Perez Hilton
 Pururuque-se
 Que Pressão é Essa?
 Querido Leitor
 Sajid and Zeeshan
 Santos no Inferno
 Sedotec
 Seung Ju
 Sarajane
 Shoe Me!
 Sorry Periferia
 Stonned Bunny
 Strange Maps
 Technicolor Kitchen
 Te dou um dado?
 Tony Góes
 Modellón
 Tudo Pode Virar Crônica
 Uma Questão de... (Angola)
 Uniform Freak
 Viaje na Viagem
 Yalla!
 Oh Pakistan!
 Yuppie Guy



[ adote, doe ]
3 Amiguinhos
Anjos para Adocao
Jardim dos Amiguinhos
Jardim dos Amiguinhos - flog
Kantinho dos Peludos Novidades Bichos
Quero um bicho!
Vamos Ajudar!
Vittorio!







My 43 Places

[ brazzies overseas ]

23a. Idade
Astarojna
Balzakiana
Farofa na Neve
Meu Cantinho
No Armario da C?
O Imigrante ? um Forte
Pensamentos e Poesias
Shanghai Pudong - GRU

 


[ fun ]

Alan Sieber
Caco Galhardo
Camilla Eriksson
Kibe Loco
Maitena
N?quel Nausea
Radicci
Sarajane Fotonovelas
Sherman's Lagoon
The Far Side


[ fratelli d'Italia ]

Blob of the Blogs
Diario di Periferia
Grazie, Silvio
Il Tao del Blog
Momoblog
Se me lo Dicevi Prima
Silvio Berlusconi
Uiall?ll?
Voglia di Terra
Zoomata


[ links ]

Aria Database
Bayerische Staatsoper
Dawn
Fodor's
Footprint
Frommer's
Geoeconomy
Lonely Planet
Panrotas
Plastic.com
Reporters Without Borders
Robert Fisk
Rough Guides
World Newspapers
World Press Review
The Opera Critic
Trek Lens
Tripmates
World is Round



 



[ once upon a time ]

- 01/07/2008 a 31/07/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008
- 01/05/2008 a 31/05/2008
- 01/04/2008 a 30/04/2008
- 01/03/2008 a 31/03/2008
- 01/02/2008 a 29/02/2008
- 01/01/2008 a 31/01/2008
- 01/12/2007 a 31/12/2007
- 01/11/2007 a 30/11/2007
- 01/10/2007 a 31/10/2007
- 01/09/2007 a 30/09/2007
- 01/08/2007 a 31/08/2007
- 01/07/2007 a 31/07/2007
- 01/06/2007 a 30/06/2007
- 01/05/2007 a 31/05/2007
- 01/04/2007 a 30/04/2007
- 01/03/2007 a 31/03/2007
- 01/02/2007 a 28/02/2007
- 01/01/2007 a 31/01/2007
- 01/12/2006 a 31/12/2006
- 01/11/2006 a 30/11/2006
- 01/10/2006 a 31/10/2006
- 01/09/2006 a 30/09/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006
- 01/03/2006 a 31/03/2006
- 01/02/2006 a 28/02/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/08/2004 a 31/08/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004
- 01/05/2004 a 31/05/2004
- 01/04/2004 a 30/04/2004
- 01/03/2004 a 31/03/2004
- 01/02/2004 a 29/02/2004
- 01/01/2004 a 31/01/2004
- 01/12/2003 a 31/12/2003
- 01/11/2003 a 30/11/2003
- 01/10/2003 a 31/10/2003
- 01/09/2003 a 30/09/2003
- 01/08/2003 a 31/08/2003
- 01/07/2003 a 31/07/2003
- 01/06/2003 a 30/06/2003
- 01/05/2003 a 31/05/2003